5 Estrelas,

( Resenha ) A Melodia Feroz - Livro 1 da Série Monstros da Violência de Victoria Shwab @editoraseguinte

02 junho Clã dos Livros 3 Comments

Editora Seguinte
Clique na capa e compre o livro na Saraiva

Leia a sinopse AQUI.

Resenha

Corsais, Corsais, dentes e garras,
sombras e ossos, abrirão as bocarras. 
Sunais, sunais, olhos de carvão,
com uma melodia sua alma sugarão.
Malchais, malchais, cadavéricos e sagazes,
bebem seu sangue com mordidas vorazes.


A Melodia Feroz é o livro 1 da Duologia Monstros da Violência. Uma fantasia urbana sombria e incrível, com uma aventura sangrenta de tirar o fôlego. 

Em um mundo onde a violência gera monstros (gera mesmo... os monstros aparecem após atos de violência), encontramos nossos jovens protagonistas. Totalmente opostos e vindos de famílias "rivais", Kate e August vão aprender que nem tudo é o que parece e que aquele que poderia ser seu pior inimigo, é na verdade o único no qual se pode confiar.

Os jovens vivem em uma cidade partida onde Norte e Sul são inimigos e seus líderes tem ideologias totalmente diferentes. Os lados vivem uma trégua frágil, que pode ser rompida a qualquer momento. 
Ao norte, o território de Callum Harker. Ao sul, o de Henry Flynn. Uma solução simplista para seis anos turbulentos e brutais de luta, sabotagem, assassinato e monstros. 
August é o pacífico, assim como seu pai e luta para que todos fiquem em segurança, mas quem diria... August é um dos monstro. Criado por uma família humana, está do lado da cidade, onde os monstros não entram, somente os Sunais. Ele é um Sunai, monstro raro, que suga as almas dos humanos com uma única nota musical.

Já Kate Harker é uma humana, filha do cruel líder Collum Harker. Ela quer ser como seu pai e precisa provar que é forte e capaz, para se manter na cidade. 
Kate queria que ele olhasse para ela e enxergasse alguém que merecia estar lá. Porque nunca deixaria que a mandasse para longe, não de novo.
Depois de anos longe, a jovem consegue retornar para perto do pai e é em uma escola dentro dos limites da cidade, que ela e August se conhecem.

Ele foi enviado pela família, disfarçado de humano para vigiar Kate e se fosse o caso, usá-la como moeda de troca  a fim de renegociar a paz. 

Mas um plano sombrio e sanguinário estava sendo traçado sem que soubessem, o que acabou obrigando-os a fugir juntos, para manterem-se vivos. É e então que vemos uma humana e um monstro, inimigos anunciados, se conhecendo um pouco mais, em meio a violência, maldade e traição. Descobrindo que nem tudo é o que parece e que inocentes estão em toda parte, assim como os culpados. Eles enfrentam vários perigos, o que nos rende muitas cenas de ação e sangue. Os dois lutam bravamente, por suas próprias vidas e pelas vidas um do outro.
Algo arranhou as paredes do túnel atrás de Kate; o som metálico trespassou a música vacilante de August. Ela não virou. Enxergar não ajudaria. Só tornaria aquilo real.
- Kate - August disse, logo antes da terceira corda se quebrar.
- Sim? 
- Corra!



Kate e August são personagens incríveis, os monstros criados pela autora (Sunais, Corsais e Malchais), assustadores e o enredo surpreendente. Nos primeiros capítulos, me senti um pouco confusa, apenas tentando entender e me localizar dentro de tantos elementos novos criados pela autora, mas depois que comecei a compreender... foi como um trator. Fui carregada, li tudo rapidamente e amei!
Somos os atos mais sombrios transformados em luz (...).
É importante dizer que August e Kate criaram fortes laços, mas não são (ainda) um par romântico. Vamos ver no próximo livro como será...

O livro é todo narrado em terceira pessoa e com uma capa linda. Mesmo sendo a prova do livro, a diagramação está ótima, com marcas como a de August (ele carrega marcas no corpo) numerando os capítulos. 

Amei e super recomendo!

3 comentários:

  1. Marissa!
    Achei genial a premissa do livro onde os monstros são criados através da maldade e crueldade das pessoas, enredo bem inédito e diferenciado para os livros de fantasia.
    E deve ser interessante a junção dos protagonistas para tentarem enfrentar a guerra entre os clãs criados.
    Fiquei bem interesada.
    Desejo um mês cheio de prosperidade!
    “A sabedoria consiste em compreender que o tempo dedicado ao trabalho nunca é perdido.” (Ralph Waldo Emerson)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Marissa!!
    Achei incrível a ideia da autora trazer um livro de fantasia tão legal como esse!! E bem interessante saber que os monstros são criados a partir de atos de violência... amei a capa e sem dúvida essa história promete.
    Beijoss

    ResponderExcluir
  3. Oi, Marissa!
    Achei bem diferente a trama de A melodia feroz - como surgi os mostros por exemplo - , mas apesar disso ficarei aguardando o lançamento do segundo volume para saber um pouco mais da história de Kate e August para decidir se lerei essa duologia ou não pois fantasia urbana sombria e sangrenta não faz meu estilo de leitura...
    Abraços!

    ResponderExcluir