( Resenha ) Ainda não Acabou de Janaina Soares @grammalivraria

Editora Gramma
Leia a sinopse AQUI.
Clique na capa e compre o livro.

Resenha


"Quando o pastor fez o discurso durante a cerimônia do meu casamento, há sete anos, eu nunca imaginei que a parte que diz: “...na riqueza e na pobreza, até que a morte os separe...” poderia, de fato, acontecer. Ah, calma, não estou falando da morte. Acreditem, solteiros, a morte pode demorar muito. Meu marido, Marcos, está muito vivo. A questão aqui é que a pobreza não me agrada, e este lance de ser feliz em uma cabana não funciona comigo.”

Formada em Letras, Dalila trabalha como professora de Língua Portuguesa em uma escola particular em Presidente Prudente, cujo nome é Hades, uma das instituições de ensino mais caras e prestigiadas da região. Apesar de trabalhar apenas meio período, a cobrança com os professores é frequente, e tanto a direção quanto os pais não aceitam nada menos que o melhor. Dalila recebe um ótimo salário, que compensa o estresse em sala de aula, diante disso, não tem do que reclamar, já que aquele emprego é mais um passatempo do que uma necessidade financeira. 

Dolores é a melhor amiga de Dalila, desde que se mudou para a mesma rua em que ela mora, há 18 anos. Dolores veio do Rio de Janeiro com a família, depois que seu irmão, Alexandre, foi assassinado em uma troca de tiros com a polícia carioca. Depois que os pais dela faleceram em um acidente de carro, ela foi morar com a avó materna, que possuía boas condições financeiras e vivia em um bairro nobre da cidade, mas, ainda assim, continuaram amigas. 

“Eu nunca acreditei nas histórias de amor à primeira vista, mas aquela atração que senti por ele foi tão intensa...”

Dalila conheceu Marcos há oito anos em uma livraria. Ela nunca reparou muito nos homens quando estava rodeada por tantos livros, pois sentia como se estivesse em outro mundo, só seu, e mais ninguém poderia entender aquele momento mágico. Mesmo sem dinheiro, ela entrava e folheava os livros, mas quando Marcos entrou, rapidamente fixou os olhos nele, construindo um relacionamento fácil e simples. 

Marcos é advogado na empresa que leva o sobrenome da família, a Baiocci e Baiocci, juntos com seus irmãos, Clara e Garino, e seu pai, Glauco. O escritório de advocacia deles é muito conhecido em Presidente Prudente e na região, porque só trabalham com clientes muito ricos. 

“A sociedade na empresa da família veio tão logo nos casamos e nossa vida juntos só melhorava. Eu não tinha motivos para não estar realizada.”
Todavia, de uma hora para outra Marcos desfez a sociedade na empresa da família afirmando para Dalila, que aos 37 anos de idade já teve sua cota de alegria profissional, mas não era o bastante, ele queria mais. Aquilo deixou o pai dele furioso, sobretudo, porque Marcos pretendia abrir seu próprio negócio na área gastronômica, afinal sempre gostou de cozinhar e o fazia por hobby. 

Marcos almejava ter uma rede de restaurantes de massa, espalhada por várias cidades. Sendo a ideia inicial trabalhar com todos os tipos de massas, além de comida para viagem. Porém, teria que investir todo o dinheiro que eles tinham até o restaurante ficar conhecido. 

Dalila temia pelo pior, porque dinheiro era sempre um assunto delicado para ela, já que tinha vivido dias difíceis na adolescência e não queria, de forma alguma, passar por privações de novo. Mas, infelizmente, Marcos perde tudo o que eles possuem e se afunda em dívidas altíssimas, arrastando o relacionamento deles para a beira de um precipício. 

“Confesso que meu casamento foi uma espécie de válvula de escape, um meio de eu fugir de toda aquela pobreza que me cercava. A vida que tive naquele bairro horroroso foi tão miserável, que temo que estejamos caminhando para aquilo novamente. Oh, Deus. O que eu vou fazer para melhorar não faço ideia, mas eu estou disposta a qualquer coisa. Qualquer coisa!”

Diante da situação deplorável que estava vivendo, com o marido entregue a depressão profunda, Dalila opta por se prostituir para pagar as dívidas. Mas, no instante em que Marcos descobre o que ela está fazendo para sobreviver, o casamento deles acaba. 

Contudo, depois de sofrer um grave acidente de trânsito e perder a memória, três anos se passam e os dois se reencontram em uma livraria. Logo, eles se apaixonam novamente e tem uma oportunidade de recomeçar, porém, Dalila não sabe que Marcos é seu marido. 

Um romance instigante e excitante que me prendeu da primeira até a última página, deixando-me curiosa para descobrir qual seria o desfecho de uma história tão singular, cujo foco está na escolha entre o amor e o dinheiro. Narrado em primeira pessoa intercala entre os pontos de vista dos protagonistas, Dalila e Marcos, que me provocaram uma gama de emoções conflitantes. O final é realmente impactante. 

A escrita da autora é inteligente, leve e detalhista na medida certa, envolvendo o leitor e permitindo uma leitura rápida, porém, muito proveitosa. Os personagens são sensíveis e realistas. O mais interessante é que o amor romântico não é o foco principal, mas as consequências de nossas escolhas. 

A capa é minimalista, mas impactante, o título me chamou muito a atenção. A diagramação é simples, o livro é dividido em duas partes. A revisão ótima. 

Dou cinco estrelas e recomendo!!!

Um comentário

  1. Ingrid!
    Realmente o enredo é bem intrigante e chega até a ser inédito, pelo fato dela se prostituir e perder a memória e após tantos anos, se reencontrar com o ex-marido e acabar se apaixonando por ele novamente.
    Adorei!
    Desejo uma ótima semana!
    “Como eu não tenho o dom de ler pensamentos, eu me preocupo somente em ser amigo e não saber quem é inimigo. Pois assim, eu consigo apertar a mão de quem me odeia e ajudar a quem não faria por mim o mesmo.” (Desconhecido)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

© BLOG CLÃ DOS LIVROS- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por