Confira os lançamentos de Junho e Julho da @Editoraleya






SINOPSE: 


“A internet não criou os idiotas, mas deu energia e proteção para o ódio dos covardes.” Leandro Karnal derruba o mito do brasileiro pacífico “Só eu e você, caro leitor, cara leitora, não odiamos nem somos violentos, muito menos preconceituosos”, diz Karnal. Uma brincadeira irônica para mostrar o quanto transferimos para o outro o que temos de ruim. Um livro polêmico, provocativo e instigante no qual ele afirma que o ódio é um dos espelhos mais poderosos para olharmos nosso próprio rosto. Que a maldade é tão próxima do ódio quanto da inveja. Em tempos de coxinhas contra petralhas, xenófobos, misóginos e homofóbicos contra imigrantes, o novo feminismo e os movimentos LGBT, em tempos do politicamente correto contra os seus críticos mais mordazes, Leandro Karnal mostra que a história e a realidade revelam um lado sombrio do brasileiro que costumamos não reconhecer: somos violentos no trânsito, nas ruas, nos comentários das redes sociais e fofocas nas esquinas; somos violentos ao torcer por nosso time e ao votar; somos violentos cotidianamente. Em Todos contra todos, Leandro Karnal combina as características que o transformaram no historiador e pensador mais pop do Brasil: erudição e leveza, profundidade e humor. Elas se unem nas páginas deste livro para serem saboreadas pelos leitores. Todos contra todos escancara a polêmica das palavras agressivas, a natureza das reações raivosas dirigidas ao outro e o porquê de escondermos de nós mesmos as pequenas e grandes maldades do dia a dia.


SINOPSE: 


Discutir as cidades para salvar o planeta! A maior parte da população mundial vive hoje nas cidades – essas aglomerações de pessoas e concreto em que sobram problemas e falta planejamento. A urbanização desordenada traz inúmeros desafios e uma certeza: não há solução para a humanidade que não passe necessariamente pela transformação das cidades. Escrito por André Trigueiro, jornalista especializado em gestão ambiental e sustentabilidade, Cidades e Soluções: como construir uma sociedade sustentável é um livro fundamental para o debate sobre o que precisa mudar para assegurar a sobrevivência do planeta. No ar desde 2007 pelo canal por assinatura GloboNews, o programa de TV homônimo se dedica a apresentar experiências capazes de melhorar a qualidade de vida dos habitantes das cidades por meio do uso inteligente e sustentável dos recursos naturais. O acervo acumulado nos dez anos da atração inspirou a realização desta obra, que expande o conteúdo da TV ao oferecer dados, informações e abordagens inéditos. Dividido em nove grandes temas, o livro é construído com textos curtos e objetivos voltados aos públicos mais variados. Ao fim de cada capítulo, Trigueiro apresenta um resumo de entrevistas com personalidades de influência internacional, como Noam Chomsky, Al Gore, Jeffrey Sachs, Vandana Shiva, Muhammad Yunus e Achim Steiner, entre outros. Há também a seção “Ecodicas”, que traz sugestões sustentáveis de fácil aplicação no dia a dia. O recado é claro: ou corrigimos o rumo, ou pereceremos. Nesse cenário, Cidades e Soluções é uma obra relevante e necessária. Mais do que isso, expõe que é nos tempos de crise, como a que vivemos hoje no Brasil, que a busca por alternativas se torna ainda mais urgente e valiosa, reforçando o poder dos bons exemplos e sua capacidade de disseminação.


SINOPSE:


Junte-se a Emily e Pegasus em mais uma aventura épica no Olimpo! Ao utilizar seus poderes para ajudar a amiga Alexis, Emily não imaginava que poderia reavivar a antiga guerra entre Júpiter e Saturno e, assim, ameaçar a paz no Olimpo. Agora, no entanto, os titãs têm uma arma secreta – tão poderosa quanto a Chama do Olimpo. E, com ela, Saturno pretende retomar o poder e destruir todos os que lutaram contra ele. Em meio a essa disputa que traz a mitologia antiga para os dias atuais, os poderes de Emily estão cada vez mais fracos… E, para restaurá-los, ela terá de buscar ajuda no Havaí, no vulcão Diamond Head, com os deuses Pele e Nã-Maka. Numa corrida contra o tempo, Emily e Pegasus, seu cavalo alado, terão de recuperar os seus poderes antes que os titãs ou a Unidade Central de Pesquisas os alcance. O quinto volume da bem-sucedida série “Pegasus”, muito aguardado pelos leitores, chega para contagiar os fãs de mitologia e fantasia, e é perfeito para quem leu e gostou da série “Percy Jackson”. Afinal, como avaliou o autor Rick Riordan, “os fãs de mitologia grega encontrarão muita paixão em ‘Pegasus’. Uma mistura vencedora entre aventura moderna e fantasia clássica”.


