4 Estrelas,

( Resenha ) Prazer em Julgamento, Livro 3 da Série Sentença de Nina Muller @PlanetaLivrosBR

01 dezembro Ingrid 0 Comments

Editora Planeta

Leia a sinopse AQUI.

Clique na capa e saiba onde comprar o livro

Resenha

Prazer em Julgamento é o terceiro livro da Série Sentença de Nina Muller, que fala sobre a redescoberta da sexualidade e do prazer de uma mulher abalada pelos traumas do passado.

“Eu estava por conta própria pela primeira vez na vida. ”
Cinco anos antes, aos dezenove anos de idade, Lívia Maria Venturini dividia apartamento com uma amiga, estudava e estagiava em uma clínica de psicologia. Enquanto a amiga estava visitando os pais, ela ficou em casa com o namorado, Israel. 

Estava sendo muito difícil conciliar o estágio com a faculdade, mas Lívia não queria depender financeiramente dos pais, embora eles insistissem em ajudá-la. Porém, era gratificante ter o seu próprio dinheiro. 

No entanto, ela vivia um relacionamento abusivo com Israel. Ele a humilhava e batia em lugares estratégicos para não deixar marcas visíveis. Deste modo, ninguém desconfiava que era agredida. Os pais de Lívia, sua irmã, Milena e seus amigos, não faziam a mínima ideia, porque diante de todos, os dois representavam um casal perfeito. 

“Eu não sabia o que era sentir prazer. ”
Cinco anos depois, Lívia já era uma psicóloga e também se tornou tenente da Aeronáutica. Todavia, depois de tudo pelo que passou na adolescência, não se sentia capaz de se relacionar novamente com outra pessoa. 

Entretanto, o tenente Rodrigo Guerra, um colega de farda que acabou virando seu paciente, depois de ter sido suspenso pelo comandante da base por arriscar sua vida durante algumas manobras ousadas no ar, começou a mexer com as estruturas de Lívia. Tornando as consultas imprevisíveis. 

Lívia não sabia o que estava acontecendo, afinal nunca se sentiu daquele jeito perto de um homem. Os hormônios dela estavam à flor da pele. Rodrigo conseguia facilmente desestabilizá-la durante as sessões, mas Lívia continuava acreditando que os homens não prestavam e que eram todos iguais, pois sempre acabavam machucando o coração das mulheres. 

“Rodrigo Guerra! Sério que isso estava acontecendo comigo? Ele era o mesmo primo do marido da minha irmã? Isso explicava o jeito arrogante e a beleza fora do comum. A genética da família era coisa de outro mundo. ”

Rodrigo adorava chocar Lívia com o seu descaramento, porque ela ficava ainda mais bonita envergonhada, com o rosto corado. Ele queria provocá-la até descobrir o que escondia. Afinal, sentia que Lívia também o queria, porém, ficava sempre na defensiva, esquivando-se de suas investidas.


"Eu me aproximei, e ela arregalou os olhos. Sua respiração, descompassada, movia o tecido fino do vestido. Não aguentei e fixei o olhar em seus seios. A excitação veio com força total e imaginei o quanto eles deveriam ser bonitos, ainda mais bronzeados e com marquinha de bíquini. Ah, eu adorava uma marquinha!"

Então ele percebeu que a tática "conquistador-descarado que não tinha papas na língua" não estava funcionando com Lívia. Logo, precisava reverter aquela situação e estava disposto a começar muito em breve. 

Um romance erótico envolvente e sensível, que aborda de forma clara o tema relacionamento abusivo, mostrando que é possível superar medos e traumas do passado. Narrado em primeira pessoa intercala entre os pontos de vista dos protagonistas, Lívia e Rodrigo. 

A escrita da autora é muito fluída, por isso facilita a leitura. Os personagens são ótimos, no entanto, senti que tudo aconteceu muito rápido, talvez a história pudesse ter sido melhor desenvolvida. 

A capa é linda, condiz com o conteúdo. A diagramação é simples e a revisão exemplar. 

Dou quatro estrelas e recomendo para quem gosta do gênero!!!



0 comentários: