3 Estrelas,

( Resenha ) A Noiva do Highlander - Livro 01 da Série The McTiernays de Michele Sinclair @AstralCultural

10 dezembro Taty Assis 0 Comments

Astral Cultural

Clique na capa e veja onde comprar

Leia a sinopse AQUI.

Resenha

 Depois de várias tentativas mal sucedidas em encontrar uma esposa que o amaria não pelo seu nome e nem por ser o chefe do clã, Conor McTiernay desistiu de se casar. Todos que o conhecem sabem que o casamento não faz mais parte de seus planos, até que Laurel Cordell aparece em sua vida.

Laurel é metade inglesa e metade escocesa. Seu avô é o líder de um clã escocês, mas ela pouco teve contanto com ele, mas agora depois de perder sua mãe e seu pai, ela decide viajar pelas terras escocesas para encontrar seu avô, só que acaba sendo raptada antes de chegar ao seu destino. 

Laurel consegue escapar do homem que a raptou, e é assim que ela conhece Conor, seus irmãos e guerreiros. 

Conor estava retornando de uma viagem, quando Laurel apareceu. Assim que a conhece ele sente uma forte atração e toma para si a responsabilidade de protegê-la e levá-la em segurança até seu clã. Com o passar dos dias na presença dela, Conor decide que Laurel será sua e de mais ninguém. E é assim que de um homem que não mais almejava se casar, acaba se sentindo fortemente atraído por uma mulher que poderia muito bem fazê-lo mudar de ideia quanto ao matrimônio. 

"Ele inclinou a cabeça e beijou o cabelo dela, inalando o cheiro doce.
 Como esta inglesa lançara um feitiço nele tão rapidamente ele não sabia. Mas sabia que estava totalmente preso em sua teia encantada. Também sabia que nunca a deixaria ir. Seu último pensamento antes de cair no sono foi que Laurel lhe pertencia."


Conor se torna bem territorial, deixando bem claro que Laurel lhe pertence. Ele, como prometido, a leva em segurança para seu clã, e mesmo quando ela insiste em não revelar a identidade de seu avô, Conor acaba descobrindo por conta própria, e resolve esconder que sabe as origens dela. Sem contar que ele prometeu que a protegeria do homem que a raptou e quase se casou com ela a força.

Como forma de agradecer toda a proteção que o clã McTiernay está lha proporcionando, Laurel resolve arrumar as coisas no castelo, pois o mesmo está em um estado deplorável. E enquanto Conor viaja, ela começa as mudanças ali, e assim, mesmo sendo uma inglesa, acaba se tornando querida por todos do Clã. Só que Conor é um homem difícil, e talvez ele não compreenda as mudanças e tudo o que Laurel representa para si e para seu povo. 

"[...] Então ele percebeu o quão perto esteve de perder o controle. Não podia fazer isso. O casamento não era para ele. Laurel não era para ele. Conor reconhecia o desejo, mas não para onde isso o levava. Ele não se comprometia com mulher alguma."


Vou ter que confessar que foi bem estressante acompanhar Conor e Laurel. Conor, apesar de ser muito protetor, é um homem cheio de si e por ser líder de um clã não aceita muito bem tudo o que Laurel representa. Laurel é uma mulher forte, decidida, e toma suas próprias decisões, e ele não sabe lidar com isso. Em muitos momentos foi um ogro, por não pensar direito e nem deixar Laurel se explicar. E depois de explodir, brigar e extravasar sua ira, ele a tomava nos braços e tudo voltava ao normal... Em um momento estão se odiando, brigando, gritando, e  no outro, se "amando".  E eu não consegui entender a rapidez com que tudo ficava bem rsrs. 

A verdade é que o relacionamento entre eles não me convenceu, não senti conexão por nenhum personagem, e odeio quando isso acontece. Achei tudo tão cheio de drama e brigas, sem contar que o final foi supercorrido. 

Infelizmente, A Noiva do Highlander não entrou para a lista de favoritos. Mas de qualquer forma recomendo a leitura, principalmente para os leitores que apreciam um "mocinho" meio ogro e uma mocinha de opinião, mas que sempre acaba aceitando as condições do seu amado rápido demais. 

Preciso ressaltar que a edição está um capricho! A Astral Cultural mais uma vez fez um excelente trabalho. 

0 comentários: