( Resenha ) Entre o Amor e a Vingança - Livro 1 da Série O Clube dos Canalhas de Sarah MacLean @gutenberg_ed

Editora Gutenberg
Grupo Autêntica

Clique na capa e compre o livro na Saraiva

Leia a sinopse, AQUI.

Resenha



Michael Bourne perdeu os pais ainda jovem e herdou as propriedades, a fortuna e o título de Marquês. Mas ter 21 anos não foi o suficiente para salvá-lo da desgraça das apostas. Iludido pelo experiente Sr. Langford, que antes era guardião e o protetor da fortuna de Bourne, ele se viu sem nada após apostar tudo o que tinha e perder.

Humilhado e sentindo-se idiota, saiu da cidade sem nada além de seu título. Uma década se passou, e agora ele era um dos proprietários do cassino mais famoso de Londres. Tinha mais dinheiro do que poderia gastar e mais influência do que muitos poderosos, mas ainda não tinha conseguido o que mais queria, vingança.

Sempre tentou reaver a propriedade de sua família, aquela na qual crescera, mas em vão, até que descobre que Langford vendeu-a para um de seus vizinhos. Até ai estaria tudo bem, mas Needham comprou a propriedade e colocou-a como dote de casamento de sua filha mais velha, Penélope .

Penélope já tinha passado por muitas temporadas e não conseguira se casar. Após um noivado desfeito e um escândalo, não tinha grande interesse em um casamento pacato, sem aventuras e sem amor. Ela já era considerada velha e há tempos não recebia nenhuma proposta. Porém, apesar de não gostar da ideia de receber a casa que era de seu amigo de infância Michael, como dote de casamento, não poderia fazer nada, além de aceitar a decisão do pai.

Michael sabia o que precisava fazer, casar-se com a mulher que tinha sua casa e propriedades como dote e resolver o problema. Mas não seria fácil convencer Penélope e seu pai, de que ele, um homem com a moral arruinada, seria um bom partido. Não importava se tinha dinheiro, era um canalha, administrava um antro de jogos e imoralidade. Ninguém da sociedade iria querê-lo.

Michael e Penélope se encontram acidentalmente na propriedade abandonada dele (que na verdade é dela) e ele acaba obrigando-a a casar-se com ele, pois vai mantê-la trancada lá a noite toda, e para evitar um escândalo, ela deverá se casar o mais rápido possível. 

O que Michael Bourne não poderia imaginar, era que sua amiga de infância Penélope, se tornara uma mulher inteligente e disposta a jogar. Desde o príncipio ela se mostrou uma boa jogadora, conseguindo acordos com ele para garantir o casamento de suas irmãs mais novas, entre outras coisas muito interessantes.

"Sempre pedindo pelos outros. Nunca por si mesma."

"E você, sempre fazendo por si mesmo, nunca pelos outros."

"Prefiro o resultado disso. " Michael era um homem irritante.
Já em Londres, após sua primeira noite juntos, os dois passam a ficar distantes, graças a resistência de Michael. Ele não quer se envolver com sua esposa e não deseja ferí-la mais do que o necessário. Assim que terminar sua vingança, planeja enviá-la para a casa dos pais e mantê-la longe, mas não contava com a inqueitação que ela despertava. Ele pensava nela o tempo todo e a desejava, muito.





Não enganou a si mesmo pensando que o desejo era algo novo. Ele a desejou em Surrey, quando a encontrou no escuro, com apenas uma lanterna para protegê-la. Mas agora... desejar havia se tornado algo mais sério, mais visceral, mais perigoso... Agora, ele a desejava - sua esposa forte, inteligente e de bom coração, que se tornava mais tentadora a cada dia, (...)



Penélope sempre gostou de seu amigo Michael, mas a duras penas percebeu que este era somente Bourne, um homem frio e dominado pela desejo de vingança. Ele não a queria e a tinha usado somente para concretizar seus planos.


Ela era um meio para um fim. O caminho para sua vingança. Era tudo o que ela podia ser. Durante toda a sua vida, Bourne destruiu tudo de valor que teve. Quando Penélope percebesse isso... que ele era todo tipo de decepção, ela agradeceria por não permitir que se aproximasse muito. 

Mas com a ajuda dos sócios do cassino que administra, Bourne vai ser forçado a olhar para Penélope com outros olhos e quem sabe perceber que a vingança pode fazê-lo perder muito mais do que ganhar.

Entre o Amor e a Vingança é um romance maravilhoso. Com um enredo interessante, apaixonante e muito sedutor.
Não poderia explicar que Michael era dois homens e que estava  ao mesmo tempo furiosa e fascinada por ele.
Penélope é formidável. Inteligente e audaciosa, apesar das regras rígidas da sociedade sente-se impulsionada a conhecer o lado proibido do cassino do marido e viver aventuras. Além disso não teme negociar pelo bem de todos, de suas irmãs e até mesmo de Michael.
(...) se deu conta de que havia algo muito tentador na ideia de ele ser um arruinado ... de ser um canalha. De ter perdido tudo - centenas de milhares de libras! - e recuperado tudo em tão pouco tempo. Ele, de alguma forma, havia reconstruído tudo. Sem ajuda da sociedade. Com nada além de sua vontade incansável (...) 

Já o Marquês Bourne, uauuu. Ele é um homem construído em cima de sentimentos de ódio, mas não deixou de ser bom. Com a ajuda de seus novos amigos, usando sua inteligência e muito esforço, ele reconstruiu sua vida e conseguiu uma fortuna.

Bourne sente-se possessivo e apaixonado quando está próximo de Penélope. Ela desperta  nele emoções que pensou não existirem mais, mesmo assim, o marquês teme afetá-la com sua propensão para a ruína e por isso se afasta.

Entre o Amor e a Vingança é apaixonante. Irresistível <3
Amei e recomendo!

Esse é o primeiro livro da autora que leio e posso dizer que estou seduzida <3 
Ansiosa para ler os outros livros da Série.


Saiba mais sobre a série, AQUI.


Nenhum comentário

Postar um comentário

© BLOG CLÃ DOS LIVROS- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por