SINOPSE: 


Lobão solta o verbo e conta tudo o que você sempre quis saber sobre o rock brasileiro dos anos 80 com muito humor e, como não poderia ser diferente, sem papas na língua, Lobão revive as amizades, as parcerias, as primeiras derrotas, as decepções, as drogas, a baixa autoestima, as gravações ruins e, ao mesmo tempo, as grandes canções que marcaram a história do rock nacional e da década de 1980 neste Guia Politicamente Incorreto dos Anos 80 pelo Rock. Ele se confronta com as contradições daqueles anos, sua atmosfera política e o desinteresse da nova geração de músicos que surgia pelo que chama de “desgastada e empolada linguagem da ingênua, presunçosa e reacionária MPB”. Os anos 1980 ficaram conhecidos como a década perdida. Mas, apesar dos penteados esquisitos, das ombreiras, do Xou da Xuxa, e da hiperinflação, também foram anos de muito rock and roll. Pelo olhar de alguém que abraçou a vida bandida daquela época, o Guia Politicamente Incorreto dos Anos 80 pelo Rock apresenta um retrato irreverente, sincero e pessoal do Brasil a partir dos bastidores de uma de suas principais expressões culturais. Tomando o devido distanciamento temporal dos acontecimentos, Lobão (ao mesmo tempo um dos sócios-fundadores daquele rock e um de seus maiores críticos) não poupa palavras para, de uma vez por todas, contar todas as verdades sobre os anos 80 – de sua alegria inicial e real esperança à decadência. “Por que o melhor dessa década se esvaneceu? Por que será que não deixou nenhum legado? Foram as mortes de artistas fundamentais um fator decisivo? Certamente isso contribuiu de forma dramática para a derrocada... Mas será que foi só isso? É o que veremos”, escreve o autor. Este é um verdadeiro representante da família Politicamente Incorreta. Um guia repleto de farpas, ironia, e polêmica, como se espera de um livro desta coleção, e também, de uma obra escrita por Lobão.

SINOPSE: 


Uma reflexão sobre as compulsões e o tempo em que vivemos Tempos compulsivos reúne reflexões sobre um tempo de respostas exaltadas, de opiniões apressadas, desabafos públicos e de uma busca desmedida e imediata pelo prazer. Partindo de¬ considerações acerca de nosso estilo de vida, de nossas demandas, de tudo aquilo que se vai incorporando ao cotidiano sem percebermos, constata que essa aceleração resultou tanto no crescimento de compulsões, como das depressões e dos quadros de violência. Pesadas rotinas de trabalho, compromissos presenciais e virtuais, incontáveis afazeres apontam para o fato de que a vida não cabe mais nas 24 ¬horas diárias. Somos hoje impostos a uma extrema aceleração na maneira de viver e de pensar. O resultado é só um: pessoas exaustas, sobrecarregadas, estressadas, muitas vezes “gritando” silenciosamente por socorro. Neste livro, a psicanalista Sandra Edler se debruça sobre depoimentos de pessoas que sofrem deste mal e estabelece uma relação entre nosso modo de vida e o crescimento de compulsões pelos mais variados elementos, como alimentos, exercícios, dinheiro, compras, uso da internet, jogos, sexo e até mesmo trabalho. Em algum momento, ultrapassamos uma linha tênue e o que poderia parecer apenas um hábito, passa a tomar conta de nossa personalidade. Quem sabe, após a leitura deste livro, consigamos parar um momento, repensar o dia a dia, rever posições e tomar outro caminho, contrário à desesperança, à intensidade desmedida e ao desespero.


