( Resenha ) Flores Partidas de Karin Slaughter @HarperCollinsB

Harper Collins Brasil


Clique na capa e compre o livro na Saraiva


Sinopse

Quando Lydia contou para a irmã que o cunhado havia tentado estuprá-la, Claire não acreditou. Dezoito anos depois, porém, tudo o que Claire achava saber sobre o marido se provou uma mentira. Quando vídeos escondidos no computador de Paul mostram uma face terrível do homem que ela julgava conhecer, Lydia percebe que o drama de sua família tem muitas camadas que precisarão ser descobertas antes que a assustadora verdade por fim venha à tona. 
Mais de vinte anos atrás, a família Delgado sofreu um grande trauma: a caçula, Julia, desapareceu sem deixar rastros. Depois desse golpe, a família se deteriorou de tal forma que as irmãs mais velhas, Claire e Lydia, pararam de se falar, e suas vidas seguiram caminhos muito diferentes. 
Claire tem uma vida glamorosa, casada com um milionário de Atlanta. Lydia é mãe solteira, namora um ex-presidiário e luta para se reerguer de um passado de drogas e sem direção. A ferida destruidora, no entanto, continua aberta e volta a sangrar quando o marido de Claire é assassinado. O desaparecimento de uma adolescente e a morte de um homem de meia-idade, com quase um quarto de século de separação... Qual seria a conexão? As irmãs se unem em uma trégua relutante para, vasculhando o passado, buscar respostas. Mas essa jornada vai trazer à tona segredos que destruíram a família décadas antes, junto com uma chance inesperada de redenção... e vingança. 
Poderoso, tocante e muito tenso, com personagens inesquecíveis e reviravoltas surpreendentes, Flores partidas é um thriller sem igual, escrito por uma das melhores e mais bem-sucedidas autoras de suspense da atualidade. 
Além da imprevisível história de Claire e Lydia, você também pode descobrir mais detalhes da história de Julia, a irmã desaparecida, em A garota dos olhos azuis, disponível gratuitamente em e-book.


Resenha


Flores Partidas começa com o triste desaparecimento de Julia, uma moça de dezenove anos que sumiu sem deixar rastros nem pista há mais de vinte anos. O ocorrido saiu em todas as manchetes dos jornais e envolveu todas as pessoas da comunidade, que saíram em uma busca frenética por toda a cidade a procura de algum indício que poderia levar ao seu paradeiro. Porém após algum tempo sem nenhuma evidência sobre o caso, perderam interesse até chegar ao ponto de somente o pai, Sam Carroll, buscar alguma notícia de sua filha. Por conta deste desaparecimento a família acabou se deteriorando e se desfazendo por completo.

Alternando a ação presente com cartas do pai para a filha desaparecida, o livro mexe com as nossas emoções mais profundas e acabamos nos solidarizando com a dor daquele homem. Impossível não se sensibilizar e não sentir vontade de estar do seu lado para consolá-lo , abraça-lo e confortá-lo. 
“Assim que você desapareceu, sua mãe alertou que descobrir exatamente o que tinha acontecido seria pior do que nunca saber. Discutíamos muito por isso porque discutir era a única coisa que nos mantinha unidos naquela época
-Sabermos detalhes não vai facilitar as coisas – disse ela.- Os detalhes vão acabar com você.”

Lydia e Claire são as irmãs de Julia, a moça desaparecida. Lydia contou para Claire que seu namorado havia tentado violentá-la, Claire logicamente ficou do lado do futuro marido, já que Lydia além de usuária de drogas, tinha fama de promíscua e Paul apresentava um futuro promissor.

Lydia sai da vida da irmã e fica fora por mais de dezoito anos tentando dar um jeito em sua vida, mas ainda guarda mágoas por Claire não ter acreditado em sua versão. 

No presente Lydia se livra das drogas e leva uma vida simples cuidando de sua filha adolescente. Já Claire casou com Paul e tem uma vida de milionária, mas totalmente dependente do marido. Criou para si uma bolha de felicidade harmônica, uma vida perfeita, um marido perfeito. Mas na verdade ela é uma pessoa frágil que terá que encontrar forças, pois vai presenciar o assassinato do marido, em um assalto. Logo após a morte de Paul, Claire encontra no computador dele alguns vídeos medonhos e incriminadores que mudarão o rumo da história e de sua vida.
“Claire estava com a mão surpreendentemente firme quando mexeu o mouse na área de trabalho e clicou na pasta Trabalho.
A Rodinha colorida de espera girou, mas, em vez de uma lista de arquivos, uma janela branca se abriu.
........
Ela apoiou os cotovelos na mesa e encarou as palavras. Era um sinal para que parasse? Paul havia confiado nela totalmente, considerando os casos que ela teve, (...)
Ela tentou sentir a culpa aterrorizante do dia anterior, mas o remorso foi encoberto pelas imagens brutais que encontrara no computador do marido”
Claire fica perdida, atordoada, descobre que viveu uma farsa e a única pessoa que ela tem para procurar é sua irmã Lydia, que imediatamente se prontifica para ajudá-la, e em uma investigação as duas vão percebendo que não podem confiar em ninguém, pois até as pessoas que julgavam confiáveis, não são tão confiáveis quanto imaginavam.

O ritmo do enredo é alucinante, com personagens inesquecíveis, reviravoltas surpreendentes e cenas chocantes, mesmo para o leitor com estômago forte, pois existem relatos de assassinatos brutais muito detalhados, com um final de tirar fôlego.
Um thriller tenso, realista e muito bem construído.

Altamente recomendado!






O prequel, A Garota dos Olhos Azuis está disponível 
em versão digital gratuitamente na Amazon.


2 comentários

  1. Oi Joss, de cara eu já quero esse livro. Sua resenha está muito bem escrita e só fez minha vontade de ler aumentar.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  2. Impossível não querer ler esse livro depois dessa resenha sobre ele!

    ResponderExcluir

© BLOG CLÃ DOS LIVROS- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por