( Resenha ) A Melhor Coisa que Nunca Aconteceu na Minha Vida @EditoraLeya

Editora Leya

Clique na capa e compre o livro na Saraiva

Leia a sinopse, AQUI.

Resenha



Alex e Holly se tornaram amigos ainda crianças, mesmo sendo muito diferentes. Os dois cresceram fazendo muitas coisas juntos. 
Alex era bom ouvinte, sempre oferecendo um ombro amigo, conseguia ajudar Holly a colocar as coisas em perspectiva. 
Holly era cheia de sonhos e ideias e alegrava o mundo tão extremamente analisado de Alex. 

Ela gostava de fatos concretos, eu gostava de busca por diferentes interpretações. Ela podia encarar uma obra de arte e desfrutar pelo que era, eu estava sempre me esforçando para descobrir seu significado. Ela vivia a vida enquanto eu refletia sobre isso.

Na adolescência algo aconteceu: Alex se apaixonou por Holly e Holly se apaixonou por Alex. Porém nenhum dos dois tinha coragem de dizer e a vida foi andando sem que eles ficassem juntos. Após uma experiência ruim e uma tentativa frustrada de declaração de seu amor, Holly decidi ir embora da cidade. Ela quer esquecer tudo o que viveu em Mothston, inclusive sua última conversa com Alex. 

Holly segui com sua vida deixando seus sonhos de viagens e trabalho de lado, esquecidos. Ela mudou, inconscientemente não queria nada que lembrasse seu passado. Nunca mais falou de Alex e se esforçou para esquecê-lo. Agora ela é uma secretária em Londres e está namorando seu chefe. Bem, namorando não seria a descrição exata do relacionamento dos dois. Richard, o chefe deseja manter o relacionamento em segredo, alegando que isso deixaria os dois muito expostos. 

Alex foi despejado por seu pai. Na verdade, o pai viúvo resolveu vender a casa e comprar um barco e Alex precisa arrumar outro lugar para morar. Decidindo mudar de ares e dar uma guinada em sua vida pacata de professor do interior, ele decide se mudar para Londres e trabalhar em uma escola com adolescentes difíceis. Quer fazer a diferença.

Holly e Alex agora estão na mesma cidade. Nenhum dos dois sabe como se comportar na presença do outro, mas ao se encontrarem, todo o afeto, cumplicidade e amizade parece ter retornado. Eles começam a se ver, dividindo confissões, vinhos, e relembrando o quanto eram bons juntos. Porém nenhum dos dois quer se iludir alimentando esperanças de um amor que pode não existir. 

A vida as vezes dá voltas até chegar ao caminho certo.

Os dois trabalham e estão em um relacionamento, mas mesmo assim, sentem falta um do outro, agora que se reencontraram. 

Neste difícil jogo do amor, quem dará o primeiro passo? 

O livro é fofo. Uma leitura gostosa e despretensiosa que fala de amor, amadurecimento, amizade, confiança. Lindo. 
A Melhor Coisa que Nunca Aconteceu na Minha Vida é uma linda história de amor. Não um amor fácil e descomplicado, mas um que demorou para se concretizar, por conta dos obstáculos da vida.

Holly teve problemas sérios e acabou se tornando uma pessoa diferente, mas a presença de Alex a faz se lembrar de como ela era antes. Das coisas que queria, sonhava e desejava. Ela precisou revê-lo para se ver novamente, pelos olhos de seu amigo. 

Alex sempre foi apaixonado por Holly, fazia tudo por ela, mas ela parecia nunca notá-lo. Ele não tinha esperanças de conseguir seu amor, então seguiu em frente, mas nunca a esqueceu ou entendeu o que aconteceu para que ela fosse embora sem nunca mais entrar em contato com ele. Mas agora eles estavam juntos e ele tinha pelo menos sua amizade e muito ciúmes.
Ele é muito fofo, do tipo que a gente se apaixona rapidinho. 

Sim, eu correria pelado pelo centro de Mothston para estar com ela naquela época, e acho que isso não podia ser mais óbvio, mas Holly nunca nos viu dessa maneira, então eu fiz o que devia ser feito, tentei seguir em frente, e tive o coração partido muitas vezes desde então, embora nunca tenha doído tanto.

O livro Intercala a narração em primeira pessoa de Holly e Alex. Adoro quando mais de um personagem narra a história, isso nos ajuda a compreender os pontos de vista. 

Amei e recomendo!



4 comentários

  1. Esse livros sempre me deixam maluca. Dá vontade de bater nos personagens. Por isso que não li Simplesmente Acontece, apenas vi o filme e mesmo assim fiquei indignada com a leseira dos protagonistas. Acho que vou sentir a mesma coisa se ler esse, mesmo sabendo do final feliz. Talvez lei mais para frente.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Marissa! Tudo bem?

    Gosto muito de livros como neste que você resenhou, acho muito legal, além de que quando temos amigos ao nosso lado que amamos e não temos coragem de se declarar.
    Preciso ler este fantástico livro que deve ser muito bom!

    Visite-nos e caso queira, siga-nos:
    Irmãos Livreiros

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Não sei por que, mas lendo sua resenha me veio a cabeça, Simplesmente Acontece e eu não sei se consigo ler algo do tipo, onde se passa um tempo para enfim eles perceberem que se amam....
    De todo jeito, gostei bastante da sua resenha e fiquei com vontade de me aventurar!
    Bjim

    http://nosleitoras.com/

    ResponderExcluir
  4. Também nunca tenho muita paciência com livros onde a mocinha tem que ser praticamente esmurrada para entender que de seu lado tem uma pessoa especial(coisa rara),Rs.
    Mas mesmo assim gostaria de ler.

    ResponderExcluir

© BLOG CLÃ DOS LIVROS- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por