5 Estrelas,

( Resenha ) After - Livro 1 da Série homônima de Anna Todd @EditoraParalela @cialetras

18 abril Ingrid 1 Comments

 Editora Paralela
Companhia das letras

Clique na capa e compre o livro na Saraiva



Sinopse



Depois de bater a marca de um bilhão de acessos na plataforma de leitura Wattpad, a série After vira livro e promete ser o novo fenômeno editorial. No primeiro livro, Tessa é uma garota de 18 anos que acaba de deixar a casa de sua mãe para ir morar no campus da faculdade. Estudiosa, responsável e recatada, ela não quer saber de festas e nem de paixões. No primeiro dia na faculdade, Tessa conhece Hardin, um jovem rude, lindo e todo tatuado que implica com seu jeito de garota certinha. Os dois se detestam, mas ao mesmo tempo não conseguem ficar longe um do outro. Logo, começam um relacionamento intenso e turbulento. Consumida por uma paixão que ela imaginava não ser possível, Tessa vê sua sexualidade aflorar. Mas por trás do chame irresistível de badboy, Hardin carrega fantasmas de seu passado, que podem colocar tudo a perder. Depois de Hardin, Tessa nunca mais será a mesma.

Resenha







After faz parte de uma série de livros eróticos que surgiu a partir de uma fan fic inspirada na boy band americana, One Direction, publicada inicialmente na plataforma Wattpad, tornando-se rapidamente um sucesso editorial com mais de um bilhão de leituras. Hardin é inspirado em Harry Styles, e os outros quatro componentes da banda, Zayn, Niall, Louis e Liam, também viraram personagens da trama.



Theresa Young, ou como prefere ser chamada, Tessa, tem 18 anos de idade, filha única, é a típica garota certinha criada para a perfeição, que sempre tem tudo sob controle, devidamente planejado com antecedência. Optando por passar as noites estudando ou assistindo um filme, em vez de frequentar festas. 



Seu pai foi embora de casa quando ela tinha 10 anos de idade, desde então, sua mãe assumiu todas as responsabilidades, trabalhando para lhe dar um futuro melhor, que aos seus olhos, era a universidade Washington Central, a mesma onde estudou, mas acabou abandonando antes de se formar. Tessa cursaria Letras, sendo seu maior sonho ser escritora e trabalhar em uma editora.

Noah, é seu namorado há dois anos, porém, eles nunca tiveram nenhuma demonstração de afeto exagerada, principalmente na presença de outras pessoas, e mesmo sozinhos, as coisas não iam muito além, sempre muito discretos, reservados. Um ano mais novo, mas tão estudioso quanto ela, Noah era inteligente e um ótimo aluno, qualidades que faziam com que o relacionamento deles fosse confortável. 

Quando Tessa se muda da casa da mãe superprotetora para o alojamento da Universidade, conhece sua colega de quarto, Steph, com um estilo peculiar, maquiagem carregada, piercings e tatuagens, festeira e repleta de amigos tão esquisitos quanto ela. As coisas por lá seriam o oposto do que imaginou, nada agradável. 

“Desde nosso primeiro encontro, Hardin mudou minha vida mais do que qualquer cursinho ou grupo de leitura.”

Hardin Scott, um dos amigos constantemente mal humorado e mal educado de Steph, era sempre debochado, rindo de Tessa nos momentos mais humilhantes, egoísta e sarcástico, não media as palavras grosseiras que lançava, fosse para ela ou para qualquer outro. Com seu sotaque britânico carregado, piercings e tatuagens, ele possuía uma personalidade desagradável, não fazia o tipo livro aberto. 

“A única certeza que eu tenho é de que minha vida e meu coração nunca mais serão os mesmos depois de Hardin.”

Ele a desafia, a instiga, irrita com a provável bipolaridade, despertando sensações que Tessa nunca sentiu antes, como se estivesse em uma montanha russa de emoções. Descobrindo que eles têm muito mais em comum do que imaginam — problemas familiares e livros — são apenas algumas dessas coisas. 

“Não tenho ideia do que estou fazendo, mas não consigo parar. Quando os meus lábios tocam os de Hardin, sinto que ele respira fundo de susto. Sua boca tem exatamente o gosto que eu imaginava. Dá para notar um resquício do sabor de menta em sua língua quando ele abre a boca e me beija de volta. E pra valer.”


Os dois entram em conflito consigo mesmos e entre si, sem saber exatamente como agir. Enquanto Tessa precisa decidir o que fazer com Noah, Hardin nunca sentiu algo assim por ninguém, por isso não consegue se abrir, ou explicar, e acaba tornando as coisas um pouco mais complicadas — fazendo com que eu tenha sentido vontade de estapeá-lo algumas vezes. 

“Deixando de lado a compostura, faço a pergunta que ronda minha mente há um tempo, mas que não tinha coragem de encarar.
— Porque você não gosta de mim? — exijo saber, olhando-o nos olhos.”

Ao lado de Hardin, Tessa descobre sua sexualidade, a vê aflorar, muda um pouco seu estilo, dando chance para algo não tão recatado como é acostumada, começa a usar maquiagem, mas nada exagerado, se permite sair um pouco da sua zona de conforto. Entretanto, ela sabe que Hardin não é do tipo que namorada, é mais o tipo com que se possa divertir, e isso pode dificultar as coisas por terem pensamentos opostos. 

“— Por favor, me beija. Preciso de você.
Essas palavras acabam com minha resistência. Um sujeito indecente, bêbado e terrível acabou de dizer que precisa de mim, e por algum motivo isso soa como poesia aos meus ouvidos. Hardin é como uma droga para mim. Toda vez que sinto seu gosto, quero mais. Ele consome meus pensamentos e invade meus sonhos.”

Ao mesmo tempo que ele afirma não querer manter distância de Tessa, a magoa, provoca, fazendo com que isso aconteça, é inevitável. Mesmo muito confusa, oscilando entre o odeio e o amor, não consegue ficar longe, pois ele não a deixa ir, insiste em aparecer na sua porta todas as vezes que discutem. 

“— Quando estou com você me sinto... diferente de mim mesmo. Não sei como lidar com esse tipo de sentimento, Tessa, então faço a única coisa que sei fazer...
Ele faz uma pausa e solta um suspiro.
— Que é ser um babaca.”

Uma história envolvente, apaixonante, que me prendeu do início ao fim, me fazendo devorar em poucas horas as 521 páginas, me vendo sem fôlego e já com saudade da experiência. As cenas são quentes, descritas de forma harmoniosa, é de arrancar suspiros, com detalhes na medida certa. 

Os personagens são intensos, verdadeiros, muito bem desenvolvidos, marcantes, assim como o enredo. Senti raiva, medo, dor, sorri, chorei, amei, vivenciei uma mistura perfeita. 

A escrita da autora é viciante, me encantou e surpreendeu. A capa é diferente, criativa, a revisão é perfeita sem erros, a diagramação também, uma linda edição. Ansiosa para ler os outros livros da série. 

Dou cinco estrelas, favorito e recomendo!

Um comentário:

  1. Ameei sua resenha, bem explicada e detalhista. Eu li o livro também em poucas horas! Adorei o blog já vou seguir

    ResponderExcluir