Favoritos
Resenhas
Romance de Época
Lançamentos
Adaptações

Postagens Recentes

A Duquesa Feia - Livro 3 da Série Contos de Fadas de Eloisa James @editoraarqueiro

https://www.saraiva.com.br/a-duquesa-feia-10205336.html?ranMID=42034&pac_id=137879&utm_source=rakuten&utm_medium=afiliados&utm_content=2454844&cdz=jikvastuop0125nk03fbr&siteID=je6NUbpObpQ-fRusBp6ymsGmuTC1oMIsvA
Editora Arqueiro

Sinopse

Baseado na história O patinho feio, esse é o terceiro volume da série Contos de Fadas.

“Nada me faz correr para uma livraria mais rápido do que um romance novo de Eloisa James.” – Julia Quinn

Como ela ousa achar que ele a ama, quando Londres inteira a chama de Duquesa Feia?
Theodora Saxby é a última mulher com quem se poderia esperar que o lindo James Ryburn, herdeiro do ducado de Ashbrook, se casasse. Mas depois de um pedido romântico feito na frente do próprio príncipe, até a realista Theo se convence de que o futuro duque está apaixonado.

Ainda assim, os tablóides dizem que a união não durará mais do que seis meses.

Em seu íntimo, Theo acredita que os dois ficarão juntos para sempre… até que ela descobre que o que James desejava não era seu amor, mas seu dote.

E a sociedade, que primeiro se chocou com seu casamento, se escandaliza com sua separação.

Agora James precisará enfrentar a batalha de sua vida para convencer Theo que ele amava a patinha feia antes que ela se transformasse em cisne. E Theo logo descobrirá que, para um homem com alma de pirata, vale tudo no amor – e na guerra.

“Eloisa James usa a dose certa de malícia e voluptuosidade neste romance. Um deleite para os fãs.” – Booklist
“Diálogos inteligentes e personagens profundos que são a marca registrada de Eloisa James.” – Publishers Weekly


Confira os lançamentos de julho da Editora Sextante @sextante


Editora Sextante




Sinopse

Primeiro lugar na lista do The New York Times. Mais de um milhão de exemplares vendidos. Ao lado de clássicos como O poder do agora e As sete leis espirituais do sucesso, A alma indomável se tornou um dos mais influentes e celebrados livros sobre espiritualidade, psicologia e meditação. O que é essa voz que fala sem parar dentro da minha cabeça? Como manter a serenidade diante do falatório mental que julga, critica e decide por mim? Como viver sem ser comandado por essa voz que não consigo controlar? Usando o conhecimento das antigas tradições espirituais do Oriente e do Ocidente, Michael A. Singer mostra como se libertar da tirania da mente e abandonar pensamentos, crenças e emoções que nos sabotam a felicidade e a autorrealização. Com ideias claras e acessíveis, A alma indomável apresenta ensinamentos e práticas para você estabelecer uma conexão profunda consigo mesmo, compreender seu papel no mundo e a assumir a responsabilidade por suas escolhas. O resultado é um estado de presença e de consciência elevado, em que cada momento é vivido com mais energia, intenção e alegria. Sua tranquilidade não dependerá mais das circunstâncias externas nem da voz na sua cabeça. E, assim, você deixará de estar à mercê de seus pensamentos e irá alcançar a mais profunda das liberdades: a liberdade da alma. Lançado originalmente no Brasil como Alma livre.

Sinopse

Bráulio Bessa conquistou o Brasil com seus cordéis no programa Encontro com Fátima Bernardes. O livro inclui o poema Recomece e ilustrações do artista baiano Elano Passos. "O Bráulio mexe com nossas memórias, nossos sentimentos, faz aflorar o melhor da gente. É poesia que sai do coração. Que alegria tê-lo toda semana no meu programa!" - Fátima Bernardes "Cada palavra que sai da boca do Bráulio Bessa toca minha alma de uma forma raríssima." - Milton Nascimento "Bráulio Bessa é um hipnotizador de palavras. Tem o coração rimado. Quando fala, o verbo venta verso." - Fabrício Carpinejar "Gosto de comparar a poesia a um abraço, que consegue fazer um carinho na alma sem nem saber qual é a dor que você está sentindo. A poesia se adapta à sua dor. É um abraço cego e despretensioso, como quem diz: 'Venha! Tá doendo? Pois deixe eu dar um arrocho, que vai lhe fazer bem.'" - Bráulio Bessa Este livro é uma homenagem à poesia e a tudo o que ela é capaz de proporcionar. Com mais de 30 de seus emocionantes poemas, alguns deles inéditos, Bráulio Bessa nos conta um pouco das histórias do menino de Alto Santo, no interior do Ceará, que se tornou poeta e ativista cultural.Desde o primeiro encontro com a obra de Patativa do Assaré, aos 14 anos, até a fama na televisão, ele mostra como a poesia transformou sua vida.Com ilustrações do artista baiano Elano Passos, o livro traz ainda depoimentos de fãs de todos os cantos do Brasil, revelando como as palavras de Bráulio são capazes de inspirar pequenas e grandes mudanças.
  


