5 Estrelas,

( Resenha ) A Nuvem - Livro 2 da Série Scythe de Neal Shusterman @EditoraSeguinte

09 setembro Clã dos Livros 0 Comments

Editora Seguinte

Leia a sinopse AQUI.

Resenha

Maravilhoso é quando uma leitura supera suas expectativas. Eu já tinha lido O Ceifador e amado. O livro é daqueles fortes, inteligentes que a gente não consegue esquecer, mas posso dizer que A Nuvem foi ainda melhor.

A Série Scythe nos leva até o futuro em um mundo perfeito onde as pessoas não morrem mais. Todo o conhecimento da humanidade foi acumulado e se encontra em um único "lugar", na Nuvem. A Nimbo-Cúmulo é um "sistema" artificial que administra o planeta Terra. Ela cuida para que tudo funcione perfeitamente e conseguiu acabar com todas os problemas, desde catástrofes, a pequenas doenças e por isso a população mundial só cresce. Até mesmo para o envelhecimento, existe solução. 

Só que outro problema apareceu. Um número gigante de pessoas, que o planeta não poderia suportar e por isso a própria humanidade resolveu criar um grupo de ceifadores, que seriam responsáveis pelo controle populacional, matando pessoas. 

Confira a resenha de O Ceifador, livro 1 AQUI.

Essa resenha contém spoiler do livro 1, O Ceifador. 

A ceifadora Anastácia segue com o que acredita ser uma ceifa mais humana, mesmo que muitos ceifadores da nova ordem sejam contra. Mesmo sem perceber a princípio, Anastácia acaba sendo uma referência para os jovens ceifadores. 

"Desde o momento em que Citra Terranova foi selecionada como aprendiz do Honorável ceifador Faraday, sua probabilidade de mudar o mundo foi multiplicada por cem." 

A nova ordem é na verdade uma grupo de ceifadores que deseja fazer o que quer, sem respeitar as regras e sem ser punido. Eles são cruéis, maldosos, manipuladores. Quem leu o primeiro livro, descobriu essa face da ceifa e certamente torceu, assim como eu, para que o ceifador Lucifer conseguisse parar essa horda de assassinos sanguinários e corruptos. 




Anastacia e Lucifer são na verdade os jovens Citra e Rowan, que foram treinados a um ano e que agora, mesmo distantes, tem o mesmo objetivo. Colocar a ceifa nos eixos novamente. Anastácia deseja influenciar os mais jovens com sua postura ética e cheia de compaixão, já seu amigo Lúcifer está mais interessado em acabar literalmente com todos os ceifadores que se corromperam, e não seguem as regras da ceifa original. Rowan, que é agora o Ceifador Lúcifer causa terror nos ceifadores que não seguem as regras e por isso, muitos querem capturá-lo e matá-lo. 

"- E agora você usa um manto proibido. Existe algum tabu que não vai quebrar?
Era verdade. Os ceifadores não podiam usar preto, motivo pelo qual escolhera aquela cor. Morte negra para os portadores das trevas."

Quando o enredo parece nos encaminhar para possíveis resoluções com novos líderes mais honestos, reviravoltas inesperadas acontecem e nos surpreendem.

A Nimbo-Cúmulo está estranhamente mais presente nesse livro, e vemos vários relatos "dela", nas aberturas dos capítulos e isso nos ajuda a compreender um pouco melhor seu papel em toda a trama. Em A Nuvem vemos que mesmo sem poder se envolver com a Ceifa, a Nimbo-Cúmulos se esforça para ajudar Anastácia e Lúcifer. 

"A Nimbo- Cúmulo observava. A Nimbo-Cúmulo escutava. A Nimbo-Cúmulo refletia. (...)"

Armadilhas terríveis cercam nossos heróis. Os piores inimigos reaparecem fortalecidos, e tramam um plano surpreendente, que pode acabar com as possibilidades de salvar a ceifa. Muita ação, tramas inteligentes e surpreendentes me carregaram até a última página. 

Os personagens são fantásticos e muito bem construídos. As tramas paralelas existem, são bem desenvolvidas e enriquecem demais o enredo, já maravilhoso.  O final é uma bomba. Impactante e ao mesmo tempo muito inteligente. Não vejo a hora de ler o próximo livro e saber como tudo terminará, porque está mais do que claro que haverá no mínimo mais um livro. 



Neil Shusterman é impressionante. Ele conseguiu criar um enredo fantástico, original, inteligente e altamente envolvente. Nada é monótono, nada é supérfluo. Tudo é importante e nos envolve de maneira surpreendente. Ele nos instiga a pensar sobre tudo e a refletir sobre o certo e o errado em várias situações. 

Será que dá para contar quantos adjetivos eu coloquei nessa resenha ? Uauuu! 
Amei e super recomendo! 


0 comentários: