( Resenha ) A Prisioneira do Tempo de Kate Morton @editoraarqueiro - Clã dos Livros

( Resenha ) A Prisioneira do Tempo de Kate Morton @editoraarqueiro

Compartilhe:
Editora Arqueiro

Leia sinopse AQUI

Resenha



Foi meu primeiro contato com a escrita de Kate Morton. Comecei o livro no vácuo, não li resenhas tão pouco impressões a respeito; assim sendo, tinha apenas a sinopse como base do enredo.

Minha primeira impressão se deu pela riqueza de detalhes na história. E isso, de imediato, foi um ponto negativo. Eu li cerca de uma hora e as páginas não avançavam. É aquele lance de "leitor apressado".

Abandonei, com a certeza de que não iria gostar da obra. Mas resolvi dar outra chance. Li tudo novamente e não sei ao certo qual momento foi o responsável pelo meu envolvimento com o livro, só sei dizer que foi uma leitura rica e doce.

Aqui temos uma organização um tanto que exótica. O livro traz diversos narradores em diferentes épocas. O que pode ser confuso no início, mas acreditem em mim: tudo faz sentido ao final do livro.

Elodie é uma arquivista prestes a se casar. Ela é uma mulher inteligente, mas não é uma personagem comum dos livros dos quais costumo ler. Elodie é peculiar, introvertida. 

Sua timidez é nítida até mesmo para nós, leitores. A autora depositou tanta realidade nessa personagem, que conseguimos compreender até mesmo essa particularidade. Elodie não é extrovertida, e por isso não esperem se apaixonar de imediato.

Voltando ao enredo, Elodie se depara com uma relíquia do passado: uma bolsa, que dentre vários itens, contém a foto de uma mulher e um desenho.


O desenho a remete para sua própria infância, parece ter saído de uma história que sua falecida mãe contava. E assim, Elodie se sente cada vez mais fascinada e empenhada a descobrir mais sobre tal desenho e sobre a misteriosa mulher da foto.
"(...) foi dominada por uma sensação de profunda familiaridade. Ela conhecia aquele lugar. Na história que a mãe lhe contava, a casa era literalmente uma passagem para outro mundo."
Em meio a essa busca de Elodie, acabamos por conhecer mais a fundo a personalidade e a sua história de vida. Uma mulher prestes a se casar, mas que não se sente amada. Uma mulher que não pôde conhecer a fundo a vida de sua própria mãe, pois a perdera muito cedo.

E de outro lado, acompanhamos os personagens dessas relíquias encontradas por Elodie. Um passado repleto de mistérios, onde um crime terrível acontecera. Mortes, romances mal resolvidos, e uma mulher apagada através do tempo, mas que teve um papel importante na história.
"Momentos importantes da vida sempre trazem o passado de volta."
Arte e literatura se misturam a essa obra. Tantas histórias, e mesmo com esses suspenses jogados de maneira tão discreta no livro, é uma leitura leve, que tem o poder de encantar e emocionar com trechos que dizem muito sobre o "tempo".
"O sentimentalismo era ridículo e enjoativo, ao passo que a nostalgia era aguda e dolorida. Descrevia um desejo do tipo mais profundo: a consciência de que a passagem do tempo não podia ser interrompida e não havia como voltar atrás para recuar um momento ou uma pessoa ou fazer as coisas de maneira diferente."
É uma leitura que se inicia despretensiosa e até mesmo monótona, mas que se torna tão cativante que em determinados momentos não conseguimos parar de ler.

Me emocionei com o desfecho e não sei qual dos personagens me encantaram mais, os do passado ou do presente. Infelizmente não poderei falar muito sobre o auge do enredo e tão pouco destrinchar cada personagem, pois seria um pecado para as tantas surpresas que a leitura proporcionaria.
"O tempo é um animal estranho e poderoso. Ele tem o hábito de tornar o impossível possível."
Assim sendo, termino por aqui minha resenha, que é pequena comparada ao tamanho da obra. Recomendo a todos que amam um bom romance histórico.

2 comentários:

  1. Olá,
    Eu acredito muito que cada leitor tem seu momento, e talvez tenha sido isso que te impediu de prosseguir na primeira vez mas que fez se apaixonar depois.
    Pela sua resenha acho que alguns pontos me deixariam com certas dificuldades a princípio, mas também parece ser uma leitura incrível, que vale a insistência.
    Gostei muito da resenha!

    Beijo!!
    https://www.amorpelaspaginas.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi sua linda!! Eu acho que a minha grande dificuldade foi justamente me conectar com a personagem principal. Quando passei a compreendê-la melhor, a leitura fluiu muito.
    Eu recomendo muito esse livro, quem curte história e arte (eu amo) vai se sentir prestigiado.
    Obrigada S2

    Beijos

    ResponderExcluir

Post Bottom Ad

test banner