Sinopse

O novo livro de Fred Elboni, autor com mais de 200 mil exemplares vendidos. "Vou contar um segredo: sempre achei que algumas pessoas têm poderes nas mãos. TIve sorte de esbarrar, e até amar, pessoas com um toque diferente, que mexia com o corpo e arrepiava a alma. TAlvez transmitissem uma energia que transcende o que é terreno.O toque para mim é uma das coisas mais importantes tanto no sexo quanto no amor. AS mãos têm uma magia linda que cria sensações únicas e inexplicáveis. COm elas contamos histórias e transportamos a pessoa que tocamos para dentro do nosso universo, nem que seja por um breve instante, para mostrar o que há em nosso íntimo." - Fred Elboni Você e outros pensamentos que provocam arrepio traz 50 crônicas que retratam as relações amorosas com sensibilidade e irreverência.Profundo conhecedor da alma feminina, Fred Elboni já vendeu cerca de 200 mil exemplares. AGora, em seu sexto livro, ele revela seu amadurecimento como escritor num prazeroso diálogo que desafia as mulheres a encontrarem a própria liberdade, buscando dentro de si o poder e a coragem de se despir de seus medos, pudores, preconceitos e inseguranças.Com uma linguagem leve e sexy, Fred apresenta pequenos flashs do cotidiano em deliciosos textos sobre paixão, sexo, encontros casuais, saudade, intimidade e afeto, explorando as múltiplas e imprevisíveis maneiras de experimentar o amor - e a si mesmo.



Sinopse

NOVA EDIÇÃO REVISTA E ATUALIZADA. "Um método coerente para realizar negociações em que todos saem ganhando." Newsweek "Os autores conseguiram reunir conselhos e observações de bom senso em um livro conciso, claro e bem escrito." Businessweek A vida é feita de negociações, tanto a nível pessoal como profissional - quando tentamos convencer o filho a tomar banho ou o chefe a nos dar uma promoção, estamos negociando. E a tarefa não é fácil. Muitas negociações não se concluem ou têm um final indesejado. Algumas pessoas tentam impor a sua vontade ou recorrem a truques sujos; outras, para evitar conflitos, permitem todo o tipo de concessões. Embora as negociações sejam diferentes, seus elementos básicos são sempre os mesmos - comprar uma casa ou assinar um acordo de paz no Oriente Médio têm mais em comum do que pensamos.O diferencial de Como chegar ao sim é oferecer uma estratégia comprovada para obter acordos mutuamente satisfatórios em qualquer tipo de conflito - quer envolvam pais e filhos, vizinhos, empregadores e empregados, clientes e empresas, e até diplomatas e governantes.Neste livro os autores explicam por que uma boa negociação é aquela em que todos saem ganhando e mostram como reforçar suas habilidades e criar seu próprio plano para cada situação.

Baía dos Suspiros - Livro 2 da Trilogia Os Guardiões de Nora Roberts @editoraarqueiro - Em pré-venda

https://www.saraiva.com.br/baia-dos-suspiros-10245723.html 
Editora Arqueiro

Sinopse

 Nora Roberts tem mais de 500 milhões de livros vendidos no mundo

Segundo volume da trilogia Os Guardiões

“Poético, hipnotizante… Uma história mágica que dá continuidade à trilogia de forma perfeita.” Library Journal

Para celebrar a ascensão ao trono de sua nova rainha, as deusas da lua criaram três estrelas, de fogo, água e gelo. Mas a deusa da escuridão as fez cair do céu, pondo em risco o destino de todos os mundos. Os seis guardiões, três homens e três mulheres de natureza especial, seguem unindo forças na busca pelas estrelas.

Com sua bússola mágica, Sawyer King os transporta para a ilha de Capri, onde está escondida a Estrela de Água. Agora, eles vão precisar contar ainda mais com a sereia Annika. Nova neste mundo, sua pureza e beleza são de tirar o fôlego, assim como sua lealdade e disposição em proteger os novos amigos.

Sawyer logo se vê atraído por seu espírito alegre. Mas Annika deve voltar para o mar em breve, e ele sabe que, se permitir que ela entre em seu coração, nenhuma bússola será capaz de guiá-lo para a terra firme…

Enquanto isso, na escuridão, Nerezza está furiosa com a primeira derrota e planeja um retorno ainda mais maligno. Ela perdeu uma estrela para os guardiões, mas ainda há tempo para derramamento de sangue. Pois uma nova arma está sendo forjada. Algo mortal e imprevisível.

Saiba mais sobre a Trilogia AQUI.

Uma Noiva Para Winterborne - Livro 2 da Série Os Ravenels de Lisa Kelypas @editoraarqueiro

https://www.saraiva.com.br/uma-noiva-para-winterborne-10243055.html
Editora Arqueiro

Sinopse


Lisa Kleypas escreveu mais de 40 romances, que são best-sellers no mundo todo e foram traduzidos para 28 idiomas.

“Altamente romântico e elegantemente escrito.” – Kirkus Reviews

“Uma história viciante e recompensadora.” – Library Journal

Rhys Winterborne conquistou uma fortuna incalculável graças a sua ambição ferrenha. Filho de comerciante, ele se acostumou a conseguir exatamente o que quer – nos negócios e em tudo mais.

No momento em que conhece a tímida aristocrata lady Helen Ravenel, decide que ela será sua. Se for preciso macular a honra dela para garantir que se case com ele, melhor ainda.

Apesar de sua inocência, a sedução perseverante de Rhys desperta em Helen uma intensa e mútua paixão.

Só que Rhys tem muitos inimigos que conspiram contra os dois. Além disso, Helen guarda um segredo sombrio que poderá separá-los para sempre. Os riscos ao amor deles são inimagináveis, mas a recompensa é uma vida inteira de felicidade.

Com uma trama recheada de diálogos bem-humorados e cenas sensuais e românticas, Uma noiva para Winterborne é o segundo volume da coleção Os Ravenels.

Confira a resenha do livro 1 AQUI.


Confira os lançamentos de junho da Editora Sextante @sextante



Editora Sextante




Sinopse

Como lidar com crianças de 1 a 5 anos.
Respaldado por pesquisas e estudos científicos, Já tentei de tudo! é o manual definitivo para os pais que desejam atravessar a primeira infância de seus filhos sem traumas.
“Na maior parte das vezes, os comportamentos impertinentes e repetitivos das crianças de até 5 anos são fruto de nossa dificuldade de entender o que se passa com elas. Que a leitura deste livro colabore para que as atitudes educativas com os filhos na primeira infância sejam tomadas sem estresse. Isso é bom para os pais e, mais ainda, para os filhos.” - Rosely Sayão, psicóloga
Toda criança faz manha. Se você tem filhos com idade entre 1 e 5 anos, sabe que se jogar no chão do shopping, não querer tomar banho, fazer birra na hora de dormir, recusar-se a comer e ter crises de choro nas lojas de brinquedo são situações bastante comuns.

Se você acha que já tentou de tudo para melhorar o comportamento das crianças e não obteve sucesso, talvez esteja na hora de olhar para elas de uma maneira diferente. Em vez de repreendê-las, que tal tentar entendê-las?

Neste livro, a psicoterapeuta Isabelle Filliozat mostra que a pirraça – em geral vista como manifestação de má vontade, desobediência, insolência ou mesmo falta de educação – é a única maneira que as crianças conhecem de expressar suas emoções e necessidades.

Com o toque divertido das ilustrações de Anouk Dubois, Isabelle ensina técnicas de educação não violenta para ajudar os pais a atravessar sem traumas esse período em que os filhos precisam tanto de orientação e disciplina quanto de atença~o e carinho. 

Sinopse

Uma abordagem concreta e prática para o problema do mau comportamento.
Continuação do best-seller Já tentei de tudo!, para crianças de 6 a 11 anos.
“Quando um filho apresenta febre, os pais quase sempre se perguntam ‘Será que devo levá-lo ao médico?’. Em resumo: a febre é vista como um sintoma de que algo não vai bem com o organismo da criança. Para Isabelle Filliozat, é dessa maneira que devem ser vistos os comportamentos aparentemente transgressivos dos filhos: como um sintoma que anuncia que algo não vai bem com eles.” - Rosely Sayão
Seu filho tem dificuldade de se concentrar em uma tarefa? Perde o interesse pelas atividades rapidamente e fica estressado quando não consegue o que quer? Talvez você pense que ele faz isso de propósito, mas e se houver outras razões?

Isabelle Filliozat, a consagrada autora de Já tentei de tudo!, mostra neste novo livro que as crianças de 6 a 11 anos, embora pareçam “crescidas”, ainda não têm capacidade de assimilar muitas das nossas críticas e repreensões e, por isso, repetem os comportamentos que nos tiram do sério.

Com uma visão científica do que se passa no cérebro das crianças, Meu filho me enlouquece! oferece propostas práticas para lidar com as situações mais comuns e desafiadoras do dia a dia.

A abordagem amorosa da autora, baseada na convicção de que a educação não violenta é mais eficaz do que brigas, castigos e punições, inspira os pais a buscarem o que está por trás das atitudes agressivas e das reações exageradas dos filhos.

Sinopse

Técnicas descomplicadas para viver com atenção plena.
Inclui um capítulo especial de Sri Prem Baba sobre meditação e espiritualidade.
“A meditação é um instrumento que possibilita a expansão da consciência amorosa. Ela é a base para a percepção da realidade espiritual da vida e, portanto, para uma vida baseada no amor.”Sri Prem Baba
Neste livro, o consultor e instrutor de mindfulness Eduardo Farah apresenta técnicas descomplicadas para aumentar o foco e a clareza mental, reduzir o estresse e a ansiedade, mostrando os efeitos positivos que a prática da meditação traz no dia a dia.
Abordando os benefícios da atenção plena no trabalho, nos relacionamentos, na sexualidade, no autoconhecimento e no bem-estar, ele mostra como desligar o piloto automático e tomar consciência de nossos sentimentos, pensamentos e reações.
Com um capítulo especial de Sri Prem Baba sobre meditação e espiritualidade, você verá como direcionar a atenção de maneira consciente e construir as bases de uma vida mais significativa, amorosa, gratificante e feliz.
Você também vai aprender a:
· Reforçar sua capacidade de realização e administração do tempo· Fortalecer os relacionamentos por meio da empatia e da compaixão· Intensificar o vigor, o engajamento e a criatividade· Inspirar a inovação, a liderança, o trabalho em equipe e a ética 


 Sinopse

Livro infantil inspirado no livro Propósito, de Sri Prem Baba
A luz das estrelas,
o encanto das sereias.
A grande aventura de Fitá
em busca de seus sonhos,atrás de seu propósito de vida.

Fitá é a história de uma estrelinha que queria realizar o desejo de seu coração... Sem saber que seu maior sonho era algo que ela já possuía.
Dedicada a Sri Prem Baba, mestre espiritual e autor de Propósito, esta obra é assinada pela atriz e voluntária do movimento Awaken Love Karla Tenório e pela escritora Padimini.

As belas ilustrações são de Duda Coutinho.

Um livro infantil com um significado mais profundo do que podemos imaginar.


Sinopse

Vencedor do prêmio Jabuti e um dos maiores autores brasileiros, Ruy Castro completa 70 anos em 2018.
A arte de querer bem é a forma que encontrou para homenagear o que o faz apaixonado pela vida.
No ano em que completa 70 anos, Ruy Castro, um dos maiores escritores brasileiros, reúne neste A arte de querer bem mais de uma centena de crônicas em que exercita o amor por sua profissão, por seus amigos, por seus ídolos, por sua cidade, pela música, pela vida.
Escritos entre 2008 e 2017, os pequenos textos que compõem este livro nos permitem conhecer um pouco mais da alma desse escritor multifacetado.
É hora de celebrar o amor.

( Resenha ) A Mulher Entre Nós de Greer Hendricks e Sarah Pekkanen - @editoraparalela

Editora Paralela

Leia a sinopse AQUI.

Resenha

Sabe aquelas leituras que te tiram do prumo totalmente? Que após concluir você não sabe explicar se gostou ou não? Exatamente, a MULHER ENTRE NÓS é esse tipo de livro. Contraditório, complexo, uma verdadeira dualidade de emoções. 

Vanessa está enfrentando um momento muito difícil em sua vida, ela se divorciou, perdeu todas as mordomias e precisou deixar para trás o marido “perfeito”, e ao que tudo indica, por sua própria culpa. Como se isso não bastasse ela acaba de descobrir que ele está noivo de outra, de uma mulher muito mais jovem do que ela, o que só contribuiu para que algo dentro dela ganhe força e a torna obcecada, necessitada por fazer algo a respeito para impedir este casamento. Do outro lado temos Nellie, uma jovem de vida simples, que trabalha como professora infantil e garçonete, que está noiva, prestes a se casar. Algo em seu passado a atormenta e a deixa com a constante sensação de perseguição e o casamento com o homem perfeito, parece ser capaz prover a segurança que ela busca. Ou pelo menos é isso que a princípio pensamos.

“(...) A verdade é o único caminho para seguir em frente.”
Duas mulheres diferentes, unidas por um elo poderoso, com mais coisas em comum do que se pode ver. Desconfie do que você está lendo, questione o narrador, a pessoa que está te contando a história, desconfie da ex-mulher, da noiva atual, do marido, desconfie de tudo... 

“Não esqueça que, mesmo quando não estou presente, estou sempre com você.” 

Amor, vingança, culpa, arrependimentos, obsessão, diferentes formas de abuso, são apenas alguns dos elementos que moldam A MULHER ENTRE NÓS. A primeira parte do livro é difícil, realmente é cansativo dar andamento na leitura, pois a impressão que temos é que nada acontece e segue tudo morno, porém chega em determinado momento e uma reviravolta nos deixa chocados e sem reação. E é nesse ponto que a história fica de fato interessante, a sede por desvendar o que está por vir só cresce e as expectativas também, e esse foi o meu problema na leitura, pois não senti que as autoras conseguiram manter o nível da trama e sustentar o mistério, voltando a bater na mesma tecla inicial ao invés de continuar alimentando o suspense. Porém, mesmo assim é importante frisar que os acontecimentos conseguem nos manter presos, aflitos, angustiados, ansiosos por mais e até surpreendidos com algumas das revelações. 

“Demorei anos para me dar conta disso. Foi só quando anotei todos os questionamentos que atormentavam minha mente que comecei a ver um padrão.” 

Não sei se estou conseguindo me fazer entender, mas realmente é difícil falar deste livro. Cansativo, porém viciante, irritante, mas emocionante, imprevisível e apesar do final tomar um caminho “fácil”, é uma trama surpreendente. As autoras souberam como brincar com a nossa mente, como criar uma teia e nos envolver sem que nos déssemos conta do que estava bem debaixo do nosso nariz. É uma trama muito bem costurada, o que não dá margem para que se fale dele sem revelar algo importante, é o tipo de livro que só LENDO realmente para entender. 


Apesar do que mencionei, gostei da leitura. A temática é interessante, é um tema relevante e importante, que com certeza deve ser debatido e explorado sempre que possível. Foi interessante acompanhar o modo como as autoras construíram a trama e a maneira como amarraram tudo e todos. Se você gosta do gênero recomento imensamente a leitura, acredito de verdade que cada leitor será envolvido e impactado de uma maneira diferente, conforme as muitas reviravoltas e acontecimentos ao longo de cada capítulo. 

Beijos! Até a próxima.


Bem Safado de Lauren Blakely @FaroEditorial - Em pré-venda

Faro Editorial

Sinopse

O empreiteiro Wyatt é bem-sucedido, inteligente, engraçado, bem... servido, mas nada organizado! Para lidar com a burocracia do negócio e ajudar na expansão de sua empresa, ele contrata a super eficiente Natalie.

Os dois tem uma forte atração sexual, mas mantêm a relação apenas no âmbito profissional.... SEMPRE LEVO AS MULHERES À LOUCURA, SEJA NAS OBRAS QUE CUIDO OU DEBAIXO DOS LENÇÓIS.Isso até eles se verem num bar de Las Vegas e receberem uma notícia desastrosa. Para salvar a noite eles resolvem curtir tudo que a cidade do pecado tem a oferecer... desde uma certa montanha-russa até uma capela para casamentos rápidos. E o problema é que o que aconteceu em Vegas, não ficou em Vegas...E a cada dia me sinto mais tentado a mudar o status do meu relacionamento com a Natalie. Não sei se a trato como minha ex-esposa ou se coloco um anel de verdade no dedo dela.

O QUE NÃO TENHO DÚVIDAS É QUE NINGUÉM DEIXA MINHAS FERRAMENTAS EM PONTO DE BALA COMO ELA... E ISSO É ASSUSTADORAMENTE DELICIOSO.


( Resenha ) Nada Escapa a Lady Whistledown @editoraarqueiro - Julia Quinn, Suzanne Enoch, Karen Hawkins e Mia Ryan

Editora Arqueiro

Leia a sinopse AQUI.

Resenha

Ora vamos, quem ama romances de época vai se maravilhar com mais um livro perfeito. Quatro contos escritos por divas dos romances e com a Lady Whistledown abrindo cada um dos capítulos com suas observações interessantes, fuxiqueiras e engraçadas. Suas colunas conduzem o enredo e ligam as quatro histórias de maneira deliciosa.

Um Amor Verdadeiro 

Em um amor verdadeiro encontramos Lady Anne Bishop uma jovem que se considera uma solteira feliz. Apesar de estar prometida em casamento a Maximilian Trent, o marquês de Halfurst, ela vive uma vida com algumas liberdades, como passear com os amigos e ir às festas e nem considera possível que seu noivo realmente queira o casamento. Os dois foram prometidos ainda crianças, e ele nunca nem mesmo lhe escreveu.
"- Considerando que passei os últimos três dias cavalgando na neve, no gelo e na lama para descobrir por que diabo minha prometida anda por aí na companhia de ... - Ele tirou o papel das mãos dela. - De alguém que "não é seu prometido", acredito que fui bastante cortês."

Ao ler a coluna de fofocas , ops.. atualizações interessantes sobre a sociedade londrina de Lady Whistledown, Maximillian decidiu que era a hora de buscar sua noiva. Todos estavam comentando que ela estava rolando na neve com outro homem e ainda por cima duvidando da capacidade do marquês de Halfurst.  Estava a muito tempo no campo, afastado da capital e ao ficar cara a cara com sua noiva, Max percebeu que devia retornado antes, muito antes. Ela era linda, encantadora, e um desafio para sua inteligência e ele sentiu que precisa conquistá-la para que o casamento acontecesse. Um desafio e tanto, já que Anne não queria se casar. 

Os dois fazem um casal muito interessante, que acaba se envolvendo de maneira apaixonante, com a habilidade narrativa maravilhosa de Suzanne Enoch. Amei!

Dois Corações

Srta. Elizabeth Pritchard, conhecida pelo amigos como Liza, estava cansada de ficar só. Não que não tivesse amigos. Ela tinha alguns. Margareth e seu irmão Royce eram os melhores amigos que alguém poderia ter. Também nada tinha a ver com dinheiro, pois isso ela também tinha de sobra, mas Liza sentia que era o momento de se casar, construir sua própria família e ser feliz. 

"O coração ficou apertado e lágrimas lhe brotaram nos olhos. Era por isso que estava deprimida, havia esperado anos para viver uma "grande paixão", mas nunca acontecera."

