5 Estrelas,

( Resenha ) Diamantes são Eternos - Livro 4 da Série 007 de Ian Fleming @alfaguara_br

05 novembro Joss 5 Comments



Editora Alfaguara

Clique na capa e compre o livro na Saraiva

Leia a sinopse, AQUI.

Resenha







“Não se iluda sobre essa tarefa, 007”- disse M incisivamente. “Quando digo que poderá ser dura, não estou sendo melodramático. Há muita gente perigosa que você nunca enfrentou e que talvez esteja metida neste negócio. Gente muito eficiente. Por isso não fique irritado porque pensei duas vezes antes de envolvê-lo nessa história.” (pág 21)

A história de Diamantes são eternos é centrada na investigação de James Bond em uma operação de contrabando de diamantes e suas implicações no mundo do crime. 

Os diamantes eram contrabandeados na África, lapidados na Europa e gastos na América. 

Entre a África - em Serra da Leoa, uma emocionante corrida em Saratoga e a movimentada Los Angeles, James Bond enfrenta Jack Spang, chefe de umas das quadrilhas mais bem organizadas do Estados Unidos - A Turma de Spang- acobertada por alguns setores das administrações estaduais e federal e pela polícia, usa como fachada para os negócios com os diamantes, a empresa “The House of Diamonds, Inc”.

Mesmo com todo perigo na investigação, Bond não deixa a sedução de lado, uma característica marcante do personagem, e acaba se envolvendo com a contrabandista Tiffany Casse.

“Ela riu e deu a Bond um olhar de aprovação. “Ora, sr. Bond”, disse ela “Até que o senhor sabe como adular uma garota”.

“E quanto ao vestido”, prosseguiu Bond, “é um sonho, e você sabe disso. Adoro veludo preto, especialmente em contraste com a pele bronzeada, e me alegro por você não usar joias demais e não pintar as unhas. Em suma, aposto que você é a contrabandista mais bonita de Nova York esta noite. Para quem vai trabalhar amanhã?”(pag 81)

Além de Tiffany , duas figuras que merecem destaque nesta história são os assassinos Mr. Wind e Mr. Kidd, melhores capangas da gang, que além de suas características particulares, são os que espancam Bond com muita violência quando o sr. Spang desconfia do agente ser tira ou detetive particular.

“É o que vamos investigar”, disse o sr. Spang, “ e investigar até que esse sujeito abra a boca. Se ele acha que aguenta o tranco, aviso logo que é melhor mudar de ideia”. Olhou por cima da cabeça de Bond para o capanga. “Wint, vá chamar Kidd e traga as chuteiras.” 
As chuteiras?
...
Bond ouviu os dois guarda-costas se aproximarem por trás dele.
“Levem ele para a plataforma”, ordenou o sr. Spang. Bond percebeu que ele pusera a ponta da língua para fora para roçar leve os lábios finos” Sapateado de Brooklyn. Oitenta por cento. Entendido?” (pag 181)


Nesta história James Bond deixa de lutar contra agentes soviéticos e terroristas para enfrentar uma quadrilha muito bem orquestrada por um gangster, o que trás mais realismo à história.

O livro editado pela Editora Objetiva/Alfaguara narra uma aventura emocionante que prende o leitor do inicio ao fim, provando que Ian Fleming -o escritor inglês- foi, sem dúvida, um dos grandes autores deste século e que não só “os Diamantes são eternos” mas a sua obra também.


O filme foi lançado em 1971 e 
estrelado por Sean Connery





5 comentários:

  1. Rsrsrsrs meu noivo adorouuuuuuuuuu, vi o post que vocês fizeram aqui no começo do ano e compratilhei com ele, ele comprou e amouuuuuuuuuuuu!!! Vive falando, agora com esta resenha vou ler mesmo rsrsr

    ResponderExcluir
  2. Sinceramente não gosto dos filmes de James Bond. E acredito que mesmo gostando de livros de ação e investigativo,não vou curtir esse.

    ResponderExcluir
  3. Joss!
    Os livros do Ian Fleming são sucessos há mais de 40 anos, um livro carregado de ação e aventura, e, claro a sedução do maior agente secreto de todos os tempos.
    Tanto que seus livros viram filmes e boas películas, mesmo quando ainda não havia tecnologia.
    Bom demais para ler!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Acho bem legal livros contendo relatos de gangters e bandidagens é bem divertido, e ao mesmo tempo bem útil para os leitores aprenderem sobre como foi esses grupos malfeitores, e que ah, hoje não está muito diferente, os bandidos atuais são bem burros, e olham sempre na câmera e não sabem disfarçar nada.
    Há vários livros sobre gangues e malfeitores atuais e de épocas, gosto de ler sobre.

    Beijos Joss, Até mais.
    ThaynáQ.

    ResponderExcluir
  5. Oiee.
    Não curto James Bond então nem vou me aproximar desse livro, pois sei que não vou gostar.
    Prefiro outro tipo de leitora, deixo essa pra quem se identifica.
    Bjokas!

    ResponderExcluir