( Resenha ) O Duque e Eu - Livro 1 da Série Os Bridgertons de Julia Quinn @editoraarqueiro - Clã dos Livros

( Resenha ) O Duque e Eu - Livro 1 da Série Os Bridgertons de Julia Quinn @editoraarqueiro

Compartilhe:
Editora Arqueiro

Leia a sinopse AQUI.

Resenha

O Duque e Eu é o primeiro volume da Série Os Bridgertons da aclamada Julia Quinn que surpreende e encanta a cada página!

Daphne Bridgerton queria se casar e não estava sequer sonhando com um amor verdadeiro. Mas, desejava um marido por quem tivesse ao menos um pouco de afeição. 

Até então, quatro homens haviam pedido sua mão, só que quando pensava em viver o resto de seus dias na companhia de qualquer um deles, Daphne simplesmente não conseguia aceitar. Haviam vários cavalheiros que ela acreditava que poderiam ser maridos razoáveis, porém, o problema era que nenhum deles estava interessado nela. Eles gostavam dela, todo mundo gostava, mas acreditava que estavam interessados apenas por mulheres que os amedrontavam. 

A alta sociedade de Londres em peso lia as crônicas de Lady Whistledown. O misterioso jornal chegou à soleira da porta de todas as pessoas importantes da cidade três meses antes. Quando começou a cobrar pelas fofocas, todos já estavam viciados. 

O assunto do momento, era o retorno de Simon Basset, o novo duque de Hastings, que residiu no exterior por seis anos e retornou para Londres após a morte do pai. 

Ele e Anthony, irmão mais velho de Daphne, eram melhores amigos desde Oxford. Simon era um pouco problemático na época, estava sempre em conflito com o pai, embora ninguém soubesse o motivo da desavença. Mas tinha fama de ser brilhante, foi um dos melhores alunos de sua turma. 


“— Antes de conhecer você, estava vivo apenas pela metade.”







Simon estava contente por ter voltado. Havia algo tranquilizador em estar em casa. Depois de tanto tempo longe, era muito bom reencontrar os amigos. 

Ele não desejava chamar atenção, não queria assumir um papel ativo na sociedade de Londres e não tinha planos de se casar. 

“Os olhos eram curiosamente intensos – tão azuis que quase brilhavam por conta própria.”

Entretanto, desde que conheceu a adorável Daphne, após testemunhar uma cena constrangedora de um pretendente insistindo para que se casasse com ele, Simon sentiu uma estranha admiração por ela. A maioria das mulheres que conhecia estaria histérica, mas ela havia dominado a situação com firmeza. 

Inicialmente, Simon não fazia ideia de quem ela realmente era e, quando descobriu, ainda que por um breve momento, ele se viu cobiçando a irmã de seu melhor amigo. Ele a queria, porém, jamais poderia sequer chegar a tocá-la. Podia apreciar a presença dela, mas precisava deixá-la intocada para outro homem. 

“Tudo o que ele sabia era que se sentia indefeso contra a própria natureza diabólica quando se tratava daquela garota.”

Determinado a afastar as mães desesperadas por casar suas filhas, Simon propôs a Daphne, que formassem um casal. Não um casal de verdade, apenas fingiriam que gostavam um do outro. Sendo assim, não haveriam tantas debutantes sendo atiradas no colo dele porque todos acreditariam que não estava disponível. 

Enquanto isso, em primeiro lugar, Daphne conseguiria fazer com que a mãe parasse de arrastá-la de um homem para outro se ela acreditasse que a filha conquistou o interesse do duque. Em segundo lugar, os homens sempre reparavam mais em uma mulher quando achavam que havia outros interessados nela. Começariam a vê-la como algo mais do que apenas uma amiga. 

Todavia, a proximidade acabou fazendo com que os sentimentos aflorassem, tornando impossível evitar a forte atração que existia entre eles. 

Um romance de época adorável, divertido e envolvente. Narrado em terceira pessoa permitiu que eu pudesse conhecer mais a fundo os personagens e seus pensamentos. 

A escrita da autora como sempre está impecável. A capa á linda, tem tudo a ver com a história. A diagramação é ótima e a revisão é exemplar.

Dou cinco estrelas e recomendo para quem é fã do gênero!!!




Um comentário:

  1. Olá,
    Esse livro é muito amorzinho. Li tem alguns anos e tenho sentido tanta vontade de reler, foi meu primeiro romance de época que li. A escrita dela é realmente uma delícia.

    Beijo!
    www.amorpelaspaginas.com

    ResponderExcluir

Post Bottom Ad

test banner