4 Estrelas,

( Resenha ) Últimas Mensagens Recebidas organizado por Emily Trunko @EditoraSeguinte

11 fevereiro Denise 0 Comments

Editora Seguinte

Clique na capa e veja onde comprar

Leia a sinopse AQUI.

Resenha

Últimas Mensagens Recebidas é uma coletânea  de despedidas organizadas pela jovem Emily Trunko.

A edição está muito bonita e a diagramação bem representativa. As imagens retratam com propriedade as mensagens escritas.

Enviadas por diversos canais interativos as mensagens são, em sua grande maioria, fortes  para quem as enviou e para quem as recebeu, expondo diversas  posturas  diante das dificuldades da vida: a morte de pessoas amadas, os  fins de relacionamentos, a  afinidade e até o desrespeito.


"EU TE AMO
MAS NÃO ESTOU APAIXONADO POR VOCÊ
Meu primeiro relacionamento era um clichê, então nada mais natural que terminasse com um."
"VOCÊ NÃO APARECEU.
POR QUÊ?
PORQUE NÃO TE AMO MAIS." 
"Eu convidei para assistir a minha peça todos os dias durante um mês, e ele sempre dizia que iria porque, afinal de contas, amigos são para essas coisas. Só que ele nunca foi. Eu perguntei por quê, e essa foi a resposta."

Muitas mensagens foram enviadas por jovens, que vivem intensamente seus sentimentos. O medo, a tristeza, a insegura, a dor do abandono retratados nas  mensagens demonstrando a fragilidade diante da realidade.

"EU NUNCA TE QUIS MESMO. TENTEI ME MATAR TRÊS VEZES ENQUANTO ESTAVA GRÁVIDA DE VOCÊ."
"Minha mãe, ao ir embora pela última vez. Isso faz quase nove anos. Eu tinha dezesseis. Eu também não te quero."

Para contrapor a estas mensagens, algumas são despedidas repletas de amor e de saudade que aliviam o coração e reforçam os sentimentos de pertencer e de ser importante para o outro.

"OBRIGADO PELA VISITA. UM PÃOZINHO DOCE CAI BEM MELHOR QUANDO SE TEM COMPANHIA."

"Última mensagem que recebi do meu avozinho antes de ele morrer."

Considero o livro como um alerta já que em muitas mensagens as pessoas não conseguem dimensionar as consequências de suas escolhas.


"DESCULPA, MAS ERA DEMAIS. ESPERO DE VERDADE QUE VOCÊ POSSA ME PERDOAR. DIGA AO PAPAI QUE SINTO MUITO, MAS NÃO CONSEGUI AGUENTAR MAIS. SEJA FORTE. TE AMO, IRMÃZINHA."
"Bilhete que encontrei ao limpar o quarto da minha irmã, um ano após tomar uma overdose de comprimidos ela morreu duas semanas depois do meu aniversário. Seis anos atrás, e ainda não sei se a perdoei."


Nas páginas finais estão alguns depoimentos dos que encontraram no livro um importante refúgio emocional.

“Sempre que me sinto mal com as últimas mensagens que já recebi, venho aqui e leio o que  as pessoas compartilharam e não me sinto tão só.”

Esteticamente o livro é muito bonito e representativo. As imagens retratam com propriedade a as mensagens escritas e nos propõe várias reflexões, entre elas: ser capaz de compreender que o outro, assim como nós, tem o direito de escolha, que a cada um cabe as suas alegrias e suas dores e que desistir da vida não soluciona problemas.

“Eu queria dizer para algumas pessoas que compartilharam suas mensagens que elas são muito melhores do que quem as tratou mal. Não sofram: quem não te quer não é bom o bastante para você. Além disso, eu não tinha me dado conta até ler algumas mensagens de como os relacionamentos são frágeis. Mais um motivo para você se cuidar e se fiel a si mesmo.”  




0 comentários: