5 Estrelas,

( Resenha ) Deadfall - Livro 2 da Série Blackbird de Anna Carey @VREditorasBR

03 dezembro Clã dos Livros 1 Comments

V&R Editoras

Clique na capa e compre o livro na Saraiva

Leia a sinopse, AQUI.

Resenha


Em Blackbird, a jovem protagonista acorda nos trilhos do metrô sem nenhuma memória, e ao longo do livro descobre estar sendo caçada sem piedade. Tem algumas lembranças do passado, geralmente em seus sonhos e aprende a duras penas, que não pode confiar em ninguém, pois acreditou em Ben, e descobriu que na verdade era vigiada por ele. 

Em Deadfall, ela encontra com um rapaz na estação de trem, quando está prestes a embarcar. Ele é o mesmo rapaz que está presente em seus sonhos e suas lembranças. Tem certeza de que é ele, apesar de  ainda não saber quem ele é.

- Estávamos juntos na ilha. 
- Isso eu sei. - Você não menciona os sonhos, que agora sabe que são lembranças, voltando aos poucos desde que acordou. O rosto dele sobre o seu, a voz em seu ouvido, o corpo junto ao seu. (...) Você estava com ele. Estava apaixonada por ele.

Rafe é mais um jovem alvo, assim como Lena (sim esse é o nome real de nossa protagonista) e vários outros que vão aparecendo ao longo da história.  Os dois estavam juntos na ilha, onde tudo começou e se cuidavam. Agora, ambos vão procurar por outros alvos e tentar descobrir quem são os assassinos. Esta é sua única chance de sobreviver. 

Em meio as fugas e perigos, Lena começa a se aproximar de Rafe, já que sua memória retorna aos poucos, porém Ben reaparece, provando à moça que está do seu lado. A partir dai, temos uma tensão entre os três personagens. Apesar de existir um pouco de romance, toda a ação e perigo constante, não permitem que nenhum dos personagens se envolva demais.  

Lena é sem dúvida uma moça muito valente e inteligente. Sua vontade de lutar e acabar de vez com tudo isso, a leva arriscar-se em vários momentos, que nos deixam com a respiração suspensa. Tenso. 

O enredo de Deadfall continua, assim como no primeiro livro, dinâmico, inteligente e todo narrado em segunda pessoa.

O final foi ótimo, mas com algumas perdas lamentáveis. 

Li rápido demais, pois não queria deixá-lo para nada. Fiquei tensa e ansiosa em grande parte da trama, tentando descobrir o que ia acontecer e torcendo por todos, mas também chorei e lamentei. 

- Mas nós estamos bem. Estamos a salvo.
- Não estamos. Nunca vamos estar. E essa é a pior coisa disso tudo. - Ele fica de cabeça baixa. Os joelhos se agitam fazendo o corpo todo estremecer.

A Série Blackbird é imperdível para quem curte ação, com rítmo eletrizante e romance em segundo plano. 

Amei e recomendo!


Confira a resenha do livro 1



Um comentário:

  1. O primeiro livro ainda continua sendo meu favorito, mas esse segundo fechou com chave de outro. Gostei da série, e principalmente gostei por ser contado de uma forma que não estava familiarizada.
    Beijos

    ResponderExcluir