Apesar de seu gosto duvidoso pela moda extravagante, com cores fortes e plumas enormes, ela era uma pessoa maravilhosa. Uma mulher sensata e inteligente e por isso era respeitada na sociedade. Mas Royce não achou a menor graça quando viu que Liza estava mesmo se interessando por um de seus pretendentes. Afinal, ninguém servia para ela, na opinião dele. 

Royce adora Liza e realmente se preocupa com ela. Ele é um mulherengo que não se envolve com ninguém, não tem a menor intenção de se casar e se afasta rapidamente de todas as mulheres que busquem somente isso. Mas esse libertino, incorrigível não consegue suportar ver Liza nos braços de outro homem. Ele sabe que não pode ser o que ela precisa, mas a cada dia que passa mais próximo dela, se convence de que precisa fazer algo. 

"Royce gostaria de saber o que tornava Liza única. Não era apenas seu jeito de se vestir, embora fosse bastante incomum. Era algo mais. Talvez a inteligência em seus olhos verdes ou a forma com que seu rosto se iluminava quando ela ria, mas, o que quer que fosse, despertava nele o desejo de rir e nunca mais parar."

Esse conto de Karen Hawkins foi uma delícia de ler. Os personagens são lindos e se descobrem apaixonados, ao longo das páginas. A química entre eles é maravilhosa. Eu amei!

Uma Dúzia de Beijos 

Lady Caroline Starling está perdida. Ela foi despejada junto com sua mãe da propriedade onde moravam. O herdeiro assumiu tudo e expulsou as duas, sem dó nem piedade, deixando-as sem ter para onde ir e dependendo de parentes. Sua única saída agora seria conseguir um bom casamento, mas apesar do esforço em entender a necessidade, ela não queria se casar com ninguém, nada parecia nem mesmo razoável. Será que conseguiria se interessar por alguém a ponto de se casar feliz?

Terrance, atualmente Lorde Darington herdou o título e a propriedade do antigo Lorde, seu primo. Ele estava em uma época bem complicada recuperando-se de graves ferimentos que deixaram algumas sequelas. Após seu retorno a sociedade alguns o julgavam ríspido e direto, mas na verdade ele era apenas objetivo, parecia que junto com seu ferimento tinha perdido um pouco da eloquência e polidez, mas não era sua intenção parece grosseiro, nunca.

Ao conhecer Caroline por acaso, Terrance se encantou. Mas como abordá-la e cortejá-la se lhe faltava a habilidade da fala perfeita? Porém ele sentia que tinha que ser ela a única que poderia ser sua esposa. Porém logo percebeu que ela e sua mãe nutriam por ele, um certo rancor, que ele não conseguia entender.

Caroline achava mesmo que Terrance estava tentando lhe pregar uma peça, talvez querendo humilhá-la novamente, por que outro motivo um lorde que havia expulsado ela e sua mãe sem nenhuma piedade, teria interesse em fazer-lhe a corte? Claro que ele era lindo, forte, alto, e tinha um jeito de falar que a deixava intrigada, mas ela não poderia sonhar com um homem como ele. Ou poderia?

"- A senhorita não pode se considerar feia - foi o que saiu. Não foi perfeito, mas bom o bastante.
- Ah claro que não - apressou-se ela em responder. - Isto é ... Não estou dizendo que sou feia, quer dizer ... - continuou ela, balançando a cabeça de um lado para o outro. - Obviamente, não tenho ideia do que estou dizendo, mas, basta afirmar, lorde Darington, que sei que não sou feia, mas também não sou linda. Definitivamente não me encaixo em um extremo, sou apenas mediana.
- É perfeita, então."

Mia Ryan escreveu esse conto interessantíssimo, com Caroline e Terrance. Eu adorei os dois e me envolvei demais com sua história de amor. 

Trinta e Seis Cartões de Amor

Susannah Ballister tinha certeza de que se casaria com Sr. Clive Mann- Formsby. Ele a cortejou durante uma temporada e era um homem realmente encantador, mas qual não foi a sua surpresa ( melhor dizendo, o seu horror) quando Clive anunciou que se casaria com outra, em um evento social, na frente de todos. Sua humilhação e vergonha foram sem tamanho. Agora a jovem evitava todo e qualquer lugar onde o novo casal feliz estaria, mas para seu desgosto, isso não duraria para sempre.

David, o Conde de Renminster, irmão de Clive sentia-se um pouco culpado pelo que seu irmão havia feito com Susannah, afinal, ele mesmo dissera-lhe que ele não era homem para ela. Que fique claro, achava que a jovem de cabelos escuros merecia um homem melhor do que seu mimado irmão. Mas sabia que ela deveria ter passado por maus momentos diante da sociedade que julgava tudo e todos. 

Para tentar aplacar a culpa que o perseguia, por ter de causado sofrimento para Susannah, David resolve de alguma maneira ajudá-la a recuperar as boas graças da sociedade e aproxima-se dela, mas o conde não poderia prever que se envolveria pela fascinante jovem.
"Ela murmurou polidamente:
- Obrigada pela dança, milorde.
E ficou claro que a conversa estava encerrada.
Mas quando a observou deixar o salão - presumivelmente dirigindo-se para onde estava indo quando ele a interceptou -, não conseguiu afastar o sentimento.
Queria mais.
Mas das palavras dela, mais de sua conversa.
Mais dela. "
A cada novo encontro David fica mais interessado em Susannah e claro que ela não é indiferente aos encantos do jovem conde. Mas estaria ela ainda apaixonado pelo irmão dele? David não poderia se casar com uma mulher apaixonada por outro homem, principalmente por seu irmão. 

Ah Julia Quinn ... A diva maravilhosa encanta com esse conto apaixonante. Amei acompanhar David e Susannah em sua descoberta pela paixão. 

Nada Escapa a Lady Whistledown é mais uma maravilha escrita para nos entreter e encantar, com diálogos interessantes, casais perfeitos, amor e paixão. O livro é todo narrado em terceira pessoa. A diagramação é bonita e confortável e a capa linda, segue o mesmo padrão da anterior com objetos que provavelmente estão na mesinha de escrita de Lady Whistledown.

Amei e recomendo!

Confira a resenha do livro anterior Lady Whistedown Contra-Ataca AQUI.


( Resenha ) O Homem de Lata de Sarah Winman @FaroEditorial

Faro Editorial

Leia a sinopse AQUI.

Resenha

Acabei o livro nesse exato instante. Deveria ser fácil falar dele, afinal, todas as emoções e percepções estão fresquinhas na memória, no coração... na pele. Mas não está sendo fácil, não. Talvez eu precise de um tempinho para colocar as ideias no lugar, ou para pelo menos pensar no que eu quero falar aqui.

Mais cedo eu disse a dois amigos que o livro estava me deixando deprimida – e realmente estava. Eu achei que com o virar das páginas as coisas iam melhorar, que aquela sensação ia passar... mas não passou. Há algo sobre mim que quase não falo por aí: eu sou psicóloga. Amo a minha profissão, amo tudo o que ela significa para mim, mas não a exerço. Por que estou falando isso agora? Bem, estou falando isso por que fiquei deprimida por ter sentido, a todo momento, que Ellis, o personagem principal de O homem de lata, estava em uma sessão de terapia. Eu o “ouvi” atentamente. Cada pausa, respiração, exasperação, sentimento, toda a sua dor. E tudo isso foi analisado pela psicóloga que há em mim, claro, mas o que me deprimiu foi o fato de que eu não só o analisei, eu o senti. Me envolvi com tudo aquilo. Vocês não têm ideia do quão prejudicial é para um psicólogo envolver-se com os problemas de seus “pacientes”. Foi preciso, por diversas vezes, fechar o livro, olhar para o teto e dizer para mim mesma: ei, miga, sua loka! É só um livro!!!

Um desses amigos me disse: “Eu ouvi dizer que esse livro é bem ‘ruinzinho’". Como resposta, eu disse que ele estava fluindo bem, e realmente fluiu. Tenho tido problemas para ler – falta de tempo, de ânimo – e fazia tempo que eu não pegava um livro e o devorava como aconteceu com este. Fiquei sedenta por mais. Eu fiquei sedenta por um final feliz. Se ele veio? Bem... vai ser preciso ler para saber.

Ellie é um homem solitário de quarenta e poucos anos (não me lembro bem de sua idade) que sobrevive a dias que começam e terminam da mesma maneira – ele se levanta às cinco da tarde, se apronta para ir ao trabalho, se esquiva de um e outro por lá, mas sempre se vê envolvido e interessado nos quase monólogos de seu colega Billy. Depois da noite de trabalho, ele volta para casa pedalando sua bicicleta despreocupadamente, toma café da manhã, dorme e tudo se repete.

Certo dia ele tem o que eu determinei como uma crise de ansiedade – crise esta com algumas (muitas) notas de ataque de pânico. Ele sai mais cedo do trabalho, e enquanto pedala absorto em seus devaneios, ele acaba sofrendo um acidente. É atropelado, tem o pulso quebrado e acaba indo parar num hospital. Lá, com a mente anuviada por remédios para dores, ele acaba falando sobre o pai quando a enfermeira lhe pergunta se há alguém que ele gostaria que fosse avisado. Ele conta que ele está viajando com a esposa, e conta também que sua atual esposa, antes de ocupar esse posto, foi sua amante. Ellie chega a essa conclusão quando se dá conta de que, mesmo quando seus pais ainda eram casados, ele sentia o perfume doce e marcante da atual companheira de seu pai. Ele não guarda rancor, não. Pelo contrário.

A lembrança desse momento remoto o faz lembrar de sua infância. Primeiro, lembra-se de sua bela mãe, que era inteligente, amorosa e apaixonada por arte. Lembra-se também de um amigo em especial, amigo este que, logo se percebe, é o causador de boa parte de sua dor atual. Conhecemos um pouco da infância dos dois, do nascer e desabrochar dessa amizade, amizade que se tornou algo maior. Conhecemos também sua adolescência, a transição para a fase adulta e nessa transição, conhecemos Annie, a mulher por quem ele se apaixonou. A mulher que se tornou sua esposa. A mulher que, assim como o amigo, ele veio a perder. A mulher que, assim como Michael, é a responsável por esses dias tristes e rotineiros de Ellis.

O tempo passou e Ellie não superou a morte dos dois. Ele está de luto desde então, e mesmo tendo se passado mais de cinco anos, esse luto não vai embora. Ele permanece estático, sobrevivendo, como eu disse ali em cima. Ele anda se arrastando por aqui e ali, mas esse acidente fez com que ele começasse a querer entender esse sentimento, fez com que ele finalmente quisesse reagir. Engana-se quem pensa que é nesse momento que a dor sessa, ou mesmo diminui. Na verdade, é aqui que a dor piora, pois é aí que o enlutado começa a aceitar que perdeu uma pessoa querida e amada – ou, no caso de Ellie, quatro (a mãe; Mabel, a avó de Michael, uma mulher que o acolheu e o guiou quando sua mãe se foi; Michel, seu único, melhor e eterno amigo; Anne, sua esposa). Ele começa a dar vasão aos sentimentos e lembranças, e quando ele começa, não para mais. Nesse meio tempo ele começa a se esforçar para continuar. Começa a se reerguer. E o que acontece é que vamos nos erguendo com ele, pois a empatia é tanta que, acreditem, nos vemos de luto junto com esse cara que parece vazio.
Descobrimos que de vazio Ellie não tem nada. Ele está cheio de dor, mas também está cheio de lembranças. A maioria delas é linda e deixa nossos corações quentinhos. As que não são, em sua grande maioria, vêm de fatos que, posteriormente, acabam se tornando fatos felizes, e isso prova algo que eu sempre digo: não importa quão ruim seja uma situação. Sempre poderemos tirar algo de bom dela.

Acompanhar essa evolução não é fácil, acreditem. Esse livro é repleto de momentos felizes, momentos que nos fazem sorrir, mas imediatamente o sorriso se vai, pois nos lembramos que aquilo passou, se foi. É engraçado que todas as lembranças e passagens nos dão a sensação de que, depois de ter vivido tudo aquilo, vai ser impossível para Ellie continuar e ser feliz. E é aí que entendemos o quão profundo esse livro é.

Não espere uma história com ensinamentos, com aquela moral que faz com que algo em sua vida mude. A gente muda, sim. Temos aquele pensamento tipo “se depois de tudo pelo que passou Ellie conseguiu dar alguns passos rumo ao futuro, eu também consigo”. Talvez esse livro não mude a vida de ninguém, e provavelmente, ele será mais um daqueles que divide opiniões – lembram do comentário do meu amigo? Provavelmente quem afirmou para ele que o livro era “ruinzinho” não gostou nadinha da trama. Já eu, passada a “deprê”, afirmo com segurança que sim, eu gostei do livro. Gostei muito, inclusive.

Eu não senti necessidade de ter respostas para as perguntas que ficam no ar, sabe? Senti que bastava saber que o personagem estava sofrendo, pelo quê ele estava sofrendo, e principalmente, bastou saber que, mesmo envolto em tanta dor, ele resolve dar mais uma chance a si mesmo. Isso basta. O misto de emoções que senti lendo esse livro me bastou. Isso foi o suficiente para que eu possa dizer por aí que, mesmo sem ter mudado minha vida de alguma forma, O homem de lata sempre terá um lugar especial no meu coração de leitora.

Caso você o leia e não ache que o final foi bom o bastante, por favor, me responda: para você, o que é um final feliz?

Opostos - Livro 5 da Saga Lux de Jennifer L. Armentrout @edvalentina - Em breve

Editora Valentina

Sinopse

Katy sabe que o mundo mudou desde a noite da chegada dos Luxen.

Ela não consegue acreditar que Daemon tenha se juntado à sua própria raça ou que vá ficar de braços cruzados enquanto esses novos Luxen tentam varrer todos os seres humanos e híbridos da face da Terra. No entanto, as linhas entre o bem e o mal não são mais tão nítidas, e o amor se tornou uma emoção que poderá destruí-la — na verdade, destruir a todos.

Daemon fará o que for preciso para proteger aqueles que ama, mesmo que para isso...

Eles terão que se aliar a um inimigo improvável se quiserem ter qualquer chance de resistir à invasão. Mas à medida que se torna cada vez mais difícil distinguir entre aliados e adversários, e com o mundo prestes a desmoronar, eles talvez tenham que abrir mão de tudo que lhes é mais precioso para garantir a sobrevivência de seus amigos... e da humanidade.

A Terra está em guerra e, qualquer que seja o resultado, o futuro jamais será o mesmo para aqueles que conseguirem sobreviver.

Saiba mais sobre a Série e confira as resenhas dos livros anteriores AQUI.