( Resenha ) Willow de Julia Hoban @EditoraLeya

Editora Leya

Clique na capa e compre o livro na Saraiva

Leia a sinopse, AQUI.

Resenha


Willow era uma adolescente normal. Seu dia se resumia em estudar, fofocar com sua melhor amiga e pensar em garotos, até que algo terrível aconteceu e mudou tudo. 
Após a morte de seus pais em um acidente de carro, onde ela dirigia, Willow se vê destruída. A culpa a atormenta terrivelmente e para fugir das lembranças e das dores que estas lhes causam, ela se corta. A dor infligida pelos cortes a faz esquecer de tudo e sentir-se capaz de suportar mais um dia.

 No passado, pequenas feridas como ir mal na escola ou levar um fora de um garoto realmente a abalavam. Como saberia o que o futuro tinha reservado para ela?

Ao mudar-se para casa do irmão, ela carrega mais um tormento, assistir aos esforços dele para criar sua família e uma irmã mais velha, que não deveria estar ali.
A relação dos dois já não é como antes e Willow também sofre com isso, sentindo-se responsável por todos os problemas que ele tem agora.

Ninguém conhece seu segredo, até que um dia acidentalmente Guy, um rapaz que ela conheceu na biblioteca onde trabalha, vê seus cortes. A partir dai, os dois começam uma relação interessante. Ele se esforça para protegê-la e sente-se um pouco responsável pelo bem estar dela. 
Guy é um rapaz inteligente e interessante, mais interessado em ler e estudar do que nas pequenas futilidades comuns aos adolescentes. 
Com ele, Willow consegue falar, sente-se uma pessoa normal novamente. Afinal, além de terem interesses em comum, Guy já conhece seu pior segredo, nada do que diga a ele pode se comparar a isso.



Guy tira o livro devagar da sacola. Willow espera vê-lo desapontado, parecer confuso por ela ter comprado para ele um livro velho e maltratado... 
- Eu amo quando os livros têm anotações nas margens, esses são os melhores - Guy diz (...)- Eu quero saber por  que é o seu Shakespeare favorito.
Seu  mundo sofrido e solitário passa, dia a dia, a ser um mundo mais brilhante e cheio de possibilidades ao lado dele, que não desiste dela, mesmo nos momentos mais difíceis.

Willow está impressionada com o modo como Guy conseguiu mudar de assunto habilmente. Como ele a salvou tão facilmente de dizer alguma coisa de que se arrependeria. É a segunda vez que ele a resgata exatamente quando as coisas começavam a ficar desconfortáveis.
Ele não poderia ser assim tão atencioso, poderia? Tão gentil? Afinal de contas ela não era nada mais do que um fardo pata ele, alguém em seu caminho (...)

Esta é uma história doce, que apesar de falar sobre o sofrimento vivido por uma adolescente que se auto mutila, consegue ser sensível e inesquecível. Nele vemos a jovem Willow, lutando para lidar com a tragédia que aconteceu a sua família e aprendendo a se permitir amar e ser amada.

Entrou para a minha lista de favoritos. Lindo, amei <3
Recomendo!


Confira a postagem sobre A Culpa na Literatura, AQUI.


Veja algumas capas pelo mundo <3






6 comentários

  1. Ah tô louca pra ler este livro desde que foi postado aqui, e agora depois desta resenha estou com mais vontade ainda de ler!!!!
    Parabéns!!

    ResponderExcluir
  2. Achei que as capas de outros países,tiveram mais a ver com a história.
    Bem ,quanto ao livro,tenho muita vontade de lê-lo,desde a primeira vez que o vi.
    Achei essa história muito emocionante!


    an

    ResponderExcluir
  3. Gostei....achei q ia gostar mais, mas gostei...hehee
    Ainda pretendo lê-lo, mas n estou mais naquela ânciaaaa danada, sabe?
    Gostei mais dessa última capa..^^

    ResponderExcluir
  4. Nossa amei a resenha. Ainda não tinha escutado falar desse livro.

    ResponderExcluir
  5. Já faz uns dias que to querendo esse livro, ja vi vcs postando ele aqui e me interessei. A resenha ficou ótima, deu pra conhecer um pouco da história

    ResponderExcluir
  6. Estou doida pra ler esse livro, parece ser ótimo, já foi pra minha lista de leitura!

    ResponderExcluir

© BLOG CLÃ DOS LIVROS- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por