4 Estrelas,

( Resenha ) Só Escute de de Sarah Dessen @editoraseguinte

22 fevereiro Taty Assis 0 Comments

Editora Seguinte

Clique na capa e veja onde comprar

Leia a sinopse AQUI.

Resenha

Só Escute foi a minha primeira experiência com a escrita da autora Sarah Dessen e o que posso dizer é que mal vejo a hora de poder ler mais livros da autora, porque, definitivamente, fiquei apaixonada por sua escrita.

"[...] Eu estava começando a perceber que o desconhecido nem sempre era o que mais deveríamos temer. As pessoas que nos conhecem melhor podem ser mais perigosas, porque suas palavras e seus pensamentos podem não apenas ser assustadores, mas verdadeiros."

Annabel parecia ter uma vida perfeita. Mais nova de três irmãs, sua carreira de modelo parecia estar deslanchando, era popular e tinha uma melhor amiga. Mas após uma festa sua vida mudou completamente. De garota popular, a garota solitária e sem amigos. 

Annabel está sendo julgada por algo que as pessoas acreditam ter acontecido na festa, e Sophia, sua melhor amiga, foi a primeira a condená-la sem ao menos ouvir sua versão da história. E mesmo passando por esse mau momento, Annabel decide guardar para si tudo o que está acontecendo. Até que começa a reparar em Owen Armstrong.




Owen é o típico garoto explosivo, e se não fosse pelos seus fones de ouvido que sempre o acompanham, ele poderia também ser considerado solitário. E o improvável acaba acontecendo, Annabel e Owen se aproximam e se tornam amigos. 

Owen é bem sincero e só fala verdades, em contrapartida, Annabel não é muito propicia a falar verdades. Acontece que ela guarda muitos coisas só para si, com medo de ser sincera e acabar machucando as pessoas que ama. 

"– É que... nem sempre digo o que estou sentindo.
 – Por que não?
 – Porque às vezes a verdade machuca – respondi.
 – É – ele concordou. – Mas a mentira também."
Owen está sendo a luz no fim do túnel, mas sabemos que Annabel não está contando tudo e enquanto não falar sobre tudo, ela não conseguirá se libertar de suas amarras. 

"Aquela era a questão: um dia, a diferença entre a luz e a escuridão fora simples. Uma era boa; a outra, ruim. Mas de repente as coisas não eram mais tão claras. A escuridão ainda era um mistério, algo escondido, que causava medo, mas eu passara a temer a luz também. Era onde tudo se revelava, ou parecia se revelar. De olhos fechados, eu só via a escuridão e me lembrava daquele momento, do meu maior segredo; de olhos abertos, só via o mundo que não o conhecia, claro, inescapável e, de alguma forma, ainda ali."

O livro é todo narrado por Annabel e com alguns flashes do passado começamos a entender o que de fato aconteceu para que as pessoas virassem as costas para ela. É claro que desde o início percebemos que há uma peça que não se encaixa, e Owen será essencial para que Annabel se descubra e seja mais verdadeira com os outros e consigo mesma. 

O interessante aqui é que o livro não é somente sobre Annabel, mas também sobre sua família. Foi bem interessante acompanhar o crescimento dos personagens e como cada um achou uma forma de se encontrar. 

Dos personagens, Owen é o meu preferido. Ele é intenso, sem contar que amei a forma que ele usa a música como sua "salvação". Achei-o tão diferente, sem contar seus gostos bem peculiares no quesito músicas e no seu programa de rádio tão diferente rsrs, mas acho que foi isso que o tornou tão adorável. 

Annabel tem atitudes completamente compreensíveis, não que sejam corretas, mas consegui entender seus motivos. Ela, por diversas colocou os desejos dos outros na frente dos seus, e acaba mentindo com medo de machucar as pessoas a sua volta, principalmente sua mãe. 

Um livro sobre família e amizades. Que trará à tona assuntos como: violência, abuso, transtorno alimentar, inveja e segundas chances. 

A edição conta com uma revisão impecável e com uma capa linda e chamativa. 
Gostei e recomendo!

"– Só escute – li em voz alta.
  – É. Não pense ou julgue. Só escute.
  – E depois?
  – E depois – ele disse – você pode chegar a uma conclusão. É justo, não acha?









0 comentários: