5 Estrelas,

( Resenha ) Como se Casar com um Marquês - Livro 2 da Duologia Agentes da Coroa de Julia Quinn @editoraarqueiro #EuLeioArqueiro

22 dezembro Clã dos Livros 0 Comments

Editora Arqueiro

Clique na capa e saiba onde comprar 

Leia a sinopse AQUI.

Resenha

James Siddons, Marquês de Riverdale é um agente da coroa. Ele aparece bastante no primeiro livro da duologia, Como Agarrar uma Herdeira. 

Leia a resenha AQUI.

James tem uma tia muito querida, Lady Danbury. Ela cuidou dele com muito carinho quando James mais precisou, então o marquês sente que lhe deve muito, mesmo ela sendo uma senhora um tanto peculiar. Então, quando sua tia querida lhe chama pedindo ajuda, ele não pode negar. Além de querer ajudá-la, James aproveita a oportunidade para escapar dos muitos eventos nos quais as jovens que desejam se casar, se atiram desesperadas em cima dele. O Marquês está cansado desse jogo social artificial, apesar de sentir que já é a hora de se casar.

Ir para uma cidade do interior e fingir ser um simples administrador vai ajudá-lo a esquecer um pouco tudo o que tem vivido. 

Riverdale,
Preciso de sua ajuda com urgência. Por favor, venha à Casa Danbury o mais rápido possível. Não viaje em suas melhores roupas. Direi a todos que você é o novo administrador da propriedade. Seu nome fictício será James Siddons.

Elizabeth Hotchiss é a dama de companhia de Lady Danbury. Ela é uma jovem órfã que criou os irmãos sozinha, após a morte dos pais. Mas como seu irmão herdou um título sem nenhum dinheiro, ela sabe que não será capaz de sustentar a família e pagar a boa escola que ele precisa frequentar. Para solucionar o problema, ela não consegue pensar em outra alternativa que não seja um bom casamento. 

Ao encontrar um livro chamado Como se Casar com um Marquês na biblioteca de Lady Danbury, Elizabeth vê ali, mesmo muito envergonhada, a possibilidade de aprender algo que a ajude a conquistar um bom partido. 

(...) Roubara o que sem dúvida devia ser o mais estúpido e mais idiota livro da história dos livros. E tudo porque precisava leiloar a si mesma à melhor oferta.
Elizabeth engoliu em seco enquanto lágrimas se formavam em seus olhos. E se não houvesse ofertas? Então o que faria?

Estes dois personagens incríveis se encontram na casa de Lady Danbury. Ele disfarçado e interessado em descobrir quem estaria chantageando sua tia e ela precisando desesperadamente conseguir um bom casamento.

James sorriu e voltou a se sentar, sentindo-se subitamente satisfeito com a vida. Estava fora de Londres, longe daquelas debutantes barulhentas de sorriso afetado e suas mães grudentas. E se via acompanhado por uma jovem encantadora, que provavelmente não estava chantageando a tia dele. E mesmo se estivesse... havia anos que o coração dele não acelerava tanto como quando ela tocara os lábios com o dedo.

A jovem Hotchiss resolve treinar suas primeiras lições com o novo e belo administrador, mas essa tentativa nos rende cenas bem engraçadas, pois ela não consegue demonstrar a artificialidade necessária para seguir as etapas do livro. 

James se sente envolvido por Elizabeth e os segredos que parece guardar. Ela é inteligente e demonstra carinho e dedicação por sua tia, além de ser encantadora. 

Elizabeth não sabia nada sobre amor, mas sabia que poderia se apaixonar por aquele homem. Sentia isso no fundo do coração, o que a apavorava. Ele não era um homem com quem ela poderia se casar.

Os dois acabam se aproximando ainda mais, quando ela descobre o que ele está investigando e quando James descobre o que Elizabeth está buscando. Ele se oferece para ajudá-la a conseguir um "marquês". Treiná-la e conseguir-lhe bons partidos será um desafio delicioso e um sofrimento enorme, já que ele não consegue resistir aos encantos dela. 


Como se Casar com um Marquês foi uma deliciosa surpresa. Eu já tinha adorado Como Agarrar uma Herdeira, mas me apaixonei pelo segundo livro. 

Um romance delicioso, com personagens bem construídos, um pouco de drama e várias cenas engraçadíssimas. Amei acompanhar os irmãos Hotchiss, Lady Danbury ( ela é um barato ) e o casal James e Elizabeth.

Começara com aquele beijo. Não, pensou James com amargura, começara muito antes disso, com a expectativa, a divagação, o sonho de como seria sentir a boca de Elizabeth sob a dele.

A capa é linda de segue o mesmo padrão da anterior com a protagonista em destaque. A diagramação é bonita e confortável. O livro é todo narrado em terceira pessoa, com diálogos interessantes e engraçados.

Entrou para a minha lista de favoritos. Eu recomendo!


0 comentários: