( Resenha ) A Proposta - Katie Ashley @EditoraPandorga

Esta postagem contém material impróprio para menores.



Editora Pandorga


Resenha


Uma mulher desejando desesperadamente ser mãe e um mulherengo solteiro convicto, com um plano digno de roteiro de cinema. Será que isso poderia dar certo?
Emma sente que seu tempo de ter um bebê pode estar passando, com quase 30 anos, está certa de não poder mais adiar. Depois de perder pessoas muito amadas, deseja ardentemente construir sua própria família. Quer ter um bebê. Apesar de desejar encontrar o amor da sua vida, casar e ter filhos, percebe que isso está muito longe de acontecer e resolve partir para uma produção independente.
Seu grande amigo Connor, que é gay, em um primeiro instante topou ser um doador de esperma, porém quando seu namorado surtou com  a notícia, não teve opção a não ser negar o pedido de sua querida amiga.
Assim, encontramos Emma, no começo da história. Triste quando viu suas chances de ter um bebê irem por água abaixo e muito decepcionada com o amigo “traidor”.
Aidan é um solteiro e mulherengo convicto. Notou Emma na festa de Natal da empresa onde ambos trabalham e rapidamente investiu na aproximação, mas ela já ciente da má fama dele, nem deu bola.


“— Eu queria tanto você na festa de Natal que eu pensei que fosse morrer quando você se recusou a voltar para casa comigo. - O tom rouco de sua voz me assustou.
— Perdão? 
Ele puxou sua cadeira tão perto da dela, que ela lutou contra o impulso de recuar. Ela engoliu em seco com sua proximidade. O brilho lascivo piscando em seus olhos o fez parecer o Lobo Mau sobre a Chapeuzinho Vermelho. 
— Como posso ser mais claro do que isso? Você estava tão sexy com aquele vestido verde. Seu cabelo estava solto e caia em ondas em torno de seus ombros. E você me manteve em suspenso, me dando aqueles sorrisos inocentes no salão. 
Sua respiração queimou contra meu rosto antes que ele sussurrasse em meu ouvido.


Quando Aidan a encontra discutindo com seu “namorado” (era o Connor), no corredor da empresa aos prantos, corre para defendê-la e ai acaba descobrindo o que realmente aconteceu. A vontade de ter um bebê, a decepção por não poder contar com Connor.
Levando-a para jantar ele faz a Proposta...
“Estou falando de uma proposta para nós, boa para os dois, para conseguirmos algo que realmente, realmente queremos. Eu dou um pouco, e você dá um pouco.”

“..., meus motivos são totalmente altruístas.

(...)

- Aqui esta minha proposta. Eu me ofereço para ser o pai do seu filho, e você por sua vez, promete concebê-lo comigo naturalmente.

O medo irradiou sobre mim, me fazendo tremer.

- Naturalmente? Como... eu e você... fazendo sexo?”

Não foi fácil para ela aceitar, pois muitas dúvidas assombravam sua cabeça. Muito tempo sem ter um relacionamento e agora encarar um solteirão sexy e experiente, poderia ser mais do que ela podia aguentar. Mas sua amiga Casey ajudou! Antes, Casey era totalmente contra ela se envolver em uma relação com Aidan, porém  adorou a idéia dele ser o “pai” do bebê.
“- ... Você se assustou a dois segundos atrás, apenas por pensar que eu tinha ficado com ele!

- Isso é diferente. Eu sei que você quer um homem sério para ter um relacionamento, e Aidan Fitzgerald não é o homem certo para isto. Mas ele certamente é o cara certo para ser usado como um maldito garanhão.”
Apesar de ter um pé atrás, ela acaba aceitando. Os dois começam a se ver e se encontrar com o objetivo claro de engravidar. Marcam os dias certos de se encontrar de acordo com os dias férteis dela... Nem um dia a mais, nem um dia a menos. E ele topa todas! Do jeito que ela quiser.
Ela fica todo o tempo tentando não se envolver pelo gato, que certamente vai partir seu coração... ele tentando ajuda-la, FOFO...rsrsrs, fazendo tudo o que ela pede pacientemente.
Com o passar dos dias, Emma começa a conhecer melhor Aidan e vê que ele é mais do que aparentava. Não resisti e se apaixona, mas ainda luta contra o medo de sofrer e expor seu  futuro filho ao sofrimento de ser abandonado por ele.
Ele sente-se cada vez mais fascinado por ela e deseja estar junto o tempo todo.
Será que Aidan, que não tem em mente nada que chegue perto de relacionamento sério, pode manter uma relação com Emma, grávida e em busca de um amor?
As cenas são gostosas e bem escritas, os diálogos inteligentes e engraçados, o casal é perfeito...
Adorei ele falando baixarias e ela corando e dando tapas nele... 
AMEI o livro... Doida para ler o próximo e os extras, que foram lançados após o segundo livro.

Deixo aqui um trechinho...
Por que será que ela não resistiu?


“Enquanto ela desligava o alarme no botão do chaveiro, Aidan começou a ir embora, mas então ele parou. Ele se virou para trás e balançou a cabeça.
— Oh Merda!! Foda-se! 
Ele a pegou totalmente desprevenida, a empurrando contra o carro. Passou os braços em volta da sua cintura, colando-a contra ele. Eletricidade vibrava nela com seu toque, e o seu cheiro invadiu suas narinas, fazendo-a sentir vertigens. 
Ela se contorcia em seus braços. 
— O que é você est... 
Ele a silenciou, inclinando-se e esmagando seus lábios contra os dela. 
Ela protestou, empurrando suas mãos contra seu peito, mas o calor de sua língua deslizando pelos seus lábios abertos a deixaram fraca demais para reagir. 
Os braços de Emma caíram molemente pelo seu corpo. 
As mãos de Aidan varriam a sua cintura e de volta para cima. Ele emaranhou seus dedos através do seu longo cabelo, enquanto sua língua mergulhava em sua boca, acariciando-a e provocando. As mãos dela subiram para envolver seu pescoço, puxando-o ainda mais perto. 
Deus, tinha passado um longo tempo desde que alguém a beijou, e ele tinha tomado de uma vez, o que Travis levou uma semana para ter coragem de fazer. Aidan a manteve presa contra o carro, usando seus quadris, enquanto continuava o ataque a sua boca. 
Apenas quando Emma pensou que não conseguia mais respirar e poderia desmaiar, ele largou seus lábios. Olhando para ela com os olhos semi abertos e bêbado com o desejo, Aidan sorriu. 
— Talvez isso irá ajudá-la com sua decisão. — E então ele se afastou e caminhou de volta pelo corredor, me deixando quente, chateada e sozinha contra o carro.”



Gostou? Comente!
Os comentários nos ajudam a melhorar.

10 comentários

  1. Com certeza esse desejo que ela tem de ser mãe deve causar uma grande confusão na história... Principalmente porque o homem é mulherengo, rsrs... Que bom que gostou da história!

    Bjs, Isabela.
    www.universodosleitores.com

    ResponderExcluir
  2. Humm ...até eu me apaixonei pelo Aidan

    ResponderExcluir
  3. Ual que leitura interessante!
    Confesso que gosto de literatura hot com história (o que infelizmente não acontece em 50 tons), e estou há tempos tentando encontrar algo que me interesse nesse gênero. Esse despertou meu interesse.. hmmm que sabe, logo logo não dou uma chance pra ele. Adorei o primeiro quote! Maravilhoso.

    Querer ter um bebê sem um parceiro já é um grande dilema, agora ainda arranjar um caso mulherengo piora toda a situação .. kkk

    Beijos ;*
    Mari Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Meninas, a história é mesmo uma delícia, destas que a gente começa e não quer parar de ler!

    ResponderExcluir
  5. Bem não curto esse estilo de leitura, não gosto de nada muito hot hehe, nem da capa gostei e provavelmente não leria só não digo que nunca pois a vida sempre muda né

    bjos

    ResponderExcluir
  6. Humm fiquei curiosa. Estou doida para entrar de férias e poder colocar leituras extras em dia. Tem tanta coisa que quero ler, mas não tenho tempo.

    Beijosssss

    ResponderExcluir
  7. Amei a resenha,comprarei assim que puder.

    ResponderExcluir
  8. Huuuuuum!!!
    Amo esta série, uma das melhores que li!!!
    Love Ainda, Emma e Noah

    ResponderExcluir

© BLOG CLÃ DOS LIVROS- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por