( Resenha ) Para Sir Phillip, com amor, Livro 5 da Série Os Bridgertons de Julia Quinn @editoraarqueiro - Clã dos Livros

( Resenha ) Para Sir Phillip, com amor, Livro 5 da Série Os Bridgertons de Julia Quinn @editoraarqueiro

Compartilhe:
Editora Arqueiro

Leia a sinopse AQUI.

Resenha


Para Sir Phillip, com amor é o quinto volume da Série Os Bridgertons de Julian Quinn!

Phillip Crane perdeu a esposa Marina, quando os filhos gêmeos, Oliver e Amanda, tinham apenas 7 anos e não foi nada fácil explicar a eles que a mãe morreu. Apesar de que não pareceram nada surpresos com a notícia, afinal de contas, ela passou toda a vida sendo instável, melancólica e ausente, nunca esboçou um sorriso sequer e parecia desejar seu próprio fim.

No entanto, só a presença dele não era suficiente, os dois precisavam de mais. Portanto, ele acreditava que devia pensar em encontrar uma mãe para eles. Não podia se casar de novo até que o tradicional período de luto terminasse, mas não significava que não podia procurar.

Phillip precisava de uma esposa. Praticamente qualquer uma serviria. Não se preocupava em como ela seria. Nem com a sua situação financeira. Também não precisava ser alguém que soubesse fazer contas de cabeça, falar francês ou cavalgar. Ela só precisava ser feliz e amar os filhos dele, ou pelo menos fingir tão bem que os dois nunca soubessem a diferença.

Marina era prima de Eloise Bridgerton e, depois de sua morte, Eloise enviou a Phillip uma carta de condolências. Ele a respondeu e, desde então, começaram a escrever um para o outro com frequência.

Algum tempo se passou e, embora nunca tenham sido formalmente apresentados, Eloise e Phillip tinham a sensação de que já se conheciam. Assim sendo, ele a convidou para ir a Romney Hall, uma construção de pedra o século XVIII perto de Tetbury, Gloucestershire, onde morava, e propôs que ela se tornasse sua esposa.

Aos 28 anos, nunca ocorreu à Eloise que seria uma solteirona para sempre, além disso, ela gostava bastante de sua vida e tinha a família mais maravilhosa que alguém podia imaginar. Mas, nos últimos tempos, começou a acreditar que talvez um casamento baseado em respeito mútuo e companheirismo fosse melhor do que nada.

De repente, a proposta ousada de Phillip, parecia um pouco mais intrigante. Estava na hora de assumir o controle de sua vida e decidir seu destino, por isso, Eloise decidiu viajar em segredo, sem avisar nem mesmo ele de que estava indo, certa de que aquela poderia ser sua única chance de felicidade.



“Se ela soubesse que seria tão fácil ir atrás de seu caminho no mundo, teria feito isso muitos anos antes.”

Eloise pretendia passar duas semanas com Phillip e acabou sendo surpreendida ao descobrir sobre a existência de seus filhos, pois ele não os havia mencionado em momento algum nas cartas e, desde que ela chegou na casa, não pararam de inventar coisas para chamar a atenção.

Inicialmente, ele não pareceu ser nada como ela esperava, estava certa de que ansiou por algo que talvez não existisse. Mas, sabia que não deveria julgá-lo tão rápido, pois não tiveram muito tempo juntos e seus filhos pareciam querer que ela pensasse que havia algo errado com ele, afugentando-a, assim fariam com que fosse embora logo.

Eloise já estava acostumada a lidar com seus cinco irmãos mais velhos, portanto sabia muito bem como se virar com duas crianças travessas. Contudo, não sabia como agir com Phillip, que se revelou extremamente diferente do homem que escrevia as cartas.

Um romance de época sensível e intrigante, que foi salvo por Eloise, pois confesso que Phillip e sua bipolaridade não me agradou muito e o relacionamento deles também não. Este é, sem dúvidas, o livro que menos gostei da série.  

A escrita da autora está excelente, a trama tinha tudo para ser incrível, a não ser pelo Phillip.

A capa é linda, tem tudo a ver com a história. A diagramação é ótima e a revisão é exemplar.

Dou 4 estrelas e recomendo apenas para quem pretende ler sem grandes expectativas com relação ao romance, porque foi do que mais senti falta!

Um comentário:

  1. Olá,
    Esse livro é muito amorzinho. Gostei muito da forma natural que o romance foi construído, principalmente quando tem um passado pesado como ele tem, e dois pestinhas no meio. Talvez até por isso a sensação do romance não ter tanto destaque, mas comigo funcionou, e apesar disso, fico feliz que o livro no geral tenha funcionado também para você.

    Beijo!
    www.amorpelaspaginas.com

    ResponderExcluir

Post Bottom Ad

test banner