5 Estrelas,

( Resenha ) A Joia - Livro 1 da Série A Cidade Solitária de Amy Ewing @EditoraLeya

06 março Clã dos Livros 9 Comments


Editora Leya



Clique na capa e compre o livro na Saraiva



Leia a sinopse, AQUI.

Resenha






- A seguir, senhoras, temos o lote 197. Lote 197, por favor em seu lugar. ( ... )
Vejo um X prateado no meio do palco circular. Meus joelhos tremem quando me aproximo dele, e esta caminhada é, sem dúvida, a mais longa de todas as que já fiz hoje.  

Violet Lasting não existirá mais. A partir do momento no qual embarcar em direção à Joia, ela será apenas um número. #197.

Ela cresceu pobre, mas cercada de amor no Pântano, um dos cinco círculos da Cidade Solitária, onde morava com sua família, até descobrirem que era uma das escolhidas. Violet, como poucas, tinha potencial para gerar os filhos da realeza e por isso foi afastada da família e treinada durante anos para aprender a se comportar e desenvolver os presságios. 
Só as escolhidas tem o poder dos presságios e eles são úteis na sobrevivência dos fetos. 

A realeza deseja manter o sangue real e precisa das escolhidas para isso, já que são incapazes de conceber. Mesmo assim, as moças são tratadas como mobília ou animais de estimação, até gerarem seus bebês.

Falam sobre nós como se fossemos um animal de estimação ou um cavalo premiado. Como se não pudéssemos ouvi-las. Como se nem estivéssemos ali.

Violet não se conforma com essa condição humilhante e totalmente abusiva, mas não acredita que possa fazer muito para se libertar, até que uma pessoa inesperadamente se oferece para levá-la para longe de todo aquele terror. Mas para isso, ela terá que abandonar sua amiga Raven, que parece estar se abatendo mais a cada dia e também abrir mão de um amor proibido, que nasceu repentinamente quando um rapaz viu nela, a verdadeira Violet e não a substituta #197.

O que está acontecendo comigo? É só um garoto. Só um garoto incrivelmente bonito que conhece música e conversou comigo por alguns minutos como se eu fosse alguém, me fez vibrar e ...

- Qual o seu nome?
Meu coração explode em um milhão de fragmentos cintilantes que se espalham pelo meu peito como fogos de artifício.
- Violet - sussurro.
Ele fecha os olhos e respira fundo como se a resposta fosse um enigma ou uma chave secreta.
- Violet - murmura. Em seguida sua boca toca a minha.

Com um enredo intenso e fascinante, acompanhamos Violet em sua busca por sentir-se dona de si mesma. 
Ela sofre muito e vê o sofrimento e morte de outras meninas como ela. A realeza é muito cruel e egoísta e demonstra isso sem o menor pudor. 
Ao longo da história, vemos que Violet vai encontrar muitas razões para lutar, mais do que apenas a sua própria liberdade.

A Série, sem dúvida tem características fortes de distopia (AMO) com um pouco de fantasia, já que as substitutas desenvolvem poderes especiais. Algumas mais que as outras. 

Me apaixonei por A Joia. Devorei as páginas e fiquei atordoada com as reviravoltas e o final surpreendente. Cruzando os dedinhos para que a continuação saia logo.

Nossos olhos se encontram, cruzo os dois dedos da mão direita e os coloco sobre o coração, o símbolo de respeito das substitutas do Portão Sul e um sinal de que, independente do que acontecer, eu nunca a esquecerei.

9 comentários:

  1. Não conhecia A Joia, parece ser realmente incrível.

    Fiquei super curiosa pra conhecer e acompanhar a historia de Violet.
    Gosto de personagens fortes, com dramas a serem superados.

    ResponderExcluir
  2. Tô louca para ler esse livro desde o instante que vi o lançamento. Parece mesmo ser incrível. No começo me lembrou um pouquinho A Seleção, mas agora já que não tem relação alguma. Acho que vou amar.
    beijos!

    ResponderExcluir
  3. Eu já vi o livro e tinha me interessado foi pra minha lista, a capa me chamou a atenção primeiro, achei linda (rssr) e depois li a resenha e gostei, deve ser uma historia triste o fato de uma pessoa ser considerada um número e não um ser humano com sentimentos e novamente a realeza querendo sair por cima como sempre.

    ResponderExcluir
  4. Quando anunciaram essa nova série e a capa eu logo quis. Mas eu fui ler algumas resenhas americanas que não eram muito positivas e desanimei. Mas com essa resenha eu me empolguei novamente.

    Eu amo distopias, porque elas sempre nos fazem refletir sobre algum problema social que nós temos aqui, e parece que esse fala um pouco sobre as condições de vidas das mulheres. Como as mulheres muitas vezes são invisíveis, ou não levadas a série. E que só servem para serem mães (e se não quiserem não são mulheres de verdade).

    Gostei da resenha. Deu vontade de ler.

    ResponderExcluir
  5. A capa e a estória me lembraram um pouco A Seleção!!!
    Coincidências a parte, adorei a sinopse e adorei os quotes postados, com certeza uma estória muito legal!!!

    ResponderExcluir
  6. Só a resenha já me fez arrepiar!
    Amo distopias, e a Violet parece ser o tipo de mocinha forte e decidida!!
    Com certeza lerei!!

    ResponderExcluir
  7. Amo distopias e essa capa me chamou muito atenção, e quero muito saber mais sobre a Violet

    ResponderExcluir
  8. Gostei da capa, pela resenha o livro parece bem já ate coloquei na lista do que quero ler mas atualmente to meio saturada de distopias.

    ResponderExcluir
  9. Oiee.
    Eu juro que nunca poderia em hipótese alguma imaginar que esse livro era uma distopia, achei que era puro romance, então imagina a minha surpresa ao ler sua resenha e dar de cara com uma distopia.
    Apesar de você ter elogiado eu ainda não sei se vou ler, é que distopia não é um gênero que agrade muito então vou ter que pensar um pouco mais.
    Porém ele está mais pra sim do que pra não.
    Bjokas!

    ResponderExcluir