SINOPSE: 



O oitavo volume de Wild Cards injeta ainda mais tensão e fantasia no universo delirante criado por George R.R. Martin (autor da saga As Crônicas de Gelo e Fogo, que deu origem à série de TV Game of Thrones) no qual um vírus alienígena matou grande parte da população da Terra e causou mutações – entre habilidades incríveis e deformações monstruosas – em muitos dos sobreviventes. Quando as pessoas perdem o controle sobre si mesmas, um novo caos se instala no Bairro dos Curingas. Luta de Valetes apresenta os Saltadores, gangue cujos integrantes são capazes de transferir suas mentes a outros corpos e os utilizam como marionetes em atos de terror e violência.

SINOPSE: 


Tiago Gonçalves é um catador de lixo da Baixada Fluminense que, ao acordar doente e cheio de marcas pelo corpo, descobre ter sido infectado pelo vírus carta selvagem – que o tornou também dono de um incrível poder. O Reciclador é um spin-off de Wild Cards que apresenta ao leitor o primeiro personagem brasileiro no universo da série. David D. Levine, sob a tutela de George R.R. Martin (autor de As Crônicas de Gelo e Fogo, que deu origem à série Game of Thrones), realizou um intenso trabalho de pesquisa sobre o Brasil e traça uma narrativa que, ainda que repleta de fantasia, se mostra cruamente real no que diz respeito a nossas condições sociais. Em um box especial para o mercado brasileiro, o livro (que conta ainda com entrevista com o autor e um artigo do ilustrador Marc Simontetti) vem acompanhado de oito cards colecionáveis com alguns dos principais personagens da série e um pôster com ilustração criada especialmente para a edição.

SINOPSE: 


Além de contar a inusitada história de um cabelo crespo, este livro fala também de racismo, feminismo e identidade. A novíssima estrela da literatura portuguesa chama-se Djaimilia Pereira de Almeida — e é angolana. José Eduardo Agualusa Um romance surpreendente que mistura memória, imaginação e crítica social com humor e leveza na medida certa, mas que também discute temas atuais e fundamentais como racismo, feminismo, identidade e pertencimento. Esta é a história de uma menina que chegou em Lisboa, aos três anos de idade, saída de Luanda, na África, e das suas memórias ao longo do tempo – porque não somos sempre iguais aos nossos retratos de infância –, mas é também a história das origens do seu cabelo crespo. Sua autora, Djaimilia Pereira de Almeida, está despontando como uma promessa da literatura contemporânea, e virá ao Brasil para participar da Festa Literária Internacional de Paraty, a FLIP, com grande destaque na imprensa. Falar de cabelos é uma bobagem? Não, até porque, segundo a narradora deste livro, “escrever parece-se com pentear uma cabeleira em descanso”; e visitar salões de beleza é uma boa forma de conhecer hábitos, de aprender a distinguir modos e feições e até de detectar preconceitos. Esse Cabelo narra as aventuras de um cabelo crespo – curto, comprido, amado, odiado, que se embrenha por memórias e histórias num convite ao leitor a desembaraçar todos os nós. Cabelo e escrita, identidade e ação. Da raiz às pontas, estamos assistindo também à narrativa da relação entre vários continentes e a uma geopolítica em constante transformação. O lugar de Djaimilia parece ser sempre movediço, e ela tende a fugir de qualquer nicho, etiqueta ou logotipo. Ronaldo Bressane

SINOPSE:


 Martin Gilbert, historiador britânico e autor de duas das maiores obras de referência sobre o século XX, os clássicos Churchill: Uma Vida e A Segunda Guerra Mundial, se debruça sobre a Primeira Guerra Mundial. O conflito que mudou o mundo destruiu impérios, realinhou fronteiras e matou milhões de pessoas. Legou à humanidade novas tecnologias de morte – tanques, aviões, submarinos, metralhadoras, artilharia de campo, gás venenoso e armas químicas. Começou às onze e quinze da manhã, em 28 de junho de 1914, em Sarajevo, e se estendeu por quase cinco anos. Porém, como mostra Gilbert em uma narrativa fluida e empolgante, nunca terminou. Até hoje vivemos muitos dos horrores que ali nasceram. Para o The New York Times, “este é um dos primeiros livros que qualquer pessoa deve ler para entender a guerra e o século”.

Nenhum comentário

Postar um comentário

© BLOG CLÃ DOS LIVROS- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por