5 Estrelas,

( Resenha ) O Jardim de Inverno - Kristin Hannah

12 julho Clã dos Livros 8 Comments


Clicando no título do livro você tem acesso ao primeiro 
capítulo disponibilizado pela editora.



Sinopse

     Meredith e Nina Whiston são tão diferentes quanto duas irmãs podem ser. Uma ficou em casa para cuidar dos filhos e da família. A outra seguiu seus sonhos e viajou o mundo para tornar-se uma fotojornalista famosa. No entanto, com a doença de seu amado pai, as irmãs encontram-se novamente, agora ao lado de sua fria mãe, Anya, que, mesmo nesta situação, não consegue oferecer qualquer conforto às filhas. 

     A verdade é que Anya tem um motivo muito forte para ser assim distante: uma comovente história de amor que se estende por mais de 65 anos entre a gelada Leningrado da Segunda Guerra e o não menos frio Alasca. Para cumprir uma promessa ao pai em seu leito de morte, as irmãs Whiston deverão se esforçar e fazer com que a mãe lhes conte esta extraordinária história. 

     Meredith e Nina vão, finalmente, conhecer o passado secreto de sua mãe e descobrir uma verdade tão terrível que abalará o alicerce de sua família... E mudará tudo o que elas pensam que são.


“Difícil não rir um tanto e chorar ainda mais com a história de mãe e filhas que se descobrem no último momento.”
-- Publishers Weekly




      A história que sua mãe conta é como nenhuma outra já ouvida por elas antes — uma história de amor cativante e misteriosa que dura mais de sessenta anos e parte da Leningrad congelada e devastada pela guerra até o Alasca, nos dias atuais. A obessão de Nina por esconder a verdade as levará a uma inesperada jornada ao passado de sua mãe, onde descobrirão um segredo tão chocante, que abala a estrutura da família e muda quem elas acreditam ser. 





Resenha


A vida das irmãs Meredith e Nina Whitson é marcada pela relação difícil com a mãe Anya,  uma russa de “sangue frio”. As meninas tentaram conquistar o amor materno durante  anos, mas desistiram. Sua relação de afeto era inteiramente com o pai, pelo qual as duas eram absolutamente apaixonadas. O único momento de proximidade entre elas, era quando a mãe contava histórias da Rússia, Contos de Fadas.
As meninas viram mulheres. Meredith casa e tem duas filhas, conseguindo, apesar dos pesares, criar vínculos com suas meninas. Assume os negócios da família e se vê envolta em obrigações e tarefas que os outros querem que faça. Nina é uma fotojornalista bem sucedida, mundialmente reconhecida, que cobre notícias de guerra, fome, miséria, acompanhando o sofrimento do mundo. Seu projeto especial são fotos de mulheres fortes, guerreiras, que vencem a vida apesar das dificuldades.  Porém, apesar do sucesso aparente, ambas são marcadas pela relação, ou a falta dela, com sua mãe. Não conseguem se permitir amar e demonstrar esse amor.
A relação de Meredith com Jeff, seu marido, esta desgastada. Suas filhas cresceram e estão na faculdade, os dois se afastaram e fingem continuar, porém há muito tempo não ficam juntos realmente. Jeff tenta se aproximar de sua esposa, mas encontra barreiras gigantes, o que os afasta ainda mais.
Nina tem um namorado jornalista, que é totalmente apaixonado por ela. Estão juntos a 4 anos, mesmo assim ninguém de sua família sabe. Não consegue assumir sua afeição e sua relação. Quando ele tenta se aproximar, ela se afasta. A grande dificuldade das irmãs em expressar o amor por seus homens é frustrante e muito triste. Em alguns momentos dá vontade de estender a mão para dentro das páginas e tomar uma atitude por elas, sacudi-las, falar por elas.... Um “Eu te amo”, “Volta pra mim”, “Fica comigo”, “Me ajuda” ... Porém elas não conseguem! É como se as emoções ficassem presas dentro da garganta sem sair... Nina e Meridith lutam por vencer essa barreira e falar sobre o que sentem. Precisam descobrir que as palavras realmente importam.
Meridith, se dá conta do quanto deixou de falar sobre seus desejos e vontades, durante tantos anos de relacionamento, mas agora pode ser tarde demais para salvar seu casamento.

