5 Estrelas,

( Resenha ) O Vilarejo de Raphael Montes @Suma_BR

27 outubro C Romano 0 Comments

Suma de Letras
Clique na capa e compre o livro na Saraiva

Leia a sinopse, AQUI.

Resenha


Penso que a frase de Heráclito que vem escrita antes do prefácio do livro diz bem do que se trata “O vilarejo” escrito pelo autor brasileiro, que muito me surpreende, Raphael Montes.

Já havia ficado surpresa ao ler seu livro anterior, ”Dias Perfeitos”, e constatar sua incrível habilidade de encadear fatos e deixar o leitor de cabelos em pé, ou quem sabe querendo matar o protagonista, ou até mesmo ele próprio, o autor, por ser tão perverso ou talvez criativo ao extremo.

Leia a resenha de Dias Perfeitos AQUI.

Bom, a frase de Heráclito é a seguinte: “O caráter do homem é o seu demônio”. Guardem bem essa frase, pois ao final do livro vocês  verão o quanto ela faz sentido.

A história começa quando o autor vai a um sebo e recebe por indicação, alguns cadernos deixados lá, que pertenciam a uma senhora já falecida. Intrigado pelas imagens, resolve buscar mais informações sobre eles e assim descobre que eram sete contos de histórias vividas em um vilarejo, que na época passava por momentos difíceis, abalado por uma crise financeira, fome, frio e atingido por uma guerra civil próxima. 

“O vilarejo vem sendo dizimado dia após dia. O luto sentou-se a mesa. Ninguém chora os mortos. Não podem desperdiçar energia lamentando a partida dos que não suportaram o frio e a fome.”

Além disso, se é que posso ficar me estendendo, cada conto foi relacionado a um demônio e cada demônio também está relacionado a um dos sete pecados capitais. Ah, é importante dizer que os personagens e os contos se relacionam entre si e que segundo o autor é possível lê-los em qualquer ordem. Na minha opinião, caso o leitor prefira ler em outra ordem, deveria respeitar o primeiro e o último para ter mais emoção, podendo intercalar os do meio.


Preciso dizer que mais uma vez tudo se encaixa e que os contos foram muito bem escritos. Alguns chegam a ser absolutamente chocantes e nos levam a refletir sobre o que o ser humano é capaz de fazer quando se sente ameaçado de alguma forma, ou quando tocam no seu ponto fraco. 

Será que estamos protegidos em algum lugar? 
Quais serão os nossos demônios? 
Quem está livre? 
É preciso ler para saber que fim levam os habitantes deste Vilarejo.

“Nunca inseri o pecado ou o mal nas pessoas. O mal já estava lá. Eu apenas o potencializei”

Não posso deixar de dizer que as ilustrações feitas por Marcelo Damm e toda a parte gráfica do livro são perfeitas. As imagens se encaixam perfeitamente no contexto e o ilustrador teve todo um cuidado e capricho no decorrer do livro, que nos deixam mais empolgados ainda com a leitura.

Conheça a maldade humana! 

0 comentários: