( Resenha ) O Dueto Sombrio - Livro 2 da Série Monstros da Violência de Victoria Schwab @editoraseguinte - Clã dos Livros
Editora Seguinte

Leia a sinopse, AQUI.

Resenha

O Dueto Sombrio é o segundo livro da Série Monstros da Violência. Tive a oportunidade de ler o primeiro livro em uma prova antecipada e enlouqueci. Leitura fantástica. A autora construiu um enredo inteligente, intenso e muito original.

Confira a resenha do livro 1, A Melodia Feroz AQUI.

Em Dueto Sombrio acompanhamos a história intensa da humana Kate e do "monstro" sunai August. O final é arrebatador. Amei, amei, amei.


6 meses após a intensa história de A Melodia Feroz, Kate está em Prosperidade combatendo monstros. Ela não quer ter amigos, mas acaba se unindo a um grupo que a ajuda a caçar monstros, Os Guardiões. Eles são hackers, rastreiam câmeras de segurança e descobrem algumas notícias e pistas antes de todos. Mas Kate é uma guerreira, ela se arma com barras de ferro, facas, e pistolas e sai corajosamente em busca de monstros, matando tantos quanto consiga.

Mas ela sempre se pergunta como estará August e se um dia ira revê-lo.

Com essa caçada intensa, Kate acaba se deparando com um monstro novo e aterrorizante e fica "infectada".  Esse monstro se alimenta da violência e influencia as mentes humanas. Algo aterrador. Ela percebe que talvez seja a única capaz de caçar e matar esse monstro, e sai em busca dele, sozinha. Para encontrá-lo Kate precisará retornar a Veracidade onde estão todas as lembranças do que viveu. 

August está em na parte sul de Veracidade, ainda dominado por Henry Flynn, mas o jovem monstro está mudado. Tudo o que viveu até aqui, o transformou em quem ele deveria ser. Um monstro de verdade. Ele está mais feroz, assume sua tarefa e hoje é líder de um grupo da Força tarefa. Sua música faz a triagem das almas que podem entrar na parte sul, após o caos ser instalado na parte norte com a liderança do Malchai Sloan, o novo pior inimigo dos humanos.

"O violino de aço brilhava em seus dedos, esperando para ser tocado."



August está mais duro e frio. Ele não quer mais lembrar que antes desejava se parecer com os humanos.  Mas os conflitos que ainda vive são enormes.

"August avaliou a multidão, em busca da contração reveladora de alguma sombra, o movimento que marcava um pecador que só os sunais conseguiam enxergar (...)"

Ele também pensa em Kate e o que viveram juntos, mas não quer "amolecer". Os dois se reencontram e em meio a muitos perigos, terão que combater o novo mostro que aterroriza os humanos e causa mais destruição do que poderiam prever.

A parte norte de Veracidade está um verdadeiro caos. Totalmente dominada pelo Malchai. Coisas horrendas vem acontecendo aos humanos que são mantidos lá. August e seu grupo tentam salvar tantos quanto possam e essa é uma batalha muito difícil.

O drama e as reflexões são fortes e muito interessantes. Quem são os verdadeiros monstros? E que lição podemos aprender mudando a nós mesmos?

"- O que aconteceu? Me fala. O que se passou com o August que queria se sentir humano? Aquele que preferia queimar vivo a se entregar às trevas?
Ele manteve o olhar à frente.
- Estou disposto a me entregar às trevas se isso mantiver os humanos sob a luz."

O Dueto Sombrio fecha a duologia de maneira espetacular. Um livro fantástico, com enredo inteligente e original. Muita ação, crueldade, falta de humanidade,  algumas reflexões importantes, laços fortes, sacrifícios e amadurecimento dos protagonistas que me surpreenderam.

"(...) a compaixão deve falar mais alto do que o orgulho."

Eu amei e recomendo!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

test banner