 “ – Eu nunca contei para você que queria ir ao Alasca....- Eu queria que você tivesse dito.- Sim. Eu também.-As palavras importam, eu acho – ele disse por fim. – Talvez seu pai soubesse disso o tempo todo.”
Meredith e Jeff

Em meio a todos esses problemas e dificuldades, o pai adoece gravemente e está à beira da morte. Neste momento, ele faz Nina prometer que fará sua mãe contar um de seus contos até o fim. Nina pensa que ele só quer aproximá-las, lembrando-as dos pequenos momentos juntas, durante a infância, e se afasta de todo o sofrimento e das obrigações, inclusive da promessa que fez ao pai, indo embora para cobrir outra desgraça no mundo.
Depois de muitas idas e vindas, a saída de Jeff da casa do casal, a sobrecarga emocional e física pela qual passa Meredith, a suposta loucura da mãe e sua internação em um asilo, a impossibilidade de Nina de continuar com seu trabalho, sentindo de repente, muito mais a dor de seus registros fotográficos, do que antes, a briga entre as irmãs, que se percebem agora tão afastadas. A família realmente parece estar desmoronando após a morte do pai.
Em meio a esse caos, Anya começa o Conto de Fadas. As mulheres então, viram meninas novamente, relembrando os momentos de sua infância. Porém ao longo da história algo parece ter mudado, os Contos antes tão mágicos, começam a se mostrar muito reais. A russa parece dar alguns deslizes durante as histórias, como o nome de alguns lugares, agora reais na antiga Leningrado, detalhes que despertam o interesse de Nina e Meredith.
As filhas de Anya estão prestes a descobrir que sua mãe é muito mais do que parecia. Essa descoberta pode transformar a vida das mulheres da família, libertando-as da clausura emocional na qual se encontravam.

“ ... quando somos mães, nós... suportamos o que for preciso por nossas crianças. Você vai protege-las. Isso vai doer em você; isso vai doer nelas. Seu trabalho é esconder que seu coração está se partindo e fazer o que elas precisam que você faça.”

O livro é LINDO! A surpresa da história é mesmo o Conto de fadas tornando-se realidade. São fatos acontecidos durante a 2º guerra mundial, na Rússia de Stalin e depois durante a invasão nazista. As descrições do Conto de Fadas são extremamente verdadeiras, reais, e acredito que é isso que torna o livro tão especial. Você pode mesmo sentir o que os personagens estão vivendo. É doloroso, absurdamente triste e ao mesmo tempo mágico. Saber que muitas pessoas, de verdade passaram pelas mesmas provações, é assustador.
Como pode uma pessoa sobreviver a tanta dor? Tantas perdas e ainda continuar, ainda viver?
Geralmente corro de livros que parecem tristes, (e preparem a torneirinha, pois eu chorei muito), porém Jardim de Inverno me surpreendeu. É um  livro para ler, e relembrar. Recomendo!!!

Clicando na capa você pode comprar o livro pela melhor oferta FNAC.

8 comentários:

  1. Amo livros que me surpreendem e me fazem chorar. Acho a capa desse livro simplesmente magnífica e quero muito poder lê-lo em breve. Colocarei ele mais pra frente na minha lista de leitura. - Felipe (A Hora do Livro)

    ResponderExcluir
  2. Esse livro é muito lindo Felipe!!! Eu amei! Espero que vc goste tb!

    ResponderExcluir
  3. Quero muito este livro, espero poder lê-lo em breve.

    ResponderExcluir
  4. Ameiiiii a resenha... quero lerrrrrrrrr
    (:

    ResponderExcluir
  5. Este livro é maravilhoso, super recomendo a leitura!!!

    ResponderExcluir
  6. Esse livro parece mesmo ser maravilhoso, estou doida pra ler, está na minha lista de leitura!

    ResponderExcluir