5 Estrelas,

( Resenha ) Elo - Livro 1 da Série homônima de Imogen Howson @FarolLiterario

15 agosto Ingrid 0 Comments

Farol Literário

Clique na capa e compre o livro na Saraiva


Sinopse

Elissa costumava ter tudo: a atenção de todos, popularidade e um futuro promissor.Mas os três últimos anos fizeram sua vida mudar radicalmente: ela vem lutando contraterríveis visões, dores-fantasma e misteriosos hematomas que aparecem do nada. Depois  idas e vindas a especialistas, surge uma promessa de cura, uma cirurgia para apagar aparte super ativa do seu cérebro, que provoca tais alucinações. Às vésperas da operação, no entanto, Elissa faz uma descoberta chocante por trás daquelas visões: ela enxerga o mundo pelos olhos de outra garota.


Resenha



Elo é ambientado no planeta Secoia onde as leis são muito rígidas. Elissa Ivory mora com a mãe, Laine, o pai, Edward e o irmão, Bruce, na cidade de Canyon Central. Ela estava diante de seu último recurso para voltar a ser uma pessoa normal. Consultou com vários médicos e estes tentaram muitos tratamentos invasivos, porém, nada funcionou. 

"Se esse não conseguir me curar..."

As visões tornaram-se ainda mais apavorantes, doía tanto a ponto de Elissa gritar desesperada e hematomas negros surgiam como queimaduras em seu pescoço, com uma frequência irritante. Talvez, o novo médico, dr. Brien, que se dizia especialista, pudesse finalmente ajudá-la. Havia uma esperança de cura.
"Provavelmente teria sido melhor que a tivessem encaminhado para ele anos antes. Anos que ela passara tentando, impotente, se aferrar a todas as coisas que constituíam sua vida, assistindo a tudo escorrer por entre seus dedos e desaparecer."
Desejava ao menos salvar o suficiente da sua vida para construir uma nova. Chegou a ter amigos, foi uma garota popular, suas melhores amigas chamavam-se Carlie e Marissa e a idolatravam. Tinha tudo ao alcance de suas mãos, até os sintomas piorarem. Alucinações, dor-fantasma e hematomas, tudo veio junto de uma vez. 
"Bem, eu não disse para você não se preocupar? Vamos tentar um método mais definitivo, Elissa."
Queriam fazer nela uma cirurgia cerebral, que consistia em intervir na parte de seu cérebro que mantinha-se ativa além do normal. No entanto, Elissa não conseguia entender porque dr. Brien tinha feito tantas perguntas detalhistas, sobretudo, relacionadas a pessoa que ela era em seus sonhos, uma pessoa diferente. Queria saber até mesmo as roupas que usava. Tinha consciência de que sua condição só piorava e aquela cirurgia era a única chance de recomeçar.

"Tente não pensar muito nisso. Logo vai terminar."



Elissa tentou seguir o conselho da mãe, mas continuava inquieta com muitas perguntas fervilhando na cabeça. Tudo parecia tão assustador. Em quatro dias, segundo o dr. Brien, sua condição mudaria, contudo, ela descobriu que nada fazia sentido, porque enxergava as coisas com os olhos de outra pessoa. Provavelmente, tudo o que acontecia com ela, podia estar acontecendo com outra menina em algum lugar, lutando contra uma infecção que poderia matá-la.

"E se as imagens, desde o começo, fossem o que pareciam ser, vislumbres da vida de uma outra pessoa? Um outro lugar, quartos e corredores que ela não reconhecia..."
Elo é um livro de ficção científica, distopia, que atiçou a minha curiosidade desde que li a sinopse, mostrando-se ainda mais impressionante e original do que imaginei.
Narrado em terceira pessoa, contém fragmentos de pensamentos e lembranças da protagonista, Elissa.

A escrita da autora é detalhista, emocional e demonstra criatividade. Os personagens são peculiares e enigmáticos. 

A capa é linda, uma edição incrível. A diagramação condiz com o conteúdo e a revisão está ótima. Ansiosa para ler a continuação.

Dou cinco estrelas e recomendo!


0 comentários: