( Resenha ) Chapeuzinhos Coloridos de José Roberto Torero e Marcus Aurelius Pimenta @cialivros - Clã dos Livros

( Resenha ) Chapeuzinhos Coloridos de José Roberto Torero e Marcus Aurelius Pimenta @cialivros

Compartilhe:
Companhia das Letrinhas

Resenha

Chapeuzinhos Coloridos faz parte da coleção Fábrica de Fábulas de José Roberto Torero e Marcus Aurelios Pimenta.

A coleção nos traz vários contos de fadas recontados de uma maneira muito original e moderna, com possibilidades de encaminhamentos e finais diferentes. Chapeuzinho Vermelho ou Capuchinho Vermelho (Portugal) é um conto de fadas clássico, de origem europeia do século XIV. O nome do conto vem da protagonista, uma menina que usa um capuz vermelho. 

Publicada pela primeira vez pelo francês Charles Perrault, e depois pelos Irmãos Grimm (da versão mais conhecida), o conto sofreu inúmeras adaptações, mudanças e releituras da cultura popular mundial, é uma das fábulas mais conhecidas de todos os tempos. 

Saiba mais sobre o conto Chapeuzinho Vermelho AQUI.

Chapeuzinhos Coloridos traz a mesma proposta dos livros anteriores, porém está organizado de uma maneira um pouco diferente. Os enredos e finais são diferentes, porém aqui vemos várias histórias completas, contadas em sequência. O que as diferencia inicialmente é a cor dos chapeuzinhos e características pessoais das meninas e famílias.  Cada menina ganhou o chapeuzinho de uma cor, feito pela vovó. 

Então vemos aqui 6 meninas. Uma muito gulosa, outra que sonha ser famosa, uma comedora de lobos, outra gananciosa e por ai vai.

Os contos são divertidíssimos e originais. 

O começo de todos é semelhante ao conto antigo. Uma menina que precisa levar uma cestinha para a casa da vovó. Porém já nas primeiras páginas dos contos percebemos as diferenças. Uma das meninas quer ser famosa e leva revistas de fofocas para a vovó. 

"Queria ser famosa
Bem conhecidinha.
Ai não andaria
Nunca mais sozinha."

Essa é a Chapeuzinho Lilás que sonha em ser famosa. 

Todas as histórias trazem o lobo mau, porém em versões também atuais e diferentes. O caçador, a mãe e a avó também aparecem.

As musicas cantadas pelas protagonistas, mudam de acordo com suas preferências, o que já nos faz começar todos os contos com uma divertida prévia do que virá. 


"Almocei agora,
Mas já tô com fominha.
Pena que esse doce
É para a vovózinha."

Uma das versões ainda traz uma reflexão filosófica com o Lobo Mau representando o tempo, que sempre chega. É inevitável !

Eu adorei. Esse foi um dos meus preferidos da Coleção Fábrica de Fábulas, mas recomendo todos!



As ilustrações de Marilia Pirillo são lindas e as páginas muito coloridas. Ao final do livro vemos várias versões de "Chapeuzinhos" lindas de raças diferentes. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

test banner