5 Estrelas,

( Resenha ) O Visconde que me Amava @editorarqueiro - Livro 2 da Série Os Bridgertons de Julia Quinn

01 janeiro Clã dos Livros 3 Comments

Editora Arqueiro

Clique na capa e compre o livro na Saraiva

Leia a sinopse, AQUI.

Resenha



Anthony Bridgerton é um Visconde. Como irmão mais velho, assumiu o título de nobreza após a morte de seu pai. Apesar de muita dedicação e amor pela família, ele ficou marcado pela perda prematura do pai, mesmo assim, o jovem Visconde não fraquejou em suas responsabilidades e administrou a fortuna da família com mãos hábeis. Sendo o mais velho, ele também se sentia responsável por suas irmãs e irmãos, mesmo estes sendo muito bem cuidados por sua mãe Violet, uma mulher admirável.

Por conta da morte do pai, Anthony tem certeza de que morrerá jovem. Como se seu destino já estivesse traçado, por isso resolveu dar um basta em sua vida de libertino e se casar.  Mas ele não queria se apaixonar e fugia do amor. Além da dor de saber que morreria ainda jovem, deixando uma pessoa amada, ele também não desejava deixar uma mulher apaixonada amargurando a morte do marido.


 (...) não tinha dúvida de que encontraria uma mulher atraente e inteligente por quem nunca se apaixonaria.

Estava decidido: ele teria um casamento sem amor. Assim seria menos complicado e menos doloroso para todos.

Como não queria se envolver e nem amar, ele escolhe sua pretendente sem conhecê-la. A jovem mais cortejada, a que todos querem. Uma moça educada, de boa família e bonita.

Porém Anthony não poderia imaginar que a jovem Edwina escolheria seu noivo de acordo com a aprovação de sua irmã querida, Kate. Então o Visconde precisará cair nas boas graças de Kate para conseguir este casamento.

Kate ama muito sua irmã, deseja protegê-la de jovens mal intencionados e não vai permitir que ela se case com um libertino.

(...) Não se tratava de uma solteira tímida, reservada e subestimada. E o que quer que ela tivesse dito antes a Colin, não foram elogios a ele.

Então para conseguir este casamento, Anthony deverá passar mais tempo com Kate e provar que é um bom candidato. O problema é que perto dela ele não consegue ser sempre um cavalheiro. Kate Sheffield é interessante, inteligente, implicante e irresistível. Os dois ficam se alfinetando e tentam se odiar, mas não conseguem. Se provocam, mesmo sem perceber e se divertem muito também.
Nesse momento, Anthony perdeu imediatamente o fôlego.

(...) Aquilo estava ficando ridículo. Ele não enganaria a si mesmo dizendo que a tensão em seus músculos não tinha nada a ver com desejo.

Droga. Ele nem sequer gostava daquela mulher. Ela era muito mandona, muito teimosa, e tirava conclusões rápido demais. E não era nem bonita - ao menos quando comparada a algumas damas que estavam em Londres para a temporada, principalmente a própria irmã.

(...)
Ainda assim...

Anthony deixou-se cair numa cadeira.

... ainda assim, sonhara com ela.

Entre passeios, fugas desastradas com o cachorro de Kate, jogos que desafiam o bom senso e diálogos divertidos, os dois vão se envolver e se beijar, mas ainda assim resistir.




- Ironia não lhe cai bem, Srta. Sheffield.

- Nada lhe cai bem, Lorde Bridgerton.

Anthony inclinou-se e projetou o queixo à frente da maneira mais ameaçadora que pôde.

- As mulheres não deveriam ter bichinhos de estimação se não conseguem controlá-los.

- E os homens não deveriam levar as mulheres com bichinhos de estimação para dar uma volta no parque se não podem controlar nenhum deles - retrucou ela.

Anthony sentiu as pontas das orelhas esquentando com a raiva mal controlada.

- A senhorita é uma ameaça à sociedade.



Kate sabe que não tem grandes chances de se casar. Perto de sua irmã, ela é apenas uma moça sem graça. Com a morte de seu pai, a mãe precisou economizar para levá-las juntas em uma única temporada para arrumar um marido, e já é um pouco tarde para ela. Então a moça realmente não alimentava a esperança de se casar. Queria apenas garantir que sua irmã se casasse e fosse feliz.

Kate deu um sorriso sem graça. Ela nem queria participar da temporada. Sempre soubera que não era o tipo que chamava a atenção da alta sociedade. Não era bonita o suficiente para superar a ausência de dote e nunca aprendera a dar sorrisos falsos, fingir delicadezas (...) 

Mas se surpreendeu com as emoções que sentiu perto de Anthony. Ele a confundia a todo momento. Raiva, admiração, paixão, ternura, desejo... eram sentimentos constantes quando estava na presença dele.


















O Visconde que me amava é lindo. Lindo, envolvente, engraçado e apaixonante. Com uma boa parcela de tensão sexual e cenas quentes interessantes, Julia Quinn me carregou pelas 288 páginas e eu terminei o livro suspirando.

Lamentei pela perda que a família sofreu, pois neste livro vemos mais sobre a morte do pai deles. Sofri com a angústia de Anthony e também com a maneira como Kate se conformava em não ser desejada, em não ser aquela que se casaria. Mas também me diverti demais com os diálogos inteligentes e com as cenas de pegadas dos dois. 

O livro é narrado em terceira pessoa, a diagramação é bonita e agradável e a capa linda. 

Amei, amei, amei... Super recomendo!



Confira a resenha do livro 1




3 comentários:

  1. Eu amo este livro. AMO AMO AMO AMO DEMAIS. Eu rio muito e choro muito. Meu coração era arrancado toda vez que a Kate se resignava pelo futuro como solteirona pobre. Me identifiquei muito com ela, a proteção exacerbada pela irmã, a conformidade com o futuro, a necessidade de sempre estar forte para dar apoio. Nossa eu amei ela. E o Anthony ? Gente do céu. Ele é OTIMO !!! Chato, mandão, arrogante, competitivo e ao mesmo tempo super-protetor com a família, inesperadamente carinhoso, apesar de ser galinha exige de si mesmo agir como honra... eu ri muito com ele. Ele e Kate são muito lindos juntos. Pra mim é um dos melhores livros pois o humor e o drama estão presentes o tempo inteiro.
    Desculpem o Spoiler se soltei ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Herzabeth eu também amo este livro <3 Amo tudo que a Julia Quinn escreve.. acho que dela, eu leria até lista de mercado ;)

      Excluir
  2. A cada livro da série lido, um novo suspiro! rs
    Meus Bridgertons favoritos até o sexto livro são Benedict e Michael!
    <3

    ResponderExcluir