( Resenha ) A Queda dos Reinos - Livro 1 da Série homônima de Morgan Rhodes @editoraseguinte

Editora Seguinte
Leia a sinopse AQUI.
Clique na capa e compre o livro na Saraiva

Resenha



A Queda dos Reinos é o primeiro volume de uma série com o mesmo nome, que promete muitos encantos e magia. Estou ansiosa para ler A Primavera Rebelde. 




“O rapaz olhou para o céu azul sobre o mercado e deixou um pungente grito de sofrimento escapar de sua garganta. Um falcão dourado, que estava empoleirado na banca de vinhos de seu pai, voou sobre eles.”



Mítica é uma ilha dividida em três reinos, Limeros, Paelsia e Auranos, que vivem em paz, apesar de suas diferenças sociais, onde a magia estava esquecida desde tempos imemoriais. O reino de Limeros é governado pelo implacável Gaius, o Rei Sanguinário, que matou o próprio pai, o amado Rei Davidus, para usurpar seu lugar no trono. O reino de Paelsia é pequeno e muito pobre, onde o povo vive do cultivo de uvas. O reino de Auranos é próspero e o povo vive com luxo. 

Todavia, depois que a princesa Cleo de Auranos, que nunca havia sido associada a nenhum escândalo, viaja repentinamente para Paelsia junto com seu pretendente o lorde Aron, as coisas tomam um rumo completamente inesperado. Isto, porque Aron acaba matando Tomas, um camponês filho de um vendedor e Cleo não faz nada para impedir, desencadeando a guerra entre os reinos. 

Jonas está determinado a se vingar de Cleo e Aron pela morte de seu irmão Tomas, incitando uma revolução popular contra o reino de Auranos. Enquanto isso, o herdeiro Magnus, filho primogênito do Rei Sanguinário, treinado para conquistar grandes coisas, não se preocupa com nada no mundo além de Lucia, uma feiticeira, que foi adotada ao nascer. No entanto, os verdadeiros sentimentos dele nunca poderiam ser revelados. 

“Aquela princesa havia se tornado a obsessão de Jonas — o símbolo perfeito da própria Auranos. Friamente linda, gananciosa e má até o último fio de cabelo. O ódio que nutria por ela aumentava a cada dia que passava. Ela já devia ter esquecido o que acontecera agora que estava de volta a seu palácio dourado, sem preocupações em seu mundo perfeito. Desgraçada. Depois de acabar com lorde Aron, Jonas pretendia usar a mesma lâmina para matá-la com calma.”

O destino dos quatro jovens, Cleo, Jonas, Lucia e Magnus estava interligado e para sobreviver ao caos, cada um precisaria lutar à sua maneira, para impedir o pior. Envolvendo-se em uma teia de traições, assassinatos, alianças secretas e paixões avassaladoras. 

“Cleo sacudiu a cabeça, tinha a garganta apertada. Doía demais.
— A morte daquele rapaz me assombra.”

Um romance medieval fantástico, cuja complexidade me instigou e despertou muitos sentimentos. Narrado em terceira pessoa permite maior conhecimento sobre cada um dos reinos e dos quatro protagonistas. 

A escrita da autora é cativante, inteligente e ardilosa. Os personagens são maduros e incrivelmente realistas, todos com características muito bem descritas. 

A capa é maravilhosa, contém um marcador de páginas na orelha da contracapa. A diagramação é recheada de elementos condizentes com a história. A revisão é exemplar. 

Dou cinco estrelas e recomendo!



Um comentário

  1. Ingrid!
    Gosto muito dos livros que envolve rivalidade entre reinos e ainda se tem magia, melhor.
    Quero poder acompanhar a jornada dos quatro jovens e suas alianças para manterem seus reinos em pé.
    Boas festas juninas!!!!
    “O que importa afinal, viver ou saber que se está vivendo?” (Clarice Lispector)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

© BLOG CLÃ DOS LIVROS- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por