4 Estrelas,

( Resenha ) Cretino Abusado de Penelope Ward & Vi Keeland @PlanetaLivrosBR

10 dezembro Fabi Carvalhais 0 Comments

Editora Planeta

Clique na capa e veja onde comprar

Leia a sinopse AQUI.

Resenha

Estou feliz por estrear no Clã falando sobre um livro que foi uma surpresa tão agradável e divertida. Não sei se o fato de tê-lo lido sem qualquer tipo de expectativas colaborou para que eu gostasse tanto de Cretino Abusado, mas o fato é que foi uma leitura super gostosa e leve, mesmo sendo um livro hot.


Aubrey é uma advogada competente e tinha uma vida estabilizada, até que seu namorado - ex-namorado - a trai. Ela decide se mudar e começar uma vida nova em outra cidade, e ao receber uma proposta de emprego em Temecula, Califórnia, ela não pensa duas vezes: enfia toda sua vida em caixas e parte em direção ao seu recomeço. Ao fazer uma parada em um posto de conveniência, sua vida muda completamente. Quebrar uma miniatura do Barack Obama nunca foi tão bom! E ter um pneu furado também foi ótimo, acreditem.

Chance é um australiano que está viajando para ir de encontro a um destino um tanto quanto complicado, e encontrar Aubrey no tal posto de conveniência foi, sem dúvidas, o combustível de que ele precisava para encarar o que estava por vir. Ao ver que o pneu daquela atraente e provocante mulher estava furado, ele resolve lhe fazer uma proposta, visto que sua moto estava com problemas mecânicos: ela lhe dava uma carona até a Califórnia, e em troca, ele trocaria o pneu. Parece uma troca injusta, mas ela permitiu que eles se conhecessem, se aproximassem, adotassem um cabrito e se apaixonassem.

As coisas não saíram exatamente como Aubrey fantasiou. Após oito dias agradáveis e apaixonantes, Chance parte sem se despedir, deixando-a de coração partido. Ela não entende seus motivos, e mesmo sofrendo, espera por ele por muito tempo, até que decide dar - mais uma - chance a si mesma. Ela toca sua vida, conhece um homem interessante e que é bom para ela, mas no fundo no fundo, ainda nutre sentimentos pelo belo e atraente australiano de sotaque delicioso. Quando ela pensa que sua vida finalmente está nos trilhos e que seu coração finalmente está cicatrizado, eis que Chance cruza seu caminho novamente, e ele veio para ficar. Está disposto a fazer o que quer que seja para ter sua garota de volta, e mesmo sabendo que há outro homem em sua vida, ele não poupa esforços para reconquistar seu amor e, principalmente, sua confiança.


Quando comecei a leitura, confesso que tive um certo preconceito quando Aubrey e Chance se encontraram. Ela ficou imediatamente atraída por ele, ele por ela, e naquele momento pensei: lá vem um livro sem história, sem pé nem cabeça. Sim, me enganei. Cretino abusado conseguiu me arrancar alguns suspiros e inúmeras gargalhadas, mesmo tendo uma ou outra incongruência. Os personagens são bem construídos, têm personalidades bem definidas, vidas que dão veracidade a tudo aquilo que está sendo narrado, um passado para compor todo o contexto dos acontecimentos e um carisma de tirar o chapéu.

Não nos apaixonamos por Chance somente pelo fato de ele ter um corpo definido e por ser sexy e atrevido. Ele tem muito mais do que um rostinho (e um bumbum) bonito. Ele tem carisma, é fiel, determinado e luta pelo que quer usando todas as armas de que dispõe. Eu não sei vocês, mas sempre me derreto quando vejo um homem se desdobrando para ter uma mulher ao seu lado. Aubrey não é uma mocinha deslumbrada que se apaixona pelo primeiro abdômen de tanquinho que vê pela frente, mesmo dando essa impressão no início. Ela é tinhosa, tem um gênio super forte, tem opinião formada e não se deixa levar pelo momento, mesmo quando necessita disso. Sim, em determinado acontecimento ela se deixa levar sim e é levada pelo momento, mas não é à toa. Então, não a julguem, hehe. Adorei cada traço de ambos os personagens, achei que as autoras foram muito felizes ao criarem duas pessoas tão deliciosas e envolventes. E essa delícia não se restringe apenas aos personagens; ela dá aquela esticadinha básica para a trama, para os dramas vividos pelos mesmos, pelas situações ali narradas.

Com uma narrativa leve, gostosa e despretensiosa, acompanhamos o desenrolar que, sem dúvidas, irá te deixar feliz com a leitura. Mais um ponto positivo é que apesar do gênero, este não é um livro vulgar, pelo contrário. Mesmo as cenas de sexo mais quentes foram narradas de forma sensível, quente, sensual e com bom gosto. Acho que foi exatamente por este motivo que este livro me surpreendeu tanto. Estou me aventurando nos caminhos deste gênero que, até outro dia, não fazia parte da minha lista de leituras, e me deparar com uma trama linear e bem escrita foi surreal, de verdade.

Ah! Falei lá no começo da resenha sobre um cabrito, e acredito que vocês devem ter ficado sem entender... pois bem. Enquanto alguns casais adotam cachorrinhos, gatinhos ou até passarinhos, Audbrey e Chance adotam um cabrito - um cabrito que é cego e que desmaia sempre que se assusta. Vocês ainda têm dúvidas de que este livro pode proporcionar agradáveis surpresas? Acho que não.


Indico e suuuuper recomendo. Se joga nesse romancinho "delicinha", e depois que o ler, corre pra vir contar pra gente o que achou! 

0 comentários: