5 Estrelas,

( Resenha ) O Perfume da Folha de Chá de Dinah Jefferies @EditoraParalela

21 fevereiro Clã dos Livros 4 Comments

Editora Paralela
Clique na capa e compre o livro na Saraiva

Leia a sinopse AQUI.

Resenha 

O Perfume da Folha de Chá é um livro surpreendente que nos convida a mergulhar na vida de Gwendolyn, uma jovem britânica, que após se casar com o viúvo Laurence Hooper, um dos maiores empresários do ramo de chá, se vê obrigada a mudar para o Ceilão (território asiático, hoje conhecido como Sri Lanka).

Preciso dizer que fui tragada por esta leitura, pela qualidade narrativa de Dinah Jefferies. O livro tem mais de 400 páginas, mas não pude largar e li tudo em dois dias. Chorei em vários momentos, sorri em alguns, mas consegui respirar feliz ao final, apesar da vontade de socar alguns personagens.


(...) Um único sentimento a dominava, o amor, que parecia de alguma forma ter se condensado naquele instante perfeito.  Tudo ficaria bem.

Ela chega ao Ceilão repleta de expectativas referentes a sua vida de casada. As atenções que receberá de seu marido, sua nova vida em um país diferente, as amizades que fará, etc... porém nada parece estar caminhando como previa. 

O marido, sempre ocupado e um tanto distante, apesar de em alguns momentos demonstrar verdadeiro afeto, esconde algum segredo que o perturba e afasta. 


Gwen ficou paralisada por um instante e, quando saiu para o corredor, notou que ele estava subindo a escada. Para que nenhum empregado a visse correndo atrás do próprio marido, ela voltou para o quarto e se encostou na porta fechada para recobrar o fôlego. Em seguida, fechou os olhos e cedeu a um sentimento de vazio e solidão. 

Os empregados da casa e da fazenda parecem revoltados e insatisfeitos. Os europeus que por lá vivem, ao invés de ser companhia amigável, mais se assemelham a víboras e nem mesmo a irmã de Laurence é de confiança. Além disso, as responsabilidades que Gwen acumula com a administração da casa, somadas as contas que parecem não bater, a deixam cansada e desconfiada. 

Porém ao engravidar, a jovem sente-se a pessoa mais feliz do mundo. Apesar dos problemas vividos, o casal começa a conviver mais e ambos sentem-se mais felizes. Mas, uma reviravolta dramática acontece no momento do parto e faz com que Gwen sinta-se obrigada a tomar uma decisão terrível.

Gwendolyn é uma personagem impressionante. Suas reações e atitudes são muito reais e verdadeiras e isto nos faz ficar mais envolvidos com o enredo. Mesmo muito jovem, não desiste de sua vida e de suas lutas, que são muitas.


Mas então, segurando o rosto dela com as duas mãos, de repente ele ficou sério. "Gwen, queria poder expressar o quanto você mudou minha vida."


Quando o vento ficou forte, ela tirou o chapéu e se aconchegou no calor do peito de Laurence, (...)

O livro é maravilhoso, surpreendente e dramático. Me envolvi completamente pela narrativa da autora e me vi sugada para a história, como se dela fizesse parte. 

O ambiente criado, com descrições da fazenda, interiores, pessoas, roupas, cores, é maravilhoso e extremamente rico. Além disso, vemos um retrato do Ceilão da época, com os povos locais ou trazidos da Índia para trabalhar, vivendo em condições ruins e muitas vezes sem condições de lutar por melhorias. 

Ainda assim, e apesar da presença de alguns personagens odiáveis, vemos bondade, doação e amor suficientes para alegrar o coração.


(...) Chorou pelo fato de a vida ser capaz de trazer tantas alegrias e ao mesmo tempo forçá-la a resistir a um baque tão cruel, que parecia impossível de suportar.

O livro é todo narrado em terceira pessoa. A capa é linda e me encantou. Logo que vi fiquei com vontade de ler, mesmo antes de ter acesso a sinopse.

Uma história inesquecível! 
Amei e recomendo!

4 comentários:

  1. Marissa!
    Já estou aqui imaginando em poder a leitura desse livro, porque além de poder conhecer a dificuldade passada pelo casal pela mudança de país, adaptação no relacionamento e a protagonista forte, quero saber qual decisão ela tomou na hora do parto que abalou tudo...
    “Saber encontrar a alegria na alegria dos outros, é o segredo da felicidade.” (Georges Bernanos)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de FEVEREIRO, livros + KIT DE MATERIAL ESCOLAR e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  2. Quero muito ler esse livro, to apaixonada pela história é um da minha lista pra ler 2017

    ResponderExcluir
  3. Adorei o ambiente da historia, gosto dessa coisa mais interior e espero muito que livro possua um riqueza de detalhes para possa ajudar ainda mais nossa imaginação. Quando li o nome do livro, pensei logo de cara que seria o tipo que faz chorar, e acertei quando estava lendo o meio da resenha e disse isso. Adoro livro que faz isso acontecer, pois mostra que a gente se envolveu totalmente com a historia da personagem, neste caso da Gwendolyn

    ResponderExcluir
  4. Oi, Marissa!
    Achei linda a capa de O perfume de Chá, tão delicada... a Editora Paralela está de parabéns! Se eu escolhesse minhas próximas leituras pelas capas O perfume de Chá estaria na minha lista de leitura com certeza, mas eu escolho minhas leituras pela trama, e a trama de O perfume de Chá não despertou o meu interesse, não fiquei curiosa para saber como Gwendolyn se adaptou a sua nova vida em um novo país, então, eu dificilmente eu o leria...
    Abraços!

    ResponderExcluir