5 Estrelas,

( Resenha ) Jogos Mentais de Teri Terry @FarolLiterario

22 janeiro Clã dos Livros 0 Comments

Farol Literário

Clique na capa e compre o livro na Saraiva

Leia a sinopse, AQUI.

Resenha




Luna é uma Recusadora. Em um mundo onde todos tem um implante e se conectam uns com os outros através dele, ela é uma das poucas que recusam esse recurso. Jogos, estudos, pesquisas, mapas, guias, música, amizades, festas....tudo acontece em mundos virtuais, porém alguns, como Luna, se recusam a fazer parte disso. A realidade deixou de ser prioridade para a maioria da população e até mesmo as crianças viviam plugadas. 



Há tempos, um grande avanço que possibilitou experiências virtuais perfeitas pela primeira vez. Temporreal é como realidade, porém melhor! Seja quem você quer ser; vá aonde quiser. Com a PareCo. Era assim o anúncio. Mas nunca para mim. 


Mas a moça tem um motivo secreto para fugir dos implantes. Ela tem sensações estranhas quando se pluga ao mundo virtual e consegue vivenciar tudo dos dois mundos ao mesmo tempo. Sempre alertada por sua avó, que insiste que ela não pode deixar que ninguém saiba disso, Luna se mantém afastada. Sua mãe era uma Hacker muito famosa e morreu ainda jovem em um dos mundos virtuais, sendo considerada uma inteligente-irracional, por muitos da sociedade.


Respiro tão profunda e calmamente quanto posso e passo pela porta devagar, tentando afastar a náusea. Durante anos pensei que era assim com todo mundo. Quando descobri que não, que para todos os outros o mundo físico desaparece e isto aqui é tão real quanto tudo o que há nele, quase me expus. Mas Nanna alertou que isso deveria ser um segredo. (...) Algumas vezes ser diferente não é nada bom.



Entre os jovens existe um grupo seleto e muito admirado: os Hackers. Eles são habilidosos e capazes de mexer, programar e alterar códigos, sendo os responsáveis pela criação de muitos mundos virtuais. A maioria acaba trabalhando para a PareCo, empresa responsável por muito do que se conhece de tecnologia no mundo.

Mesmo os recusadores precisam fazer os testes de QI e QR realizados pela PareCo. Apesar de desejar deixar tudo de lado, Luna passa com ótimas notas no teste de QI, mesmo sem o implante, o que surpreende a todos, inclusive a ela mesma.

Todos os jovens aprovados precisam se encontrar para a realização dos testes de QR (Racional) e lá ela conhece Gecko, um hacker interessante que vai lhe mostrar um mundo novo.

As nuvens  escolhem aquele momento para se afastar. As estrelas brilham sobre nós; Gecko está olhando para elas. Lampejos de prata em torno de seu olho esquerdo, num padrão complexo - belo e, de alguma forma, tão perfeito em sua pele escura. Serão espirais de Hacker prateadas? Não podia vê-las antes, mas agora, à luz das estrelas, posso?

Luna percebe que tem habilidades e inteligência acima da média. Ela e Gecko se encontram no vácuo, onde só poucos Hackers conseguem andar e criar, situação ainda desconhecida pela maioria das pessoas. Além disso, por não usar implante, ela percebe coisas que outros não conseguem ver.

- Uma oportunidade que veio da bondade do sombrio coração da PareCo?
- Bem, pareceu bom na época.
- Provavelmente, está mais para ... Eles têm medo de você. Luna.
(...)
- Eles não sabem quem você é, ou qualquer coisa sobre você, porque não tem um Implante. Isso, juntando ao fato de Astra ser sua mãe, faz de você um risco que precisavam investigar.

Jogos Mentais tem um enredo super interessante e um pouco tenso.

Por aqui você vai encontrar: um grupo rebelde interessado em acabar com PareCo, conspirações, traições, lembranças perigosas e capazes de mudar o rumo de toda história, barbaridades cometidas em nome dos interesses de poucos e luta pelo poder.
Temos  também um pouco de romance, mas este fica em segundo plano.



O livro é narrado em primeira pessoa por Luna e nós vamos embarcando com ela nas experiências de conexão e descobertas.

Quem curte distopias vai adorar Jogos Mentais.
Amei e recomendo!



0 comentários: