4 Estrelas,

( Resenha ) Mais Lindo que a Lua - Livro 1 da Duologia Irmãs Lyndon de Julia Quinn @editoraarqueiro

06 março Clã dos Livros 1 Comments

Editora Arqueiro

Confira a sinopse AQUI.

Clique na capa e veja onde comprar o livro

Resenha

Mais Lindo que a Lua é o primeiro livro da duologia Irmãs Lyndon de Julia Quinn. Um romance gostoso, com aquela pitada de drama e muita fofura. 

Victoria Lyndon é apenas a filha de um vigário e está morando a pouco tempo na propriedade do conde de Macclesfield. 
" - Eu sei. Em minha mente, entendo que a via pela primeira vea há dez minutos, mas eu coração a conhece desde sempre. E minha alma também."
Só que chegou o dia no qual Robert Kemble, herdeiro do conde de Macclesfield, chega a propriedade e vê a jovem Victoria. A tempos seu pai insiste para que ele se case, pois teme não ter um herdeiro para o título. Robert nunca aceita as pretendentes que o pai recomenda e não pensa em se casar tão cedo, mas de repente se sente muito balançado por Victoria e tem certeza de que está apaixonado, pela primeira vez em seus 24 anos.

Ele começa a procurar a moça com frequência e os dois passam bons momentos juntos, conversando e se conhecendo. Robert faz promessas de amor e casamento e Victoria fica cada dia mais apaixonada. Porém ela é sempre desencorajada por seu pai, que vê somente más intenções nas atenções que o nobre dispensa a sua filha. 

Os dois vivem um romance durante dois meses, até que resolvem avisar aos pais de sua intenção de casamento e a partir dai tudo começa realmente a dar errado. A separação acontece deixando dois corações partidos e  muito magoados. Victoria vai embora buscar trabalho como preceptora e Robert vai para Londres em busca de distrações e futilidades.

Mas quis o destino que os dois se reencontrassem 7 anos depois na casa onde Victoria estava trabalhando. E para total surpresa de ambos, seus corações e corpos pareciam não perceber que o tempo passara. Ainda sentiam desejo e amor, um pelo outro. Mas as mágoas não eram facilmente esquecidas e a confiança perdida, também não seria facilmente recuperada.

Muito magoado e orgulhoso, Robert deseja se vingar de Victoria e planeja tê-la em seus braços e ainda destruir suas chances de emprego, mas estes planos duram pouco, pois logo percebe o quanto ama aquela mulher e como deseja na verdade tê-la junto a si para sempre, protegendo-a.

Victoria também guarda grandes mágoas e não se sente capaz de perdoar e confiar novamente no nobre que a fez sofrer tanto. Por isso os dois vão travar batalhas de desejo, amor, orgulho e força.

" - Vou beijá-la agora - disse ele devagar, as palavras pontuadas pela respiração ofegante. - Vou beijá-la e não vou parar. Está me entendendo?
Ela não se moveu."

Robert é um romântico apaixonado e mostra isso o tempo todo, mas é um tanto ciumento e controlador, por isso foi importante para a jovem impor sua vontade de decidir sobre sua vida. É claro que os costumes da época não eram assim liberais, mas a autora soube nos dar uma protagonista valente. 

Achei a terceira parte do livro bem lenta e fiquei esperando pelo desfecho logo.  Mesmo assim eu gostei do romance, sofri um tanto no início, suspirei em alguns momentos e posso dizer que curti e recomendo!

A capa é bonita a o título muito significativo (leiam para entender). A diagramação é simples mas muito confortável e a narração é toda feita em terceira pessoa. 


Um comentário:

  1. Oiii,

    Coisa boa ler uma resenha positiva sobre esse livro.
    Eu adoro os romances da Julia, mas só tenho lido resenhas criticando Mais Lindo que a Lua!
    Que bom que recomenda.

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir