5 Estrelas,

( Resenha ) Meu Inverno em Zerolândia de Paola Predicatori @Suma_BR

27 agosto C Romano 7 Comments

Suma de Letras 

Clique na capa e compre o livro na Saraiva

Leia a sinopse, AQUI.

Resenha



O livro narrado em primeira pessoa, como um diário. Ele conta a história da estudante de 17 anos Alessandra, que perde a mãe doente de um câncer, diagnosticado dois anos antes. Desde a primeira página, o leitor sente toda a dor que uma filha pode sentir ao viver esse momento de perda. Acompanhamos a história desde o início, até a morte de sua mãe:

“Se alguém me perguntasse o que recordo daqueles dois anos, eu responderia: nada de especial, à parte os gestos, os sorrisos, as pequenas coisas todos os dias – a vida é assim, agora compreendi, o que importa são os instante e não as coisas. Penso que até meu modo de respirar mudou: posso afirmar que aprendi a tomar fôlego, como se tivesse passado todo aquele tempo embaixo d`água, à espera de tomar ar de novo. Por todo aquele tempo, senti apenas medo” 

Alessandra se vê agora de volta à escola depois que tudo mudou, e percebe que nunca mais poderia viver como antes, assim se dirige para o fundo da sala e senta ao lado de Gabriel Righi, apelido Zero:

“ E no entanto aqui estou, esmagada de tristeza misturada com uma ridícula dose de loucura colada à mesa, com a contagem regressiva já iniciada. Três, dois, um. Zero.  
 Assim é que começo meu último ano de liceu, traçando uma linha entre mim e os outros. Entre mim sem você e o resto do mundo” 

Gabriel que se senta no fundo da sala, com o olhar baixo de quem quer ser deixado em paz, nunca foi visto conversando com ninguém. Sabiam muito pouco de sua vida, e o que sabiam é que era fruto de um lar desestruturado e confuso. Zero como é conhecido, serve apenas à turma quando o assunto acaba. Mesmo depois de algum tempo sentados juntos, ele nem lhe dirige o olhar. 

Mas alguns acontecimentos vão mostrando quem o rapaz é de verdade, e ali misturado a dor, começa a nascer um sentimento. E com o tempo os dois vão se aproximando se conhecendo e se apaixonando:

“Não faço mais nada. Não digo mais nada. Fico quieta, concentrada no movimento da mão dele, prendendo o fôlego. Quando recomeço a respirar, é de leve, esperando que ele não perceba quanto estou emocionada. Agora meu coração bate tão forte que imagino ter dois. É como estar em outro planeta e ter que habituar os pulmões a uma quantidade diferente de oxigênio. E talvez seja realmente assim, quando estou com Gabriel. Outro planeta, outro lugar. Longe de tudo o que conheço, um mundo à parte, em algum nicho, como quando eu me deitava junto de minha mãe para tentar encontrar outro tempo dentro do tempo. Agora é como naquela noite à beira-mar, um espaço só para nós, sem nada, sem ninguém. Estamos em Zerolândia.” 

O relacionamento deles é complicado e fascinante, os dois carregam muita dor e incertezas em seus corações. E vêem muitas vezes no outro, um refúgio. E assim a cada dia os dois tentam buscar formas de dar a volta por cima, mas a ferida é profunda e ambos tem muito à fazer para encontrarem de novo o rumo certo para suas vidas.

Os capítulos vão se alternando com o presente e o passado, com histórias de Alessandra e sua mãe. 
Nada nesse livro é superficial, apesar da história ter personagens adolescentes, toda ela é carregada de verdade e sentimento. 

É lindo, é singelo, é verdadeiro e nos faz refletir sobre os acontecimentos da vida e como tudo pode ficar fora do lugar, e talvez tenhamos que lutar para ficarmos de pé, à procura de um raio de sol, que um dia virá, depois dos dias nublados e cinzentos.


7 comentários:

  1. Aí que linda resenha meninas!!!
    Vi um post de vocês aqui a um tempin atrás e adorei, achei muito interessante!!!
    Adorei esta frase: "Assim é que começo meu último ano de liceu, traçando uma linha entre mim e os outros. Entre mim sem você e o resto do mundo”

    ResponderExcluir
  2. Eu já li este livro algum tempo atrás,é muito bom!!

    ResponderExcluir
  3. Gostei do nome Zerolândia, é bem a cara do livro mesmo.
    A capa e a resenha me chamaram bastante atenção, com certeza este já está na minha lista de desejados, espero que ele não me decepcione

    ResponderExcluir
  4. Que história linda!
    Já estava de olho nesse livro,lendo somente a sinopse.Agora lendo sua resenha,me deu muito mais vontade de lê-lo.

    Dois jovens,com problemas tão fortes ...
    Essa trama promete! ;)

    ResponderExcluir
  5. Nossa o livro parece ser ótimo, bem emocionante, fiquei bastante interessada em ler!

    ResponderExcluir
  6. Oieee
    Que maravilhosa essa história,daquelas que fazem nós leitores suspirar e sofrer com os personagens.Romances complicados sempre me emocionam e fazem eu torcer cada vez mais pelo amor do casal.Já tinha achado a capa do livro super bonitinha mas não sabia que o enredo era tão bom.
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Nossa! Quando eu li o título pela primeira vez que achei que era um livro fantástico que contasse a história de um lugar sempre gelado...

    Mas parece que o frio é mais psicológico e filosófico. E quando eu percebi isso no início da resenha, eu fiquei de boca aberta e pensei: deve ser lindo esse livro.

    Já quero! Muito!

    ResponderExcluir