( Resenha ) A Cilada - Livro 2 da Trilogia Cidade das Sombras de @DanielPolansky @geracaobooks


Geração Editorial

Clique na capa e compre o livro na Submarino

Leia a sinopse, AQUI.

Resenha



O guardião é um típico anti-herói. Ex-combatente de guerra, ex-agente secreto e ex-policial da Casa Negra, agora traficante e viciado. 

No primeiro livro da Trilogia o Guardião busca o assassino de crianças que ronda a cidade baixa. 
Leia a resenha, AQUI.


Neste segundo livro, o Guardião precisa encontrar uma jovem da classe alta que se embrenhou em meio ao povo da cidade baixa, em busca de justiça para a morte do irmão.

A pedido do general Montgomery, pai de Rhaine, a moça voluntariosa que partiu em busca de vingança, o Guardião começa a aventura de A Cilada. Seu irmão Roland foi um grande herói durante a guerra, admirado por muitos, inclusive pelo próprio guardião. Após a guerra, Roland fundou uma associação para lutar pelos direitos dos combatentes feridos e das famílias dos mortos e acabou aparecendo morto em frente a um prostíbulo, tempos depois.

Nesse livro, vemos muito do tempo no qual nosso anti-herói era um combatente, cenas dele em luta, junto com seu amigo grandão, Adolphus. 

(...) pelo que eu sei, a guerra é cagar suas entranhas enquanto rapazes morrem no escuro ao seu redor. Tudo o mais é fantasia de livros de história, e deixe que permaneça neles.

O Guardião se embrenha em uma trama onde precisa usar muito de sua perspicácia para colocar todos contra todos. Uma cilada armada por ele. Com isso, ele busca vingança e quem sabe alguma redenção por tantos pecados.

O guarda estava com o xeque-mate na terceira casa, mas não percebeu. Observei o jogo deles por alguns momentos, imaginando se eles ainda estariam vivos quando meu jogo acabasse. Mas não era hora para especulações, muito menos para compaixão, então fui embora.

Muitos perigos, lutas, mortes, dor, drogas, loucura, ação.

Garrincha, o menino que ele tirou das ruas e que agora vive na taberna O Conde, junto com ele, Adolphus e sua esposa, está crescendo e começa a mostrar que tem o dom da Arte, o que pode ser muito perigoso. Então além dos problemas causados pelo desaparecimento de Rhaine, O Guardião ainda precisa encontrar alguém que possa ensinar a Arte a Garrincha, antes que o rapaz enlouqueça.

O livro é todo narrado com precisão em primeira pessoa, pelo protagonista, que é inteligente, extremamente lúcido e consciente de suas próprias sombras, sínico e debochado.

- Você está com saudades de sua mãe. Perdeu sua metade do bar no jogo. Se apaixonou por um dançarino e quer fugir para as Cidades Livres. Me interrompa quando eu estiver chegando perto.

Tem um humor negro que chega a ser engraçado. 

- O que aconteceu com a sua mandíbula?
- Um muro se chocou contra mim.
- E seu olho?
- Eu não podia deixar a mandíbula ficar por isso mesmo, - coloquei uma fileira de vinonífera numa seda, depois adicionei uma pitada de tabaco para mascar. 

Pensar que Cidade das Sombras vai terminar em um terceiro livro, me deixa frustrada, eu queria mais. Bem... do jeito que o traficante consome suas próprias drogas, também não conseguirá sobreviver durante muito tempo.

- Existe o certo e o errado. 
- Não Adolphus. Só existe vivo ou morto. A guerra deveria ter te ensinado isso.
- Talvez tenhamos aprendido coisas diferentes.
-Talvez você não se lembre das suas lições.

O livro é ótimo e com algumas reviravoltas surpreendentes, até mesmo para o sagaz Guardião.

Recomendo!


Capa original






6 comentários

  1. A cara do meus noivo este livro!!!
    Adoro!!!
    Adorei o Stephen Amell como Guardião!!!
    Parabéns pela resenha meninas!!

    ResponderExcluir
  2. Com certeza essa trilogia promete muita ação.
    Para os fãs do gênero,essa é uma boa pedida.

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li os livros anteriores mais sinceramente
    estou muito curiosa em conhece-la pois é um
    gênero que gosto bastante!

    ResponderExcluir
  4. Oiee.
    Ainda não tive a chance de ler os livros anteriores, mas esse é um gênero que tem me pegado de jeito e com certeza vou querer conferir esses livros.
    Sem falar que as capas sempre me fazem lembrar do meu arqueiro preferido, Stephen *-*
    Bjokas!

    ResponderExcluir
  5. Bem diferente o protagonista, não é todo aquele certinho. Parece ser cheio de batalhas e ação o livro, ainda mais por estar no segundo volume, deve estar esclarecendo várias coisas. Adorei o protagonista, por ele ser forte e confiante. Fiquei bem ansiosa para ler mais pelo protagonista e sua lutas, amei a personalidade dele, me identifiquei bastante com ele.
    Mas ele não tem nome? '='
    Beijos Marissa, ThayQ.

    ResponderExcluir
  6. Marissa!
    Vejo que gosta de séries e se consegue acompanhar todas é muito bom!
    O livro tem muita ação pelo que pude ver e com reviravoltas, não fica de forma alguma monótono ou chato para leitura.
    Deve ser muito boa a série e esse livro.
    Desejo um final de semana de muita alegria!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

© BLOG CLÃ DOS LIVROS- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por