( Resenha ) O Torneio - Livro 2 da Série Amos e Masmorras de Lena Valenti @univdoslivros

Universo dos Livros 

Clique na capa e compre o livro na Saraiva

Leia a sinopse AQUI.

Resenha



Esta resenha contém spoiler do livro 1. 


No final do livro 1, Submissão, Cleo Connely estava terminando seu treinamento como submissa para participar do Torneio Dragões e Masmorras DS como agente do FBI infiltrada, mas foi abandonada por Lion Romano, por quem estava perdidamente apaixonada.

(...) Inferno era saber que ela não era valorizada e que não acreditavam nela, mesmo depois de tanta entrega na semana anterior. Inferno era saber que a sua irmã estava em perigo e, ainda assim, ser afastada do caso e não poder ajudá-la.

Mas ela não era alguém que se pode deixar para trás, por isso conseguiu em uma reviravolta impressionante, se inscrever e entrar no Torneio, mas agora como Ama.

Cleo Connely era como um coelhinho em uma floresta cheia de lobos. Era muito corajosa, o que era uma característica sua, mas não uma dominadora.

Já na competição, ela e Lion se encontram e Cleo planeja participar de todos os desafios, tendo Lion como seu Amo.
Ela precisa, mais do que tudo, encontrar e salvar sua irmã, que está desaparecida. 

Os dois juntos iniciam as competições perigosas, jogando da melhor maneira possível. Precisam usar de inteligência, astúcia e muito habilidade, para que Cleo não caia nas mãos dos monstros e precise jogar (jogos de BDSM) com eles. 

Os perigos são muitos e reais, pois os criminosos que estão por trás do Torneio são sádicos doentes que sequestram pessoas para venda e uso. Estas pessoas são drogadas para resistir a dor e aceitar tudo o que se queira fazer com elas. Além disso, algumas são vendidas para outros países e algumas são simplesmente sacrificadas. 
Aquela garota não compreendia como era importante para ele e, por outro lado, como compreenderia se Lion nunca tinha aberto seu coração?
Lion sofre com a possibilidade de ver Cleo nas mãos dos monstros do torneio e por isso resiste tanto a participar com ela, mas como as opções foram tiradas de suas mãos, eles devem fazer o melhor jogo possível, para prender e capturar estes vilões e sair de lá em segurança.

Lion a pegou pela nuca e, aproximando-a dele, passou a língua por aquela zona dos lábios que vinha observando. Depois pressionou sua boca na dela, como se estivesse beijando-a.
Cleo ficou imóvel e submissa. Submissa, literalmente.
Neste meio tempo, o casal vai se descobrir cada vez mais, e travar um embate sobre dominação, submissão e respeito, que vai fazer com que Cleo repense seu comportamento tão impertinente e as consequências dele. 

Os dois são fantásticos juntos e Cleo consegue arrancar de seu Rei Leão algumas juras de amor e paixão, pouco antes de serem capturados.

Não ia permitir que ninguém a tocasse. Não ia suportar. Ele morreria se, por sua própria culpa, e além de tudo estando com ele, ela tivesse que ser obrigada a fazer qualquer coisa com outros homens.

E agora, o que seria dos dois nas mãos de criminosos tão violentos e sádicos?


O Torneio é fantástico, uma ideia genial da autora e quem já jogou RPG, vai identificar muitas características do jogo que foi adaptado para um desafio BDSM. Personagens, desafios, cartas que possibilitam a jogada e podem ser combinadas para conseguir favores, castigos...

Dá para perceber que a autora fez uma boa pesquisa sobre o universo BDSM . Ela nos apresenta tudo pelos olhos de Cleo e Lion e demonstra claramente a diferença dos praticantes reais, para os doentes sádicos, que são os vilões da história. Destacando o consenso como base de todas as práticas saudáveis. 

O Torneio é um livro com um enredo muito interessante e bem conduzido. Um livro para se devorar em um ou dois dias, mesmo com suas 440 páginas. Muita ação, um tanto de suspense, cenas eletrizantes e tensas, com um bocado da maldade humana, mas também um ótimo romance, com cenas quentes, alguns castigos (ai..ai...) e até mesmo uma palhinha dos protagonistas do próximo livro, A Missão. 

A capa é linda e segue o mesmo padrão da anterior. A diagramação é ótima e agradável. No final do livro encontramos um dicionário com termos BDSM usados ao longo da história. 

Para quem curte romance quente com ação, esta série é o seu número e cuidado ... ela pode te surpreender! 

Amei e recomendo!


Um comentário

  1. Marissa!
    Nossa! Quanta ação deve haver no enredo, hein?
    Ambos serem perseguidos por criminosos violentos em um país distante, vvai ser sufoco.
    E bem curiosa por ler os trechos mais hots.
    Desejo uma ótima semana!
    “Onde há estudo - há sabedoria.” (Textos Judaicos)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir

© BLOG CLÃ DOS LIVROS- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por