5 Estrelas,

( Resenha ) Um Mundo Sem Príncipes - Livro 2 da Série A Escola do Bem e do Mal de Soman Chainani @grupoautentica

05 julho Ingrid 0 Comments

https://www.saraiva.com.br/a-escola-do-bem-e-do-mal-um-mundo-sem-principe-vol-2-8901757.html
 Editora Gutenberg

Resenha


Um Mundo Sem Príncipes é o segundo livro da Série A Escola do Bem e do Mal, que transporta o leitor para um lugar fascinante!



“Sempre fica aquela sensação de mal-estar depois que sua melhor amiga tenta matar você.”


Quando as melhores amigas, Sophie e Agatha voltaram da Floresta, nove meses antes, o tumulto havia sido assustador. Durante duzentos anos, o Diretor da Escola havia sequestrado as crianças de Gavaldon, levando-as para a Escola do Bem e do Mal. Mas, depois de tantas crianças perdidas para sempre e de muitas famílias arrasadas, as duas meninas tinham encontrado o caminho de volta. 


Desta forma, as pessoas queriam se aproximar delas, beijá-las, tocá-las, construir estátuas, como se fossem deusas caídas na Terra. Portanto, para atender a demanda, o Conselho dos Anciões sugeriu que elas realizassem sessões de autógrafos na igreja, após as missas de domingo. 

“As perguntas nunca mudavam: Eles as torturaram? Vocês têm certeza que a maldição foi quebrada? Vocês viram meu filho?”


Sophie se ofereceu para enfrentar tudo sozinha, mas, para sua surpresa, Agatha sempre estava presente. Logo, nos primeiros meses, Agatha deu entrevistas todos os dias para o jornal da aldeia, deixando que Sophie a vestisse e a lambuzasse de maquiagem, e suportou educadamente as crianças que sua amiga abominava. 


“Por um único instante, assistindo um casamento que ela jamais teria, Agatha desejou algo que nunca achou possível.Ela desejou um fim diferente para sua história.
Um final com outra pessoa.Foi quando as flechas vieram para Sophie.As flechas que não paravam, por mais que ela tentasse voltar atrás em seu pedido.”

No último mês, Sophie notou uma distância crescente entre ela e Agatha. A amiga não ria tanto nas caminhadas, era frequentemente fria, e parecia preocupada com seus pensamentos. Pela primeira vez, desde que se conheceram, Sophie começou a sentir que tinha investido demais naquela amizade.


Sophie pensou em sua mãe, que também teve beleza, perspicácia e encantamento e uma amiga em quem confiou por muito tempo. Mas, que foi traída por ela e morreu arrasada e sozinha. 


Talvez eu não seja tão boa quanto você pensa.”


Sophie afastou os maus pensamentos, quando lembrou que Agatha tinha aberto mão de um príncipe por ela. Quase deu sua vida por ela. Agatha encontrou um final feliz para elas, contra todas as probabilidades. 


Mas, ainda não conseguia entender porque ela destruíria aquele conto de fadas fazendo um estúpido pedido. Tinha que haver um jeito de Agatha consertar aquilo sem que Sophie soubesse o que havia desejado. 


“Tem que haver um meio de pegarmos nosso final de volta”, disse Agatha, determinada. “Nós só precisamos lacrar os portões...”

O livro da história delas foi reaberto com aquele pedido. Agatha quis um novo Para Sempre e, desta forma, colocou a escola à beira de uma guerra. Assim sendo, precisa encontrar um meio de reverter aquela situação antes que fosse tarde demais.


Um romance fantástico e encantador, que me prendeu da primeira até a última página, deixando aquele gostinho de quero mais. Narrado em terceira pessoa proporciona maior conhecimento sobre cada um dos acontecimentos. 


A escrita do autor é detalhista e ritmada. Os personagens são muito bem construídos. 


A capa é linda, representa perfeitamente a história. A diagramação é repleta de ilustrações maravilhosas, sendo o livro dividido em duas partes, onde cada capítulo possui um título. A revisão é exemplar. 


Dou cinco estrelas e recomendo!!!



0 comentários: